Ir para conteúdo
Rodrigo

O que vocês estão assistindo, homúnculos?

Posts Recomendados

Tô vendo Breaking Bad finalmente, já tô na segunda temporada e realmente é uma puta série, direção, roteiro e atuações, tudo é muito bom. O Brian Cranston já pode se aposentar, entrou pra história.

 

também vi A Última Mulher (1976 Marco Ferreri) que pode ser confundido com um drama erótico exploitation da época, mas o Ferreri é o diretor de A Comilança e outros filmes provocativos e inteligentes, o tema desse _ o papel do homem numa sociedade cada vez menos patriarcal _ ainda é bastante atual. O Gerard Depardieu é um machão divorciado com um filho pequeno que se envolve com uma professora interpretada pela musa Ornela Muti, os personagens são arquétipos e não há construção no relacionamento, Gerard é um homem das cavernas que arrasta ela pro seu apartamento logo nos primeiros minutos, ele só fala do próprio pinto, come como um porco e briga com todo mundo, é infantil e carente, vai lidando aos trancos com a amante, a ex-mulher, o ex-namorado da amante e com seu bebê, ao mesmo tempo que assiste as transformações da época acontecendo ao seu redor, como o feminismo. Li que o filme é banido nos EUA, o que é uma bobagem, achei uma cópia no youtube e mesmo com a baixa qualidade gostei e vi inteiro.

Editado por Cyco

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

The Office US. To vendo mais pq é rápido e não precisa prestar tanta atenção. A série original é bem melhor, essa tem os exageros do humor de série americana que deixaram a ideia de ser um "documentário" muito forçada...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Andei assistindo uns filmes:

Divergent - Bem bobinho, nota 7,5
Lone survive -Muito bom,ainda mais se tratando de fatos reais,nota 9
Thor 2 -Achei melhorzinho que o primeiro em alguns pontos,mas continua sendo uma pipocão,nota 8
Elysium -Que merda de filme,nota 6

Capitão America 2 -Achei melhor que o primeiro que foi um porre,nota 8

300 2 -Bem inferior ao anterior,nota 8
The hunger games 2 -Eu curti o primeiro,mas o 2 ficou uma bosta,nota 7
Star trek into darkness -Gostei,apesar não ser um grande fã da serie,nota 8,5
Oblivion -Bosta fetica,nota 6
watchmen -Filme passa tempo,nota 7
The secret live of Walter Mitty -Achei bem bobinho e pouco engraçado,nota 7,5
Yes man -Apesar de simples,curti muito esse filme,nota 8,5
I love you Phillip Morris -O filme surpreende por serem fatos reais e sua ousadia,mas é mal executado,nota 7

Devo ter esquecido algo,depois posto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E tb terminei de assistir no sábado essa novela koreana que tem 16 episódios de 1 hora cada... e é surpreendente que a coreana abaixo tenha 41 anos e aparenta ter bem menos, enfim, uma optima novela

 


NO MAIS => Atualmente ela tem 45 anos, mais continua com a mesma aparência, ou seja, continua lindona  como pude ver na novela deste ano

 

feat8.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já vi essa. É curioso porque é bem focada nos vilões, Batman é praticamente um coadjuvante. Bom que sai da mesmisse, apesar da história ser bem meiuca.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

aproveitei q o sinal da HBO tava aberto e vi uns episódios daquele tal seriadinho O NEGOCIO

 

mas so vale pelos peitinhos ocasionais mesmo, pq é RUIM DEMAIS

 

troço forçado irreal e viajado pra caralho

 

aquela rafaela mandelli é linda, mas nao serve nem a pau pra fazer papel de puta. chatinha, formal e insossa demais.

 

 

alguem aqui ja viu essa bosta? vale mais ir no dino e baixar os video

 

wd2emvf.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

tem o mandrake, mas ele era advogado (um quase tao ético quanto um pimp)

 

alias da epoca que eu acompanhava hbo brasil fazia umas serie muito fodas

 

mandrake e filhos do carnaval eram geniais

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
turnright1.jpg

 

Um século sem postar sobre filmes por aqui, mas vamos lá:

Turn Left, Turn Right é um romance de Hong Kong e Singapura produzido em 2003. 

Bom, até lá pela metade do filme, eu estava preparado pra vir aqui dizer q é um filme simpático q ganha pela simplicidade, carisma e poesia, mas lá pela conclusão eu já estava convencido de q só é clichê, novelístico e medíocre mesmo.

