Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Sailor Paladina

Jogador 1

Posts Recomendados

Crítica como sempre falando merda. Cinema tava vazio-mor pra um domingo na semana de estreia. O que adorocinemas e rotten tomatoes não fazem... nossinhora.

 

Tomb Raider levou merecido 6,8 no IMDB, enquanto Player 1 se destaca com um 8,0 redondo e bem dado.

 

Já aguardo meus contestadores (Ymor & Cia) criticando excesso de cg e filme demorado de dar sono, mas a história é bacaninha, muitas referências aos anos 80 e óbvio ataque a EA (vulgo Electronic Arts) com outro nome no filme, mas facilmente identificável.

 

As músicas são ótimas, só a atuação que é típica de Malhação sem destacar ninguém. Recomendo.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Melhor filme pipoca que vi em anos, curti pra caramba.

 

Cinema que fui também estava bem vazio, acho que flopa na bilheteria.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aqui... Lá fora foi a melhor estreia do Spielberg nessa década.

 

Ps. Curiosamente quando eu estava indo comprar o ingresso estavam chegando duas vans da universal com gente para ver o filme do Edir Macedo... Lá vem a lavagem novamente

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Assisti no sábado. Bom filme de sessão da tarde. Um “Goonies” pra nerd, claro, sem um décimo de carisma. Trilha sonora anos 80 e o EE número 2 são os pontos altos da película.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então é realmente a mesma punheta oitentista que o livro, que não consegue ser uma obra interessante através dos próprios métodos e precisa recorrer constantemente à recursos nostálgicos que façam a audiência exclamar "eu conheço isso!!"?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom filme. Vi em Imax aqui em BH.

 

Eu curti muito o livro. Não quero comparar pois cinema é uma coisa e literatura é outra, mas a versão cinematográfica deu uma "esvaziada" na história. É compreensível pq se não o fizessem o firme ia ficar mais nerd oitentista do que já é, então tentaram equilibrar isso para as novas gerações curtirem também, mas como eu falei, deu uma esvaziada no conteúdo.

 

Acho que vai flopar de qq forma.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então é realmente a mesma punheta oitentista que o livro, que não consegue ser uma obra interessante através dos próprios métodos e precisa recorrer constantemente à recursos nostálgicos que façam a audiência exclamar "eu conheço isso!!"?

 

 

não li o livro mas parece que o autor junto com o roteirista aproveitaram só a idéia básica e mudaram quase todo o resto, tem uma tonelada de referências mas elas estão até bem justificadas no filme. inclusive tem uma cena que achei sensacional e foi ultra nostálgica:

 

 

A cena que eles tem que entrar no Hotel Overlook do Iluminado do Kubrick, a recriação em CGI ficou impressionante e a cena toda é muito divertida.

 

 

o filme é sessão da tarde total pra melhor ou pra pior, praticamente um filme dos anos oitenta feito com a tecnologia de hoje, simples e previsível mas ao mesmo tempo charmoso e divertido, com umas idéias interessantes que nunca são aprofundadas mas não é essa a intenção do filme, não é hard sci fi, se eu tivesse 14 anos provavelmente ia ser o filme do ano pra mim.

 

uma pena se flopar, povo só quer ver continuações de filmes de super herói

 

Crítica como sempre falando merda. Cinema tava vazio-mor pra um domingo na semana de estreia. O que adorocinemas e rotten tomatoes não fazem... nossinhora.

 

Mas o filme está bem no rotten, com uns 70% de positivos na crítica e 80% do público, lá nos EUA parece que não está indo mal mas aqui acho que não souberam vender o filme. 

 

Bota logo no Netflix que a galera que devorou Stranger Things vai adorar.

 

 

Eu curti muito o livro. Não quero comparar pois cinema é uma coisa e literatura é outra, mas a versão cinematográfica deu uma "esvaziada" na história. É compreensível pq se não o fizessem o firme ia ficar mais nerd oitentista do que já é, então tentaram equilibrar isso para as novas gerações curtirem também, mas como eu falei, deu uma esvaziada no conteúdo.

 

e olha que no filme já rola um monte de explicação pra contextualizar a situação, em excesso até mas enfim, há de se fazer concessões em toda adaptação.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

não li o livro mas parece que o autor junto com o roteirista aproveitaram só a idéia básica e mudaram quase todo o resto, tem uma tonelada de referências mas elas estão até bem justificadas no filme. inclusive tem uma cena que achei sensacional e foi ultra nostálgica:

 

 

Sim, esqueci de citar essa parte, de fato foi do caralho, provavelmente a melhor coisa do filme, e não está no livro.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

tou por fora dessa bazingaria

resumam sobre o q trata esse filme por obséquio

gracto

Futuro utópico, mundo fodido onde todos vivem usando realidade virtual pra escapar da realidade. Criador do sistema morre, mas deixa um easter egg pra quem conseguir achar, herdar a companhia. O protagonista que quer um mundo virtual livre pra todos, luta contra o vilão, uma corporação rival igual a EA que quer ficar ainda mais rica vendendo DLC e microtransações pro mundo virtual. Some uma porrada de personagens de videogame e filmes clássicos dos anos 1980/90 e pronto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu gostei muito, filme típico de Tela Quente anos 80 e até Sessão Da Tarde, de vez em quando é muito bom poder assistir a algo assim num cinema.

