Ir para conteúdo

Letarn

Membro
  • Total de itens

    372
  • Registro em

  • Última visita

  • Vezes em que foi o melhor postador do dia

    1

Tudo que Letarn postou

  1. Letarn

    [RPG] News / Rumores / Anúncios de Lançamento

    Saiu uma demo na Steam de Chained Echoes, um RPG indie que promete bastante (trailer). Foi financiado em um Kickstarter há alguns anos, talvez alguém aqui lembre. A demo é bem surpreendente, levando em conta que tá sendo feito por uma pessoa só, além do compositor da trilha sonora. Belos gráficos em pixel art, exploração bastante recompensadora, sistema de batalha simples mas que consegue ser bem estratégico em algumas lutas, trilha sonora de qualidade e parece ter uma história e lore interessantes. Edit: ah, e parece que a demo só vai estar disponível por mais alguns dias se não tô enganado, então é melhor baixar logo. Vale a pena! ================================================ ================================================ E falando em Kickstarter, Eiyuden Chronicle: Hundred Heroes, dos criadores de Suikoden, tá nas últimas 48 horas da campanha, o jogo é atualmente o sexto video game mais financiado na história do Kickstarter, e ainda tem algumas metas pra alcançar, então se alguém ainda tava na dúvida se apoiava o projeto ou não, agora é a hora pra decidir. Backers vão receber todos os eventuais DLC de graça, além das recompensas normais do projeto, de acordo com quanto $ vc doar. Hoje tá tendo votação pro design do personagem número 110 (!).
  2. Letarn

    Eiyuden Chronicle: Hundred Heroes (PS5, SEXBOX, Switch, PC)

    Já joguei um dinheiro lá. Um dos próximos stretch goals é duelos (1v1) como tinha em Suikoden.
  3. Letarn

    Eiyuden Chronicle: Hundred Heroes (PS5, SEXBOX, Switch, PC)

    Parece que já passou voando do valor mínimo no kickstarter. Gostei que a primeira plataforma que eles escolheram foi PC, já tá na hora dos devs japas começarem a darem mais prioridade pra PC mesmo. Só uma coisa que não achei confirmação, olhando rápido aqui, é se vai ter batalha de exército como nos Suikoden. Queria muito que tivesse.
  4. Letarn

    Eiyuden Chronicle: Hundred Heroes (PS5, SEXBOX, Switch, PC)

    Na primeira imagem já pensei "lembra Suikoden", aí título da matéria "Suikoden creators". Perfeito. Tô jogando o 2 agora, pela primeira vez, e curtindo muito, ótimo ler essa notícia.
  5. Letarn

    Os Melhores Final Fantasies

    Além das coisas óbvias como gráficos e performance, outra diferença significativa é que no Zodiac Age tu pode colocar dois jobs pra cada personagem, enquanto no International Zodiac Job System era só um job pra cada. Ou seja, no Zodiac Age dá pra usar todos os jobs disponíveis se quiser. Ah, tb tem umas paradas de baú com 1% de chance de spawn e o caralho que foram modificadas (pra melhor), mas não lembro detalhes. FFXII é jogão demais e esse remaster Zodiac Age deixa tudo melhor ainda, joguei de novo esse ano e curti pra caramba.
  6. Ys III é um exemplo emblemático disso pra mim:
  7. Letarn

    [RPG] News / Rumores / Anúncios de Lançamento

    É que era a XSEED quem tava responsável pela série Trails no ocidente (e Ys também, antes do VIII). Agora que a NIS America virou o publisher da série, tem que esperar pra ver, mas imagino que tenham aprendido a lição. Se tá curtindo Cold Steel recomendo os três Trails in The Sky também, caso não tenha jogado ainda.
  8. Letarn

    [RPG] News / Rumores / Anúncios de Lançamento

    Por enquanto só PS4 mesmo. Mas imagino que alguns meses após o lançamento, devem falar algo sobre PC. NIS America deve estar priorizando PS4 agora pra evitar o fiasco que foi o lançamento de Ys VIII no PC, com port feito na pressa todo bugado.
  9. Letarn

    [RPG] News / Rumores / Anúncios de Lançamento

    Trails of Cold Steel III sai em setembro no ocidente. Trailer (com spoiler fodido pros jogos anteriores logo no começo do vídeo)
  10. Letarn

    E3 2019

    Eu tava meio que esperando um terceiro e último jogo no universo de Berseria que deixou uns pontos de lore abertos. Mas tá bonito esse aí, apesar de que não tá com muita cara de Tales Expect to hear more about Tales of Arise at Microsoft’s E3 Conference on June 9. Fonte e mais screenshots aqui.
  11. Letarn

    O que estão jogando de RPG no momento?

