Ir para conteúdo
Ralf Jones

O que vocês estão jogando, pederastas?

Posts Recomendados

Fiz o segundo final do Dragon Quest 11, depois que zera tem um post game pra quem quiser continuar jogando...

No final deu 65 horas de jogo, é o maior JRPG que já joguei na vida, tá doido!

JRPG clássico pra quem quer recordar os bons tempos do PSX e SNES, recomendo muito.

Se não fosse alguns momentos que pra mim são fillers safados pra estender o jogo, eu daria a nota máxima, mas descontando uns errinhos aqui e outros ali, é um jogaço e indico.

Dou nota 9,5.

Editado por Ralf Jones

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 21/01/2019 em 09:24, Ralf Jones disse:

Acho que jogos grande assim afastam jogadores mais casuais, eu só to jogando porque não to trabalhando, to de férias, do contrário é praticamente impossível...

Você também é desses caçadores de trofeuzinho e achievement?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
8 horas atrás, Ralf Jones disse:

Fiz o segundo final do Dragon Quest 11, depois que zera tem um post game pra quem quiser continuar jogando...

No final deu 65 horas de jogo, é o maior JRPG que já joguei na vida, tá doido!

JRPG clássico pra quem quer recordar os bons tempos do PSX e SNES, recomendo muito.

Se não fosse alguns momentos que pra mim são fillers safados pra estender o jogo, eu daria a nota máxima, mas descontando uns errinhos aqui e outros ali, é um jogaço e indico.

Dou nota 9,5.

 

Suspeito que você nunca jogou Yakuza...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ralf, 50, 60 horas pra um rpg é mais ou menos a média, desconfio que você deve ter deixado passar bastante coisa pois já li que o DQXI pode passar das 100 horas

 

terminei o FFXV agora com umas 60+ horas também, dava pra fazer em bem menos mas quando vi que eu estava chegando rápido demais no final voltei e preferi passar um tempo explorando e fazendo umas sidequests e hunts, mesmo assim deixei um monte de coisa passar. Não sei se recomendo esse jogo a não ser pra quem é muito fã da franquia, dá uma certa pena ver que havia o potencial de ser um grande jogo mas a bagunça que foi o desenvolvimento se reflete no produto, comparando com o XIII eu diria que ambos são igualmente falhos mas em aspectos diferentes.

 

todos os pontos importantes pra entender os personagens, contexto e o mundo acontecem no filme Kingsglaive e no anime Brothers, restando ao jogo uma narrativa superficial, o foco aqui é o arco do Noctis, aceitando o seu fardo pra se tornar rei e partindo em uma jornada pra se preparar e retomar seu reino. por si só poderia render uma bela história mas infelizmente ela começa e acaba e eu fiquei assim:

 

images?q=tbn:ANd9GcQRoFESk1mTDKkT__h3F06

 

não duvido que esse filme e anime talvez eram coisas que seriam incorporadas ao jogo mas acabaram sendo separadas porquê não sabiam se o jogo iria ser terminado algum dia LOL, o dinheiro gasto neles seria bem melhor empregado no próprio jogo mas enfim, é o que tem pra hoje.

 

felizmente eu até curti o design do mundo e gostei de explorá-lo, você ganha várias opções de traversal e o cenário esconde segredos e monstros especiais, achei da hora a mistura de elementos cotidianos do nosso mundo com outros fantasiosos, mesmo que eles não façam lá muito sentido mas no final acabou sendo um dos mundos de game mais bonitos e originais que eu vi em bastante tempo, o uso de monstros clássicos da série tb ficou legal de ver.

 

 já o gameplay é meio assim assim... a demora pro jogo sair se percebe pelo ranço last gen do design de missões por exemplo, cheio de fetch quests do tipo, "pegue x itens", eu acabei me divertindo mais com o minigame de pescaria por incrível que pareça, as dungeons tb são meio ame ou odeie, algumas são quase um corredor mas outras tentaram dar um layout mais complexo, até com elementos de plataforma, mas tb fiquei com a impressão de que foram feitas às pressas pois os gráficos são repetitivos e algumas são confusas pra caralho.  os encontros com os monstros tb são divertidos, com vários bosses bem interessantes embora o estilo de action combat que fizeram ficou muito raso (nesse ponto prefiro o XIII) e tudo o que é mais avançado ficou relegado ao conteúdo pós game que eu ainda não sei se vou explorar, nem vi ainda os episódios de DLC.