 

Referências mil e sim também achei genial a parte do outro filme clássico. As pessoas que estavam comigo não conheciam (não gostam de suspense e terror) então ficaram boiando.

 

Tomara que o Spielberg faça mais filmes assim daqui pra frente, precisamos. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O trailer deste filme o Jogador 1 é muito doido parece filme da decada de 80, este sistema de realidade virtual é bacana Steven Spielberg manja demais apareceu até o carro Delorean do filme de Volta para o Futuro, vou assistir.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vi hoje no Imax de BH também.

Boas cenas de ação apesar de um pouco confusas demais ( no Imax quase gera uma vertigem ), referências nerds para nenhum botar defeito ( aparentemente no cinema que fui poucos as pegaram ) e um roteiro bem fraco mas pelo menos sem muitas falhas até pela simplicidade. Como Cyco falou a melhor parte é a referência que JC disse que não está no livro. Agora... a casa parece que foi live action não? Só colocaram os personagens em CG lá dentro. Seria interessante uma complexidade maior sem apelar tanto para o fan service que chegou a incomodar uma hora. Curti também a amiga do indiano daquela série Master of None... disparada melhor personagem do filme. Aliás ela parece que é super famosa lá nos EUA e até onde eu sei só pela série ( que é um conteúdo do Netflix que considerava de publico bem baixo ). Já os atores mais "pesados" como Simon Pegg e o que ganhou o Oscar chegam a constranger nas atuações.

 

No mais, filme divertido mas aquele que você esquece assim que paga o ticket do estacionamento. Spielberg decaiu muito nesses anos e alguém avisa ao rapaz ( aliás.. para a indústria inteira ) que os anos 80 já acabaram.

 

GrayFox

Editado por GrayFox

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Futuro utópico, mundo fodido onde todos vivem usando realidade virtual pra escapar da realidade. Criador do sistema morre, mas deixa um easter egg pra quem conseguir achar, herdar a companhia. O protagonista que quer um mundo virtual livre pra todos, luta contra o vilão, uma corporação rival igual a EA que quer ficar ainda mais rica vendendo DLC e microtransações pro mundo virtual. Some uma porrada de personagens de videogame e filmes clássicos dos anos 1980/90 e pronto.

 

curti a premissa

 

gracto

 

verei

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Me diverti pra cacete no cinema.

 

Tem tanta referência que fiquei doido querendo ver de novo... principalmente a aparição do Gigante de Ferro.

 

Trata-se de um dos desenhos que mais assisti na vida, nem rei leão assisto tanto. Meu desenho favorito.

 

A abertura do Halo 5, que alias eu considero uma das melhores aberturas em games dessa geração.

 

Sinal que a série que o Steven tem trabalhado, sobre Halo, esta indo.

 

O Delorean também.. os carros do Speed Racer...

 

É um excelente filme. Não vejo a hora de ter ele em casa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

tb fiquei com vontade de comprar e rever o filme, dando pausa de vez em quando pra caçar os easter eggs, chega a ser o cúmulo da metaliguagem isso

 

Vi hoje no Imax de BH também.

Boas cenas de ação apesar de um pouco confusas demais ( no Imax quase gera uma vertigem ), referências nerds para nenhum botar defeito ( aparentemente no cinema que fui poucos as pegaram ) e um roteiro bem fraco mas pelo menos sem muitas falhas até pela simplicidade. Como Cyco falou a melhor parte é a referência que JC disse que não está no livro. Agora... a casa parece que foi live action não? Só colocaram os personagens em CG lá dentro. Seria interessante uma complexidade maior sem apelar tanto para o fan service que chegou a incomodar uma hora. Curti também a amiga do indiano daquela série Master of None... disparada melhor personagem do filme. Aliás ela parece que é super famosa lá nos EUA e até onde eu sei só pela série ( que é um conteúdo do Netflix que considerava de publico bem baixo ). Já os atores mais "pesados" como Simon Pegg e o que ganhou o Oscar chegam a constranger nas atuações.

 

 

 

até onde sei as cenas no Oasis foram 100% CGI, inclusive tavam cogitando indicar o filme como melhor animação no próximo Oscar, não sei se é verdade mas parece que de live action ele tem menos de vinte minutos, os caras do Half in the Bag até fizeram piada com isso, dizendo que o Spielberg tá velho e ele só topou fazer esse filme porquê ele trabalhou pouco. :lolmor: exagero obviamente porquê o Spielberg tb dirigiu todas as sessões de motion capture pras cenas CGI.

 

qual o ator que ganhou o Oscar? o que faz o Halliday/dono do Oasis?  po achei a atuação dele bacana como nerdão super tímido e desajeitado, o Simon Pegg tá numa ponta super pequena, nem teve tempo de ser constrangedor.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sei lá. Me pareceu cenário real a casa lá. Senão, realmente estão de parabéns.

O ator é o que ganhou o Oscar pelo filme do espião russo. Achei over caracterizado mas enfim. E Simon bem exagerado tb nas poucas vezes que apareceu.

 

GrayFox

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

o único personagem mais caricato é sem dúvidas o vilão, mas considerando o contexto do filme ele funcionou bem, tava torcendo pra ele dizer no final "eu teria conseguido se não fossem esses garotos intrometidos" :lolmor:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..