Ir para conteúdo
Strife

Ação, plataformas, Metroidvanias, RPGs e afins em 2D / 2.5D

Posts Recomendados

Mandagon, jogo de plataforma sem violência baseado na filosofia tibetana. Baratinho na play store. Música relaxante, talvez seja bom contra o burnout.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esse estilo do Dark Faith e Dark Devotion tá saturando tanto quanto matança de zumbis nos fps multiplayer da vida. Somando-se a grande leva de jogos pixelizados fazendo sucesso como Celeste, Owlboy e etc, fica muito difícil se destacar, ainda mais usando Dark Souls/Bloodborne como tema. Porra nem no nome os caras inovam. Custava nada fazer um visual com mais detalhes. Pixelizado acho muito feio. Adorei The Way Remastered e Flashback, mas dêem um descanso né?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

EPIC Games dando Axiom Verge na plataforma dela.

Já "comprei" o meu aqui. Delícia... caras. Tenho evitado, a todo custo, jogar games do PS3/360/Wii (lançamentos de PC e portáteis de 2005 para cá) em diante na pirataria. Vou experimentar sem remorso (já estava na lista de desejos faz uns tempos na Steam e consoles).

Editado por Sté

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Curtindo muito Guacamelee 2. Alguém já jogou? 

 

Quando o jogo começa a ficar repetitivo, surge um elemento novo na jogabilidade. Estou jogando a 4/5horas e pelos mapas ainda tem muito jogo pela frente. 

 

E tô de olho no Contra Brasileiro(Blazing Chrome). Pelo que vi, lança no final de março.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, ocubo disse:

Curtindo muito Guacamelee 2. Alguém já jogou? 

 

Quando o jogo começa a ficar repetitivo, surge um elemento novo na jogabilidade. Estou jogando a 4/5horas e pelos mapas ainda tem muito jogo pela frente. 

 

E tô de olho no Contra Brasileiro(Blazing Chrome). Pelo que vi, lança no final de março.

Sou fã número 1 da série Guacamelee, o 2 ficou ainda melhor que o primeiro. Se penei pra terminar o primeiro 100%, esse foi muito pior, mas consegui! Falta jogar a DLC que já comprei, mas no momento estou jogando The Vagrant...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Terminei Guacamelee 2. Jogaço obrigatório. Um pouco decepcionado com o chefe final que foi mais fácil que outros momentos do jogo. Não sou muito de tentar fazer 100%, mas esta será uma das raras vezes que vou tentar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

TIMESPINNER - Joguei no lixo do SWITCH, mas tem pro resto também.

Gráficos: melhor pixel art que eu já vi. Parece mesmo um jogo de 16 bit. Carisma total.

 

Som: Bom, boas musicas.

 

Controles: precisos e na medida certa. Ótimo combate e plataforma.

 

Level design: muito bom. Os cenários não são apenas random tipo "cenário da floresta, cenário do castelo, cenário da caverna". Fizeram um jeito que tudo ficou integrado e faz sentido no mundo do jogo.

 

Porém, ficou faltando uma indicação de portas no mapa, tipo quais portas vc já abriu e quais portas ainda falta abrir. Isso pode confundir um pouco. Outra coisa que confunde é que muitas vezes, depois de acabar com um chefe ou um evento, não há indicação sobre o que vc deve fazer ou pra onde vc deve ir, o que é chato também. Pra quem gosta de ficar se perdendo até achar blz, mas eu não tenho saco, a solução é walkthrough nessas horas.

 

Conteúdo: O jogo tem diferentes tipo de armaduras (apesar do visual do personagem não mudar), items e armas (que são os orbs que vc equipa, esses são legais). Também tem uns bichinhos meio inúteis que vão te seguindo. Servem pra porra nenhuma, consegui achar só dois. Tem algumas side-quests e tal.

 

É tudo no esquema de RPG, ganhando lvls e equipando as coisas pra aumentar seus numeros stats.

 

Zerei em 6 horas, mas fiz só o final mais básico. Pra ver o final verdadeiro precisa voltar pro save, não enfrentar o chefe final, e procurar uns negócio lá. Chuto que leva mais umas 2 horas de gameplay. Pelo o que eu vi, tem novas aréas e até novos chefes pra enfrentar, e a história continua ainda. Mas não tive saco pra fazer isso, vi o final verdadeiro no Youtube. Um dia eu continuo (provavelmente não).

 

Historia: aceitável. O negocio é que os dialogos no jogo em si são bem curtos, os personagens não se desenvolvem, como se quem escreveu tivesse apenas fazendo um quebra-galho. Durante o jogo vc pega um monte de documento pra ler, que devem servir pra explicar melhor a historia... Mas eu não li nenhum.

 

Jogo legalzinho. Nota 7

 

https://www.youtube.com/watch?v=C38V0npJW9E

 

BirdBoss.png

 

 

Editado por Kenshin Br

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valfaris chega dia 10/10 no Switch e Steam. Tô hypando desde a E3:

 

 

 

Chegou um shmup maroto no Steam: Remote Life

 

 

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Terminei The Touryst em 5 horas com 79% das coisas pra fazer completas (o mínimo pra vc conseguir terminar).

 

HISTÓRIA

 

Bem simples. Você um turista que tá fica andando de ilha por ilha explorando umas construções antigas chamadas "monumentos". No final o mistério desses "monumentos" é revelado (mas é bem previsível). Provavelmente esse jogo vai ter uma continuação (pelo o que deu pra ver no final).

 

GAMEPLAY

 

É um jogo open world. Vc pode visitar várias ilhas e o gameplay é basicamente você conversando com as pessoas e fazendo umas quests pra elas. Por exemplo, algumas pessoas te desafiam pra alguma atividade, tipo um campeonato de surf; já outras te pedem pra realizar algumas tarefas, tipo o dono da loja na primeira ilha, que te vende uma camera e te pede pra tirar fotos de todos os "monumentos" que você encontrar. No geral as side-quests são até legais, pois são bem variadas e os personagens são bem divertidos. Tem um arcade com vários jogos, incluíndo uma versão 2D do FAST RACING NEO, que ficou muito parecida com o F-Zero do GBA.

 

Fora isso, vc precisa encontrar e explorar os "monumentos". Para entrar em cada um, vc precisa resolver um puzzle, e dentro dos "monumentos" existem puzzles e partes de plataforma. E, no final, sempre tem um chefe.

 

O grande problema do jogo é que desses "monumentos" (e também dentro de uma mina de diamantes que vc vai achar), a camera é fixa em um local e vc pode apenas rotacionar, então as as partes de plataforma terminam sendo bem chatas, já que vc não tem como calcular muito bem os saltos. Vi muita gente reclamando dizendo que é muito difícil... Porém, o fato de eu ter conseguido passar sem grandes problemas é a prova final de que não é difícil, pois, tirando jogo de corrida, eu sou ruim e qualquer tipo de game.

 

GRÁFICOS E SOM

 

Típico da Shinen, ou seja, tudo 100% top.

 

CONCLUSÃO

 

Joguinho legal e com quantidade decente de conteúdo pelo preço (terminei em 5 horas. Fazendo 100% eu chuto que dure umas 6 horas). O gameplay não é fodão, mas é bom o suficiente. O grande barato do jogo é explorar as diferentes ilhas, conhecer as pessoas e ir fazendo as diferentes atividades.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..