 

falando nisso, olhei nos troféus e tudo relacionado ao DLC é raro ou muito raro, acho que é um sinal de que essas expansões foram muito pouco jogadas, não me supreende que cancelaram o season two, deve ter vendido muito mal.

Editado por Cyco

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dariusburst: Chronicle Saviours

Aproveitei que ganhei de natal um cartão da Psn, comprei esse Darius para Ps4.  Apesar de gostar muito do gênero , nunca fui fã de Darius. Porém valeu muito a pena. O jogo possui 2 modos, um aquele clássico da série Darius (onde você vai escolhendo as rotas por letras, tipo os caminhos do Out Run) e outro onde você tem um mapa e vai escolhendo as fases de acordo com a progressão (vão abrindo várias opções).

O modo clássico ficou estranho a adaptação da tela (parece-me que o Arcade eram várias telas ligadas), porém acho que poderiam ter melhorado essa conversão.

O Modo CS, além da questão de escolher entre as fases abertas no mapa, você joga com as Diversas naves da Serie Darius (o jogo varia em cada fase  e ainda tem a opção de você juntar créditos e comprar as naves, muito interessante).

Apesar de ser um pouco repetitivo os chefes, acho que foi um trabalho competente, tanto os gráficos , musicas, jogabilidade. 

Pena que o modo "museu" (escondida dentro do options), onde é contada a história da série  (chefes, naves, compositores, arcades, etc), está totalmente em japones! (Escanearam uma revista, ou livro, nem sei).  Darius Bust é competente, não é perfeito, mas diverte. 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, Cyco disse:

terminei o FFXV agora com umas 60+ horas também, dava pra fazer em bem menos mas quando vi que eu estava chegando rápido demais no final voltei e preferi passar um tempo explorando e fazendo umas sidequests e hunts, mesmo assim deixei um monte de coisa passar. Não sei se recomendo esse jogo a não ser pra quem é muito fã da franquia, dá uma certa pena ver que havia o potencial de ser um grande jogo mas a bagunça que foi o desenvolvimento se reflete no produto, comparando com o XIII eu diria que ambos são igualmente falhos mas em aspectos diferentes.

 

todos os pontos importantes pra entender os personagens, contexto e o mundo acontecem no filme Kingsglaive e no anime Brothers, restando ao jogo uma narrativa superficial, o foco aqui é o arco do Noctis, aceitando o seu fardo pra se tornar rei e partindo em uma jornada pra se preparar e retomar seu reino. por si só poderia render uma bela história mas infelizmente ela começa e acaba e eu fiquei assim:

 

images?q=tbn:ANd9GcQRoFESk1mTDKkT__h3F06

 

não duvido que esse filme e anime talvez eram coisas que seriam incorporadas ao jogo mas acabaram sendo separadas porquê não sabiam se o jogo iria ser terminado algum dia LOL, o dinheiro gasto neles seria bem melhor empregado no próprio jogo mas enfim, é o que tem pra hoje.

 

Mesmíssima impressão aqui, mas mesmo assim gostei bem mais dele do que do XIII. Inclusive, FFXIII foi o único da série, e acho que também o único RPG que cheguei no último boss (arrastado) morri uma vez, desliguei o vídeo game e nunca mais voltei. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 horas atrás, Cyco disse:

não duvido que esse filme e anime talvez eram coisas que seriam incorporadas ao jogo mas acabaram sendo separadas porquê não sabiam se o jogo iria ser terminado algum dia LOL, o dinheiro gasto neles seria bem melhor empregado no próprio jogo mas enfim, é o que tem pra hoje.

 

Os eventos do filme seriam o início do jogo, com o Noctis fugindo da invasão in-game. Chegaram a mostrar "gameplay" dessa parte.

 

Porém decidiram cortar e fazer o Kingsglaive justamente com a desculpa de que demandaria muito tempo e recursos. lol

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 23/01/2019 em 01:59, Beck disse:

Como você tinha comentado do andromeda. Fui baixar a demo para vê de qualé e a demo é imensa!!

 

hahahhaha

 

tebe uma hora que parei o jogo é mandei mensagem para o meu irmão para saber se ele tinha comprado o jogo é eu estava jogando a versão full. Acabou que curti bastante e o save mantém caso eu venha comprar. 

 

Se rolar promocao eu irei comprar.

 

Cara, eu achei muito foda o Andromeda, até hoje não acredito que foi tão mal falado assim, acho que no lançamento deveria estar péssimo mesmo.