Quer dizer, o filme é bonito até certo ponto ao mostrar com tanta singeleza a história de duas pessoas q se conheceram na escola e trocaram telefones, aí a mocinha de cabeça avoada esquece a bolsa com o telefone no ônibus escolar e eles só vêm a se encontrar novamente já adultos. 

Basicamente, o filme todo é um amálgama de situações mostrando ambos se desencontrando mas ao mesmo tempo, tendo atitudes praticamente idênticas q mostrariam q são almas-gêmeas e bla-bla-bla. Eles moram no mesmo edifício e dormem com a cabeça encostada em lados opostos da mesma parede, mas nunca se vêem. E pra piorar tem uma entregadora de fast food q é vidrada pelo rapaz (q é músico) e um médico q é vidrado na moça (q é escritora de poesia e trabalha traduzindo poemas alheios).

A questão é q até lá pelo meio, vc ainda está achando bonitinho como toda hora acontece algum fato q os separa evc tem de ficar lá, torcendo pelo casal. Mas depois de muito tempo, isso começa a cansar pela extrema previsibilidade e roteiro estilo "Malhação", fora q o filme tem um estilo bobinho q nem filme de amor infantil é assim mais e isso acaba cansando tbm. E pra completar, os vilõezinhos têm umas atitudes de dar vergonha alheia com atitudes q parecem saídas de um anime, então já vêem mais ou menos o potencial q isso aqui tem pra irritar um telespectador mais adulto.

Os pontos positivos são a bela trilha sonora com canções de violino q, embora algo repetitiva, encanta, a leveza da narrativa, q faz o filme passar com rapidez apesar de ficar irritante depois de um tempo com os clichês e a comédia, q é divertida. 

Mas no geral, poderia ter sido bem melhor desenvolvido e não se transformado numa história banal digna de Malhação q logo fica esquecida em meio a tantas história de amor melhores produzidas no Oriente. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ju-on-2.jpg

 

Gente, eu sou um cara teimoso mesmo. Já não tinha gostado muito do primeiro Juon e com essa seqüência, a minha opinião sobre a série só piorou.

Vou falar primeiro dos poucos pontos em q a sequel evoluiu pra depois descer o malho nessa bomba como ela merece:

Gostei do fato de terem dado maior coesão à história, esse filme parece menos amador e menos fragmentado q o primeiro. E o q eu quero dizer com isso? Bom, é q o primeiro Juon tinha uma duração pífia (1 hora e pouco) e a qualidade da fotografia era bem duvidosa. Além de ter um "roteiro" todo retalhado, onde um caso parece q não se relaciona com o outro e nunca há uma explicação maior pras aparições do menino e dos outros monstros em geral. Fora as desculpas pobres de enredo pra criar situações cheias de sustos baratos e trash.

Pois é, neste aqui pelo menos há uma história maior por trás, todos os personagens se relacionam de alguma forma, e o filme tenta dar um começo de explicação pro mistério, mas logo em seguida já desanda no nonsense de novo.

Os defeitos são vários: sustos pastelões e previsíveis (geralmente a vítima do monstro sempre olha vários segundos com cara de horrorizada pro monstro, aí até o monstro aparecer vc já sacou tudo; as partes q usam imagens digitalizadas dos monstros são terríveis de tão ruins, parece até q estou vendo um filme antigo de tão ruim; o clima de tensão é decente e causa algum temor em uma ou outra parte, mas poderia ser bem melhor; o roteiro sofre de um problema comum a muitos filmes de terror orientais, q é jogar os mistérios e depois não explicar nada.

Assim, eu entendo q existem filmes q tentam te dar uma história com simbolismos e metáforas pra vc deduzir o q aconteceu (como o meu amado "A Tale of Two Sisters" :wub:), mas geralmente depois de um tempo refletindo vc consegue chegar às respostas q procura. Aqui não, assim como em Kairo, Juon 2 te joga mistérios e pistas e no final nada parece fazer sentido, e isso frustra o telespectador q procura um enredo mais coeso e racional. Ilogicidade pura me leva a crer q o filme só é mau feito mesmo, nada mais.

