Ir para conteúdo
Ate Cubanos

O que vocês estão jogando, pederastas?

Posts Recomendados

Terminei Owlboy e também compartilho da mesma opinião. A impressão que eu tenho é que o jogo ficou num limbo entre metroidvania e platforming action propriamente dito, não sendo nem uma coisa nem outra, com um mundo meio aberto, mas que não te dá muitos opções do que fazer, ou mesmo não há muito o que explorar. Fica complicado chamar de metroidvania, pois não existe aquele design clássico tão característico do estilo, com o "vai e vem" pelos cenários, ganhando novos upgrades que  permitem acessar áreas antes inacessíveis. Pra não dizer que isso não acontece, temos dois momentos mais marcantes nesse sentido, com a entrada de Alphonse e Twig para o time e aqui mora outra crítica ao jogo, que é ele ser muito amarrado a narrativa, com o jogo fazendo questão de te levar pela mão em diversas vezes em sequencias por locais que você nunca mais vai visitar.

 

Provavelmente teria sido um jogo melhor caso tivessem optado por não deixar ele tão aberto, ou tivessem investido numa exploração com bem masi conteúdo , já que sem issoo se tem essa impressão de mundo vazio e isso tudo é uma pena, pois em todo o resto o jogo brilha lindamente, com uma bela OST, gráficos em pixel art que estão entre os melhores que já vi ( aquela parte em que rola um zoom out antes de chegarmos am Advent é belíssima, quase engana e te faz pensar ser um perfect pixel maravilhoso) e personagens absurdamente carismáticos (mas que são mal aproveitados) e uma narrativa acima da média.

 

Vale um 7,0 pra mim e já espero por um trabalho mais polido do estúdio.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu já achei Owlboy bem mais jogo que Inside que durou 3 horas na minha mão.

Firewatch é o tipo de jogo que abomino, joguei até voltar pra torre e nunca mais liguei.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Voltei a jogar Valkyria Chronicles para fazer os DLCs. O DLC da Eddy Detachment é muito bom e engraçado. Terminei e estou fazendo o DLC da Selvaria. Fiquei impressionado com esse DLC. Ele conta o ponto de vista da invasão do Império sobre Galia antes de Welkin fazer o contra-ataque e a retomada do território de Galia.

 

Nesse DLC você pode jogar com o esquadrão da Selvaria e tem como protagonistas a Selvaria e um Medic, que acaba sendo o grande subordinado dela. É muito interessante porque desenvolve mais a personalidade da Selvaria e como ela se relaciona com o esquadrão dela.

 

As duas primeiras batalhas que joguei são muito boas e tem boa dificuldade. Você não joga com a Selvaria com ela no modo Valkyria já que seria overkill. Ela está disponível como uma scout mas com a poderosa arma Ruhm (presenteada por Maximillian) que é uma arma one hit kill que consegue destruir até tanques se for disparada contra o reator Ragnite do tanque. A Selvaria vem com um HP de 680, por isso ela é muito overpower. Só tanques conseguem fazer frente a ela. Mesmo assim o DLC cria situações de dificuldade por isso acaba sendo muito divertido as batalhas.

 

Recomendo que joguem esse DLC se tiverem ele. Vale até comprar caso não tenham. Eu comprei o Valkyria Chronicles no Steam e vem já com todos os DLCs do jogo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estou jogando Pillars of Eternity e finalmente apreciando esta belezura, porque antes meu PC era tão ruim que nem isso rodava. 

 

Caraio, que jogo bom. RPGzão mesmo, muita mecânica, muito atributo, muita complexidade, possibilidade de criar TODOS os membros da party, customização ao extremo, micromanagement necessário, estratégia foda. Um raio de sol em meio a tanta névoa de estupidez que anda saindo atualmente. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

MGRising é jogaço, come o cu de qualquer DMC.

 

Nem. 

 

MGR não é ruim, mas também não tá no topo. É uma produção excelente, mas a execução nem tanto. Nas cutscenes e ''filminhos Alucardianos'' o Raiden é o fudidão-da-bala-chita, mas durante o jogo achei ele bem travado, ainda mais pela proposta de personagem modificado e upgradeado por nanotecnologia. Nem uma esquiva decente o corno tem. Aquela corrida com eletricidade nos pés nem conta. Usar em combate faz perder completamente o foco dos inimigos.

 

E sim, sei que o esquema do jogo é aquele parry com execução tosca pelo analógico - que inclusive tem em Bayonetta ao se fazer uso de um equipamento lá. Mas deveriam ter posto a opção de jogar com uma esquiva normalmente. Outra vantagem de Devil May Cry clássico. Há o estilo Royal Guard, para quem quiser jogar com o comando de defesa e parry, e o estilo Trickster bem focado em esquivas e movimentação. Aliás, a esquiva padrão que está em todo os estilos já é ótima, ainda mais se comparar com MGR.

 

A câmera também poderia ser mais livre. Ela fica muito centrada nas costas do Raiden, além de não poder distanciá-la. Quase que a Platinum põe aquela câmera shoulder-like que se tornou padrão na geração passada. Câmera essa que para jogos de tiro é até boa, mas para jogos de ação nem deveria ser cogitada.