 

23 horas atrás, Sailor Paladina disse:

Você também é desses caçadores de trofeuzinho e achievement?

 

Não ligo pra isso, pego os que estão no meu caminho e nada mais...

 

23 horas atrás, megaspy disse:

 

Suspeito que você nunca jogou Yakuza...

 

Comecei a jogar o Yakuza 0 que estava com vontade. Pra falar a verdade, sempre tive muita curiosidade na série, me diziam que era um jogo de JRPG com briga de rua, e realmente, é bem nessa pegada mesmo, to curtindo o que eu joguei até agora, 2 horas de jogo.

 

18 horas atrás, Cyco disse:

Ralf, 50, 60 horas pra um rpg é mais ou menos a média, desconfio que você deve ter deixado passar bastante coisa pois já li que o DQXI pode passar das 100 horas

 

terminei o FFXV agora com umas 60+ horas também, dava pra fazer em bem menos mas quando vi que eu estava chegando rápido demais no final voltei e preferi passar um tempo explorando e fazendo umas sidequests e hunts, mesmo assim deixei um monte de coisa passar. Não sei se recomendo esse jogo a não ser pra quem é muito fã da franquia, dá uma certa pena ver que havia o potencial de ser um grande jogo mas a bagunça que foi o desenvolvimento se reflete no produto, comparando com o XIII eu diria que ambos são igualmente falhos mas em aspectos diferentes.

 

todos os pontos importantes pra entender os personagens, contexto e o mundo acontecem no filme Kingsglaive e no anime Brothers, restando ao jogo uma narrativa superficial, o foco aqui é o arco do Noctis, aceitando o seu fardo pra se tornar rei e partindo em uma jornada pra se preparar e retomar seu reino. por si só poderia render uma bela história mas infelizmente ela começa e acaba e eu fiquei assim:

 

images?q=tbn:ANd9GcQRoFESk1mTDKkT__h3F06

 

não duvido que esse filme e anime talvez eram coisas que seriam incorporadas ao jogo mas acabaram sendo separadas porquê não sabiam se o jogo iria ser terminado algum dia LOL, o dinheiro gasto neles seria bem melhor empregado no próprio jogo mas enfim, é o que tem pra hoje.

 

felizmente eu até curti o design do mundo e gostei de explorá-lo, você ganha várias opções de traversal e o cenário esconde segredos e monstros especiais, achei da hora a mistura de elementos cotidianos do nosso mundo com outros fantasiosos, mesmo que eles não façam lá muito sentido mas no final acabou sendo um dos mundos de game mais bonitos e originais que eu vi em bastante tempo, o uso de monstros clássicos da série tb ficou legal de ver.

 

 já o gameplay é meio assim assim... a demora pro jogo sair se percebe pelo ranço last gen do design de missões por exemplo, cheio de fetch quests do tipo, "pegue x itens", eu acabei me divertindo mais com o minigame de pescaria por incrível que pareça, as dungeons tb são meio ame ou odeie, algumas são quase um corredor mas outras tentaram dar um layout mais complexo, até com elementos de plataforma, mas tb fiquei com a impressão de que foram feitas às pressas pois os gráficos são repetitivos e algumas são confusas pra caralho.  os encontros com os monstros tb são divertidos, com vários bosses bem interessantes embora o estilo de action combat que fizeram ficou muito raso (nesse ponto prefiro o XIII) e tudo o que é mais avançado ficou relegado ao conteúdo pós game que eu ainda não sei se vou explorar, nem vi ainda os episódios de DLC.

 

falando nisso, olhei nos troféus e tudo relacionado ao DLC é raro ou muito raro, acho que é um sinal de que essas expansões foram muito pouco jogadas, não me supreende que cancelaram o season two, deve ter vendido muito mal.

 

Chapa, eu sou um cara que devo rushar muito os jogos então, terminei o Final Fantasy 15 com 35 horas segundo o Steam, e mesmo assim foi me arrastando. O jogo só melhora lá pro finalzinho mesmo, lá pro capítulo 11 eu comecei a gostar, onde desenvolveu melhor o Kefka (tou de zuas). Enfim, curto jogos mais rápidos, e adoro a sensação de dever cumprido ao zerar os games, e quando eu vejo que estou perto de zerar, eu faço é correr mais. No Dragon Quest vi que o chefe final, verdadeiro e talz, era difícil, que tinha que ter muito grind, blábláblá... derrotei no nível 65 com o meu personagem com mais nível, o resto tava entre o 60~62, não curto muito grind também, só faço quando é pra criar o guerreiro definitivo, já que todos os meus personagens de RPG são fortões porradeiros, hahahaha.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