E tbm me irrita muito qdo o roteirista dá uma desculpa mau feita pra executar uma cena. Querem um exemplo? Numa determinada cena de Juon 2, um grupo de repórteres resolve ir investigar a casa assombrada do primeiro filme e levam a protagonista Kyoko (q é atriz de filmes de terror, lol) junto. Aí num certo momento, uma repórter pergunta à Kyoko se ela está sentindo alguma vibração estranha na casa. E ela se justifica dizendo q ouviu dizer q "atrizes tem poderes sobrenaturais". Simples assim. Ela tira uma informação dessas do cu e todo mundo fica lá achando super normal. :lol:

Sério, filme ilógico, pessimamente escrito, com sustos pastelões e previsíveis, monstros digitalizados super trash, não resolve mistério algum no final e tem uma tensão apenas mediana. Ainda estou no aguardo de um filme decente do gênero desde q vi Dark Water e até mesmo o mediano (mas divertido) Infection. Não foi desta vez q eu encontrei o filme q esperava. :-s

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

theeye.jpg

 

The Eye é sem dúvida um dos 3 melhores filmes de terror a que eu já assisti no cinema asiático, ponto. Fico até com dificuldade de começar a elogiá-lo pq praticamente tudo nele é muito perfeito. Ele transpira originalidade, bom gosto, muita sensibilidade, boas atuações (a da protagonista é excelente, memorável), clima tenso de verdade, bons sustos q raramente são previstos antes...
Se eu tiver q criticar alguma coisa nesse filme, seria apenas em relação aos momentos próximos do desfecho, pois achei a maneira como a Mun

liberta o fantasma da menina bem clichê, e a cena em q a menina no hospital diz q está morta eu já saquei logo no começo.

 Mas isso são apenas pequenos detalhes q em nada estragam a experiência. Até pq logo após o q parecia ser a conclusão, ocorre aquela cena fantástica do ônibus q deu um desfecho muito interessante ao drama de Mun.
Bom, primeiramente eu fiquei encantado com a fotografia desse filme. É muito bem feita mesmo, vc se pega toda hora imerso no universo da história devido ao belíssimo trabalho visual. Tomadas de câmera como a do elevador são absolutamente arrepiantes, foi tudo muito bem filmado.
Adorei a tensão forte q o filme te traz sendo alternada com cenas de atuação maravilhosa da protagonista vivendo o

papel de uma cega com o poder de ver fantasmas.

 Sério, tem um momento lá pelos 40 minutos em q ela está contando o seu drama ao médico dela e eu quase não acreditava na veracidade com q ela transmitia a dor da personagem. É uma atriz q além de muito bela e competente, ainda tem um sotaque absolutamente fascinante q transmite com perfeição cada sentimento q a protagonista Mun sente ao longo dos 92 minutos de filme. 
Aliás, a duração é outro ponto interessante, pois esse filme dura tão pouco e mesmo assim nos faz mergulhar mais na sua história do q muito filme de 3 horas por aí. Muito difícil haver uma cena "desperdiçada", até qdo o plot pareca não ter mais pra onde ir os irmãos Pang conseguiam dar uma reviravolta q nos pescava novamente.
Esse filme tbm é uma aula sobre como criar tensão. Sério, não houve UM SUSTO SEQUER q eu consegui prever antes. Pra mim cenas como a

dela no açougue e a do elevador

 são simplesmente perfeitas. Vc mal respira e olha q o filme nunca abusa de violência nem de monstros horríveis, é tudo na base da atmosfera mesmo. Outra boa cena é a na sala de caligrafia, acho q foi o maior susto q já tomei em muito tempo. O interessante, principalmente na cena do elevador é q vc fica ali sentindo toda a tensão da Mun e realmente parece q o tempo não passa, o lugar a q ela quer chegar não chega nunca. icon_lol.gif
Achei os diálogos muito bem escritos tbm. Destaque pra conversa dela com o médico aos 40 minutos como já mencionei. 
Mas acho q sobretudo, é um filme q cativa por ser muito sensível (vc realmente se importa com os personagens e seus problemas, eu sentia tristeza qdo a Mun descobria q

a sua amiga do hospital estava morta e alegria qdo ela conseguia ir lá tocar o violino no pequeno concerto depois de ter sido rejeitada.


Curti a conclusão, achei muito bem pensado o fato dela

voltar a ficar cega

 e jamais teria imaginado isso. Foi uma boa libertação pro drama q ela vivia.
Enfim, só resta dizer q estou com muita expectativa pra ver como ficou o The Eye 2 e espero q me cative assim como o primeiro. Os Pang Brothers ganharam mais um fã, vou agora mesmo procurar saber do restante da filmografia deles.

Editado por Serge Chrono 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sou aficionado por teorias da conspiração e a Discovery "matou a pau" com os episódios de Arquivos Confidenciais.

 

Estava acompanhando Alienígenas do passado que já é bem antiga, mas ficou limitada demais, com a abordagem de assuntos mais voltados para a teoria dos Antigos astronautas. 

A Discovery com eps de 17 ou 18 minutos me surpreendeu.

https://www.youtube.com/watch?v=T22yz9uwZbM

Editado por El Barto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..