Ir para conteúdo

Zero Byte

Membros
  • Total de itens

    786
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

139 Excelente

Sobre Zero Byte

  • Rank
    Piadista
  • Data de Nascimento 16-03-1976

Informações do Perfil

  • Sexo
    Male
  • Local
    Belém, Pará

Últimos Visitantes

416 visualizações
  1. Zero Byte

    Vidro (Glass, 2019) e o Shyamalanverse

    Ainda não tive coragem de assistir esse, principalmente porque não vi split, apenas unbreakable. Achei fraco. Fazer um super herói com poderes "pé no chão" e sem um padrão definido não deu muito certo. E aquela história de a fraqueza do cara ser a água é ridícula. Já pensou se um supervilão invade a casa do sujeito quando ele estiver tomando banho???? É tão ridículo quanto o Mon-El da Dc, que tem poderes de superman mas é vulnerável a chumbo.
  2. Tem um jogo de nave chamado Whip Rush 2222 AD pro mega que não tem tarimba pra ser um dos grandes, mas tem uma coisa, no mínimo, curiosa: quanto mais poderosa fica sua nave, mais a dificuldade da fase aumenta: mais inimigos, mas bombas e mais alopração.
  3. Zero Byte

    Anos 80! As vozes da nostalgia.

    Tem dubladores daquela época que estão na ativa até hoje. Alguns saíram e outros já morreram. É difícil ter alguma voz que não tenha sido marcante naquela época, mas o cara que dublou o optimus na 1a temporada da primeira série dos transformers era foda!
  4. Zero Byte

    Topicão só de olhar já RJ

    Não é nada agradável ver a minha vizinhança nos noticiários mundiais por coisas desse tipo: http://g1.globo.com/pa/para/videos/v/11-pessoas-morrem-em-chacina-no-bairro-do-guama-em-belem/7628109/ Não sei o que a guarda nacional anda fazendo. Vieram pra cá e continua a mesma merda. Os bairros da periferia não tem mais sossego. antes eram só os bandidos, e agora tem as milicias também, que acabam fazendo pior que eles. Malditas milícias. Queria que todos fossem colocados num paredão e enchessem o cu deles de bala.
  5. Zero Byte

    Cotton - Clássico shmup ganhará reboot em consoles atuais

    O do mega adotou um estilo que até a geração do Neo Geo ainda era um problema, porque a noção de profundidade e da distância em que os inimigos estavam ainda não conseguia ser interpretada de forma clara pelo jogador. Esse problema só acabou quando surgiram os jogos em 3d. Jogue Space Harrier para master ou alguns clones dele como Tetrastar ou Crisis Force para nes e você vai sentir o drama.
  6. Zero Byte

    10 coisas de Retrogamer

    Tinha uma matéria que saiu naaaaa.... acho que foi na SG de um protetor de borracha pro polegar, pro sujeito evitar os calos e feridas causados pelos direcionais demoníacos de alguns consoles. Mas fora essa matéria, nunca mais vi menção a esse produto. Acho que não vingou.
  7. Zero Byte

    O lançamento do Nintendo 64 na revista Gamers

    Eu comprei um monte de revistas de vg naquela época. das melhores às mais vagabundas. Tinha uma dessas que saiu só pra aproveitar o filão - Uma tal de Cinevideo Games - que era uma publicação, na melhor das hipóteses, de fundo de quintal. Era feia, de papel mais fino que as outras e não se aproveitava quase nada dela. As fotos tinham qualidade ruim, muitos textos tinham erros grotescos de digitação (ex: num texto em que devia estar "CADEIA VIETCONGUE", estava "CADELA VIETOONGUE") e eles ainda faziam questão de exibir algumas dessas pérolas ortográficas nas capas (Em uma delas tinha escrito, em letras garrafais BASEBOL (ao invés de baseball ou beisebol). Nem Yu Yu Hakusho escapou do assassinato linguístico e acabou virando "YO YO HASHU". Ainda bem que essa bosta não sobreviveu muito tempo no filão das revistas de vg.
  8. Bom, o cartoon era como o resto naquela época: "Não precisa ser uma obra de arte, a molecada vai gostar porque é desenho de joguinho de video game" (essas seriam as supostas palavras de um chefe de estúdio de animação naquele período). Era daquele tipo que hoje você não assistiria nem por saudosismo nem por dinheiro...
  9. E pensar que tinha cartoon desse negócio passando na globo no fim dos 80, junto com Capitão N, Super Mario Bros e Zelda.
  10. Zero Byte

    Homem Aranha no Aranhaverso

    Só achei estranho a animação "quebrada" pra uma produção em 3d, mas o filme é bom.
  11. Zero Byte

    Cotton - Clássico shmup ganhará reboot em consoles atuais

    Cotton tem umas cinco ou seis versões para vários consoles. Só joguei a do mega e a do Snes. Uma das coisas bacanas são os demos entre as fases, com aquele traço bem ao estilo anime.
  12. Zero Byte

    O lançamento do Nintendo 64 na revista Gamers

    Quando a nintendo começou o projeto do N64, lembro que anunciaram como "Project Reality". Prometia ser não "uma", mas "A" revolução no mundo dos games. A gamers era uma revista simpática, mas as fotos das telas eram de baixa qualidade e, com o tempo, os jogos acabaram perdendo espaço para os quadrinhos, piadas e sátiras nas páginas dela. Lembro até que tentaram fazer vingar uns quadrinhos independentes com o mascote da revista, o capitão ninja. Alguns eram no tom de comédia do original, com uma coadjuvante chamada "capitinha ninja", mas outros eram sérios, estilo Marvel/DC. Na época em que a guerra das revistas de games começou a pegar fogo, até a SGP apedrejou a Gamers, dizendo que "parecia mais com uma revista em quadrinhos e não falava nada de útil sobre jogos".
  13. Zero Byte

    10 coisas de Retrogamer

    Cara, tinham aquelas locadoras que dava gosto a gente entrar. Letreiro grande e iluminado, porta de vidro, ar condicionado, tudo bem arrumadinho nas prateleiras, aquele cheiro de coisa nova... É uma sensação difícil de descrever, e que a gente sabe que, infelizmente, nunca mais vai voltar. Cansei de dizer, inclusive aqui, que naquela época era muito mais difícil ter informações, mas tudo tinha muito mais graça, tinha "encanto". Quem não lembra do famoso macete de primeiro de abril da Eletronic Gaming Monthly que dizia ser possível jogar com Sheng Long em SF II? Sobre a camisa na mão, confesso que nunca vi essa história, mas já joguei em algumas máquinas que não tinham aquele aro plástico sob a alavanca e isso me rendeu uns "beliscões" do buraco da alavanca na barriga da mão.
  14. Se a choradeira da galera alcançar a Globo Filmes e eles levarem em consideração o sucesso que o desenho fez por aqui, talvez não seja tão impossível assim sair um filme... Afinal, até filme do Jaspion made in Brazil já estão produzindo.
  15. Assista o demo de abertura do primeiro caminho e você verá umas coisas bem ousadas, como a namorada gostosona de Conker fazendo ginástica (e olha que eram gráficos de n64!). Também merece destaque o chefão que é uma montanha de bosta. Pena que eu não cheguei a enfrentar esse cara.
×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..