hahahaha, Talvez não seja porquê você gosta de rushar mas porque o FFXV não sabe como criar incentivos pro jogador explorá-lo, você disse que gosta de criar personagens super fortes, se soubesse que o jogo tem diversas armas poderosas em locais secretos talvez ficaria com vontade de ir atrás delas, mas isso é empurrado pro endgame. O jogo nem te incentiva a procurar todas as armas dos Reis, algo que faz parte da história, você acha umas 5 ou 6 (são 13) e já pode ir pro final do jogo.

 

Pra você ter uma idéia, em diversos momentos o jogo te diz que se você escolher avançar na história não pode mais voltar mas não é verdade, em qualquer lugar de descanso você pode acessar um recurso que permite você "viajar no tempo" e voltar em áreas anteriores, podendo explorar e fazer quests e hunts que ficaram pra trás o quanto quiser, e quando você decidir voltar pro "futuro" carrega o progresso junto. Mas eu só fui descobrir isso por acaso já chegando na área final porque o jogo não diz que existe. Desconfio que isso foi algo adicionado depois como patch.

 

Se eu não tivesse encontrado esse recurso e me forçado a sair dos trilhos também teria terminado com metade do tempo, pior que eu até comecei a gostar mais do jogo exatamente por causa disso, algumas dungeons e monstros opcionais eram mais interessantes que os do caminho principal, quando você está viajando também rolam umas interações entre os personagens ou eventos que eu não tinha visto enquanto estava na história. 

 

Quanto à comparação com o XIII, como disse antes o sistema de action combat do XV não me agradou muito e o de turnos real time do XIII (e melhor ainda do XIII-2) é talvez o único ponto forte do jogo, como você passa uma boa parte desses jogos lutando acabou tendo um peso grande pra mim. No XV me deu a impressão de que o Tabata pegou aquilo que o time do Nomura tinha feito, viu o que dava pra salvar, finalizou, empacotou e entregou, esse sistema de combate precisava ainda de um sério refinamento, tanto que deixaram poções de cura baratas pra compensar, com 5K de dinheiro você faz uns estoques de 99 poções e aguenta qualquer parada até o fim do jogo. Muitos confrontos com bosses importantes são resolvidos no QTE tb, o que esqueci de mencionar quando falei do design last gen.

Editado por Cyco

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Ralf Jones disse:

Chapa, eu sou um cara que devo rushar muito os jogos então, terminei o Final Fantasy 15 com 35 horas segundo o Steam, e mesmo assim foi me arrastando. 

Rushar FFXV é só um sinal de que vc ta longe de ser burro como os outros falam, chapa.

 

É uma das atitudes mais inteligentes que alguém pode ter.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ainda jogarei o FFXV, pela demo curti demas, além dos personagens e ambientação que desde que anunciaram ele achei babante, quero ver pra onde vai a Square com o XVI, espero que seja onde for acertem na mosca.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
48 minutos atrás, Cyco disse:

hahahaha, Talvez não seja porquê você gosta de rushar mas porque o FFXV não sabe como criar incentivos pro jogador explorá-lo, você disse que gosta de criar personagens super fortes, se soubesse que o jogo tem diversas armas poderosas em locais secretos talvez ficaria com vontade de ir atrás delas, mas isso é empurrado pro endgame. O jogo nem te incentiva a procurar todas as armas dos Reis, algo que faz parte da história, você acha umas 5 ou 6 (são 13) e já pode ir pro final do jogo.

 

Pra você ter uma idéia, em diversos momentos o jogo te diz que se você escolher avançar na história não pode mais voltar mas não é verdade, em qualquer lugar de descanso você pode acessar um recurso que permite você "viajar no tempo" e voltar em áreas anteriores, podendo explorar e fazer quests e hunts que ficaram pra trás o quanto quiser, e quando você decidir voltar pro "futuro" carrega o progresso junto. Mas eu só fui descobrir isso por acaso já chegando na área final porque o jogo não diz que existe. Desconfio que isso foi algo adicionado depois como patch.

 

Se eu não tivesse encontrado esse recurso e me forçado a sair dos trilhos também teria terminado com metade do tempo, pior que eu até comecei a gostar mais do jogo exatamente por causa disso, algumas dungeons e monstros opcionais eram mais interessantes que os do caminho principal, quando você está viajando também rolam umas interações entre os personagens ou eventos que eu não tinha visto enquanto estava na história. 