 

Por falar nisso, acho que aquele vaporware da Ninja Theory, o Hellblade, vai sofrer muito com esse estilo de câmera over the shoulder.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Depois de terminar Uncharted e ficar fuçando com emuladores comecei Dark Souls 3 no PS4. 

 

Na primeira área após a "nexus" achei a ambientação bem similar ao Bloodborne. Levei um sustão com o primeiro dragão vivo tacando fogo geral!

 

No meu ritmo de ex-jogador em atividade acho que em 6 meses termino  :lolmor:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Terminei neste final de semana Gravity Rush Remastered e Star Fox Zero.


 


É uma delícia acompanhar a história leve e os personagens carismáticos de Gravity Rush, não é nada profundo ou acima da média, mas é muito diferente do que estamos acostumados hoje em dia. A jogabilidade também tenta fugir da mesmice e isso ela faz muito bem, mas, no final das contas, eu não conseguia brincar com a gravidade durante horas, achei repetitivo e monótomo jogar a Kat pra lá e pra cá e sair distribuindo chutes voadores o tempo todo, por essa razão acabei jogando de forma esporádica, duas ou três missões cada vez que ligava o game.  


No geral foi uma experiência muito bacana e com certeza jogarei a continuação, dou 7.5 (sou rigoroso, é uma boa nota).  


 


Me preparei para jogar Star Fox Zero como se fosse receber uma benzetacil, mas no final o gosto foi de xarope moranguinho, não consegui parar até terminá-lo. O jogo é BOM, a jogabilidade com o tablet é desnecessária realmente, mas o segredo é aceitar a experiência do modo que eles entregaram, pois é relativamente fácil acostumar. Tentei jogar ignorando o tablet até um determinado chefe (já tinha passado da metade do jogo), mas estava praticamente impossível vencê-lo sem mirar com o tablet, aceitei o cruel destino e abracei a jogabilidade, resultado? Atropelei o boss recebendo pouquíssimo dano e fui assim até o final. 


É uma versão bombada do SF 64, mas não superou o clássico do N64 pois é um jogo bem datado para os padrões atuais, sem contar o gostinho de "poderiam ter ignorado o tablet".  


Dou 7.5 também, não vale 200+, mas a experiência que eu tive compensou o "cenzinho" que paguei na última BF.


Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Comecei a jogar farcry 3. Logo depois de ter jogado splintercell e watchdogs, me pareceu uma experiência inferior. E eu não entendo a mania de fazer configurações diferentes para as mesmas funções! Todos esses jogos e incluindo tomb raider tem as mesmas ações, mas sempre em lugares diferentes do controle. Por que? É tudo ubisoft, é sempre um comando para correr, outro para subir muros, ataque corpo a corpo, mirar e atirar, chamar a roda de armas, etc... My eggs, minha preguiça de fuçar configurações.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu também não sei o que as pessoas vêem nesse jogo! Explorar a ilha é legal, mas a jogabilidade é cagadinha e o roteiro, pelo menos até agora, é idiota. A maioria das missões é idiota também, algumas se salvam.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fiquei de cara qdo em Far Cry 3 me pediu para subir na torre de antena a lá AC

ISSO FOI O GOTY DA MÍDIA DE 2012 ?

Sim e putinha da mídia como você é, tem que engolir agora. É o seu jogão favorito. Ame-o.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Outra coisa estranha de farcry 3: qualquer merdinha que você faça, já te rende troféu. Soltou uma bufa? Troféu de bronze "seu primeiro peido", quando completar 50 peidos, ganha um de prata "o flatulista!"


Far Cry 3 é excelente. Mil a zero na bosta do Watch Dogs.

 

 

Então, se é que vc está falando sério, me explica os motivos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então, se é que vc está falando sério, me explica os motivos.

 

é tecnicamente bem feito (para o povo que nao tinham visto crysis então...)e o vilão é carismatico.

 

Pronto, ja bateu watchdogs (um dos jogos mais sem sal da geração)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Concordo que a ilha é bem feita, adorei descobrir os rios subterrâneos servindo de atalho entre os lagos, ainda não sei quase nada sobre o vilão, mas parece ser tão foda quanto o irak de wd.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Exploração foda, vc pode andar por toda a ilha, encontrando cavernas, canyons, montanhas, voar de asadelta e minicóptero, isso tudo de forma seamless. Combate e stealth muito bem implementados, com o jogo te dando várias opções em como abordar os acampamentos inimigos, podendo até mesmo usar animais selvagens a seu favor. Sistema de evolução baseado nas caças viciante, e um enredo que tem sim seus momentos, como as missões alucinógenas e os grande setpieces. Enfim, é um jogão, pacote completo. Diferente do chatíssimo e bugado Watch Dogs.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estou jogando Assassins Creed Unity! Na verdade eu já tinha começado esse jogo antes, mas era muito bugado e pesado pra minha máquina na época, e como era pirata, não tinha nem acesso as atualizações, ai apelei e desisti!

 

Hoje em dia o jogo continua muito pesado, mesmo com Core i7, 16gb de ram e uma GTX 1070 com 8gb de vram, ainda não consigo manter 1080p 60fps com tudo no máximo! Em cutscenes, que são mais pesadas, apesar de serem muito bem feitas, o jogo despenca pra casa dos 40fps!

 

Enfim, tem coisas que só a Ubisoft faz por você!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..