 

Quanto à comparação com o XIII, como disse antes o sistema de action combat do XV não me agradou muito e o de turnos real time do XIII (e melhor ainda do XIII-2) é talvez o único ponto forte do jogo, como você passa uma boa parte desses jogos lutando acabou tendo um peso grande pra mim. No XV me deu a impressão de que o Tabata pegou aquilo que o time do Nomura tinha feito, viu o que dava pra salvar, finalizou, empacotou e entregou, esse sistema de combate precisava ainda de um sério refinamento, tanto que deixaram poções de cura baratas pra compensar, com 5K de dinheiro você faz uns estoques de 99 poções e aguenta qualquer parada até o fim do jogo. Muitos confrontos com bosses importantes são resolvidos no QTE tb, o que esqueci de mencionar quando falei do design last gen.

 

Exatamente isso que você disse,  o jogo não me motiva a nada, e essa história muito pretensiosa não cola pra mim, o Noctis é muito bundão, a história é uma bagunça, não se explica direito... 

 

Sobre gostar de personagens super fortes, acho que o Noctis não me passa a macheza necessária para tal feito, acho que ele melhorou no final do jogo, com barbinha e tal... mas, gosto de guerreiros, e não esses caras do K-POP que a Square não cansa de mandar... kkkkk

 

Eu gostei mais de Final Fantasy XIII do que do XV, e o XIII-2 é jogão, justamente porque o sistema de batalha dele é muito divertido.

 

18 minutos atrás, Lucs disse:

Rushar FFXV é só um sinal de que vc ta longe de ser burro como os outros falam, chapa.

 

É uma das atitudes mais inteligentes que alguém pode ter.

 

A galera do fórum pega no meu pé, não posso ter uma opinião polemica que logo todos me humilham, chapirito e chaves, como dizia o Rei... 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
45 minutos atrás, Leonhart disse:

Ainda jogarei o FFXV, pela demo curti demas, além dos personagens e ambientação que desde que anunciaram ele achei babante, quero ver pra onde vai a Square com o XVI, espero que seja onde for acertem na mosca.

 

 

eu peguei o Royal Edition com 50% de desconto e apesar de ter ficado meio insatisfeito não me arrependo... acho que se tivesse pego no lançamento teria ficado bem chateado.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Terminei o Resident Evil 7 hoje de madrugada. 

 

No começo cofesso que não estava gostando, ficar fugindo só com uma faquinha tosca ou sem munição e aquele MALA do Jack enchendo o saco... que merda. Fugir em primeira pessoa não tava divertido. Mas depois foi melhorando muito, conforme fui pegando armas e itens comecei a curtir.

 

Jogando de madrugada e com fone já me rendeu alguns sustos e arrepios, imagino essa joça em RV como deve ser assustador.

 

Gostei de umas partes que tava parecendo Alien também. Ah e lógico tem muito de Silent Hill.

 

Realmente um Resident Evil volta às origens, apesar da câmera diferente (deveria ser OPCIONAL, Capcom). Prefiro assim do que a franquia virar jogo banal de ação.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 23/01/2019 em 22:14, Strife disse:

FFXIII foi o único FF que me forcei a zerar (dos mais de 20 que joguei). Fugia de todas as batalhas que podia nos últimos dois capítulos, não aguentava mais. Bottom 5 da série.

Você zerou o 1 e o 2? Achei mais de boa zerar o 13 que eles dois. O 8 eu sequer consegui passar do 2º CD.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O 1 sim, o 2 não. Mas ambos joguei os "remakes" de PSP.

 

Gostei do primeiro, mas FFII é um dos poucos FFs piores que FFXIII, e um dos poucos que não consegui nem terminar. Acho que se fizesse um top geral da série seria o pior até. Fico na dúvida entre ele ou o Type-0.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caracas, acabo de pegar zilhões de isos e .exe do agora defunto pcgames-downloads.com que me encheu três hds de 8TB cada, foi um site maravilhoso de jogos de PC que tinha todos principais lançamentos, DLCs, todas atualizações, etc. Não vou ter tempo na minha vida pra jogar 1/1000 desse acervo, mas..

 

 

Ele ainda existe, mas sem atualizações, que quiser conferir aconselho ter assinatura no Mega pois é muita coisa e onde achar?  Naquele velho arquivo que todos nos conhecemos, valeu...

 

Editado por darth vader_x
update

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Far Cry 5 - Gostando muito do jogo, o ultimo que joguei foi o 3, pulei o 4 e o Primal (esse ainda quero jogar)

 

Estou com 35 horas de jogos mais ou menos e parei na última missão, tirando as missões paralelas as principais até que tem uma variedade boa. A estrutura de missões me prendeu, não aparece 300 icones no mapa ao entrar jogo a 1x, você tem que conversar com os NPCs para mostrar pontos de interesses, algo, totalmente opcional.

 

A narrativa, como mostram detalhes do 3 'tenentes' do lider da seita funciona bem, você vai vendo como é cada um e ficando puto na medida certa.  Minha única ressalva é que os 3 já são vilões o bastante, não sei se faz sentido o papel central do lider, até agora, sei pouco sobre ele e não dá vontade de matar ele como dava no 3 ao ver o Vaas, eu sei muitos sobre o 3 capangas mas nada sobre o lider, o jogo não apresentou tantos detalhes dele.

Editado por grun

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, grun disse:

Far Cry 5 - Gostando muito do jogo, o ultimo que joguei foi o 3, pulei o 4 e o Primal (esse ainda quero jogar)

 

 

 

Não faça isso, o Primal é só uma skin do 4 com jogabilidade pior. O 4 é melhor. Uma pena pois a ambientação do Primal é muito interessante.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
11 minutos atrás, Strife disse:

 

Não faça isso, o Primal é só uma skin do 4 com jogabilidade pior. O 4 é melhor. Uma pena pois a ambientação do Primal é muito interessante.

 

Como não joguei o 4 talvez ajude um pouco, mas n jogaria agora agora não... esses jogos tem q dar uma espaçada boa, e pretendo jogar os DLCs do 5.

 

O que me chamou atenção foi justamente a ambienteção e arma que acho mais foda é o arco e flecha, ms no mais atual  hahah

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 horas atrás, grun disse:

Far Cry 5 - Gostando muito do jogo, o ultimo que joguei foi o 3, pulei o 4 e o Primal (esse ainda quero jogar)

 

Estou com 35 horas de jogos mais ou menos e parei na última missão, tirando as missões paralelas as principais até que tem uma variedade boa. A estrutura de missões me prendeu, não aparece 300 icones no mapa ao entrar jogo a 1x, você tem que conversar com os NPCs para mostrar pontos de interesses, algo, totalmente opcional.

 

A narrativa, como mostram detalhes do 3 'tenentes' do lider da seita funciona bem, você vai vendo como é cada um e ficando puto na medida certa.  Minha única ressalva é que os 3 já são vilões o bastante, não sei se faz sentido o papel central do lider, até agora, sei pouco sobre ele e não dá vontade de matar ele como dava no 3 ao ver o Vaas, eu sei muitos sobre o 3 capangas mas nada sobre o lider, o jogo não apresentou tantos detalhes dele.

 

Espera quando você chegar no final que acho que da uma ajudada nisso. Eu gostei da abordagem politica que deram nesse jogo.

No mais FC 5 é dos melhores fps dessa gen.

 

Eu sempre digo que a Ubi tem as manhas de fazer esses open world sem vida de uma maneira interessante rs.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 minutos atrás, psg1 disse:

 

Espera quando você chegar no final que acho que da uma ajudada nisso. Eu gostei da abordagem politica que deram nesse jogo.

No mais FC 5 é dos melhores fps dessa gen.

 

Eu sempre digo que a Ubi tem as manhas de fazer esses open world sem vida de uma maneira interessante rs.

 

Achei um dos melhores tb, colocaria um pouco abaixo só do Wolfestein 2 e na msm posição do Titanfall 2, meu hype pelo Rage 2 tá altissimo tb.

 

Espero terminar hj, se n tiver quests novas. A que estou é basicamente encontrar com ele.

 

Ubi eu soh n curti essa gen o Wildlands, é mto free roam pra min.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
24 minutos atrás, grun disse:

Ubi eu soh n curti essa gen o Wildlands, é mto free roam pra min.

 

Joguei solo até dizer chega também viu, devo ter feito metade do mapa +- só em jogadas curtas. Imho desligando as ajudas e o jogo fica muito bom.

Unica coisa que eu não gostei é que ele tem um clima meio galhofa não combina com a proposta. Ficaria muito melhor se o jogo se levasse a serio.

 

Jogo fast-food chama isso. Você entrar sem tempo, come rápido e sai satisfeito.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..