    Localizaram isso daí ou tá jogando japa mesmo?
  12. Letarn

    Game of Thrones - temporada final

    Nah, eu não me preocuparia com isso. Tem ainda uma porrada de coisas diferentes nos livros e mais personagens e subplots que nem foram trazidas pra série. E mesmo as coisas que são "iguais", não são literalmente iguais. Mesmo que, por exemplo, no fim o Bran seja o novo rei ou que a Danette fique loucassa, acho que a abordagem do livro vai ser outra. E certamente não apressada como foi na tv.
  13. Letarn

    Game of Thrones - temporada final

    Faltou episódio mesmo. A HBO mesmo queria fazer mais temporadas (obviamente interessada no retorno financeiro), mas aparentemente os showrunners decidiram pular fora desse barco pra produzir os novos filmes do Star Wars. Se tivesse ao menos mais uma temporada acho que dava pra terminar a série de um jeito melhor. Eles tinham uma lista de plot points pra resolver em pouquíssimo tempo e aí não sobrou espaço pra desenvolvimento de personagem, pra fechar as pontas de uma maneira natural, sem falar outras coisas já discutidas antes. Teve até alguns dos atores reclamando sobre isso e se mostrando desapontados com o fim. João das Neves passou a temporada toda só falando "she's my queen", Cersei metade do tempo de tela tava na sacada, etc. enfim... Westworld vem aí pelo menos.
  14. Letarn

    Game of Thrones - temporada final

    Eu concordo com diversas das críticas que colocaram nos textões por aí, e acho sim que os showrunners não sabem mais contar história como antes, mas isso não significa que odeio a série. Como disse em outro post, GoT como entretenimento continua muito bom: é um espetáculo visual, a trilha sonora acompanha bem demais as cenas, atuações de modo geral são excelentes (os atores fazem o melhor que podem com o roteiro que têm), só que é uma pena que a série perdeu o diferencial que tinha na primeira metade. Tratar como se fosse partida de futebol (time dos que amam a série de qualquer jeito X time dos que odeiam) é muito simplista e só serve pra criar uma falsa sensação de superioridade moral nos dois lados. Sim, já faz tempo que a Daenerys tava dando sinais de sadismo, acho que ninguém nega isso. Só que todas as crueldades que ela realizou foram contra inimigos de guerra/políticos, com pessoas que a fizeram algum mal pessoal/pra alguém que ela ama, ou pra alguém que fazia mal a inocentes. Disso pra virar uma genocida, carbonizando literalmente milhares de pessoas inocentes, mulheres, crianças, é um pulo enorme, ainda mais considerando o minúsculo espaço de tempo em que houve essa transformação, por isso que foi bastante difícil de engolir essa despirocada que ela deu e ficou essa sensação de que foi rushado. A Mhysa, breaker of chains, que acabou de sair de uma guerra cujo objetivo era preservar a vida humana, agora tá transformando uma cidade de pelo menos meio milhão de habitantes em churrasco. Talvez fosse melhor se ela atacasse só os soldados Lannister que já tinham se rendido (como forma de punição/pra eliminar todo o poder da Cersei antes de matá-la pessoalmente) e, acidentalmente com o fogo do dragão, ativado o wildfire debaixo das ruas fazendo com que a morte de inocentes fosse colateral (ao invés de sair incinerando todas as ruas da cidade intencional e indiscriminadamente). Dessa forma o resultado trágico seria similar porém mais consistente com as ações da Daenerys, além de criar uma situação moralmente mais interessante e menos preto-e-branca.
  15. Letarn

    Vingadores 4

    Não precisa fazer tempestade em copo d'água. Entendi o ponto do Beck e acho que deixei o meu bem claro, não tem porque desvirtuar mais o tópico. Além de quê, o filme é muito mais do que só isso, tem várias outras coisas mais interessantes pra se falar. flw vlw
  16. Letarn

    Vingadores 4

    De novo, porque essas cenas não foram construídas exclusivamente em cima do fato deles serem homens. Esse é o ponto. Mas tudo bem, concordamos ao menos que, apesar disso, o filme teve bons momentos tanto pra personagens femininas quanto masculinas, de forma natural, certo? Achei aquela cena tosca e desnecessária sim, mas na real o lance do Thor (que comentei no spoiler) me incomodou muito mais porque tomou muito mais tempo do filme. Segue o tópico.
  17. Letarn

    Vingadores 4

    Porque eles não estavam juntos em cena só por ser homens. Da mesma forma, não tem problema nenhum aparecer heroínas juntas, mas do jeito que foi feito e ainda mais com a frasezinha de efeito, a intenção era óbvia, e você sabe muito bem, não se faça de desentendido.
  18. Letarn

    Vingadores 4

    Acho muito mais importante construir personagens interessantes do que essa cena gratuita e que não acrescenta nada ao filme e serve unicamente a um propósito alheio à obra em si. Acho até irônico de certa forma que a Viúva Negra, única heroína ausente naquela cena, foi justamente a que mostrou que o filme não precisava dessa representação supérflua que só é feita pra ganhar pontos com uma parcela do público (ou da crítica, pra ser mais preciso). A personagem da Scarlett Johansson, teve um papel importantíssimo no enredo, mostrou que era uma personagem tridimensional, com profundidade e motivações próprias e fez tudo isso sem ser sexualizada e sem precisar desses artifícios rasos como o da cena de que estamos falando. Então, sim, eu acho que aquilo foi forçado e totalmente desnecessário.
  19. Letarn

    [RPG] News / Rumores / Anúncios de Lançamento

    Essa parte é um bom sinal. Não conheço nada da história dessa série, mas pelos trailers que soltaram ano passado e nesse, o jogo tava parecendo bem legal, e com a Platinum auxiliando no combate melhor ainda.
  20. Letarn

    Vingadores 4

    É um bom filme, uma bela conclusão pra muitos personagens e pra essa saga toda. Mas ainda prefiro Guerra Infinita, que achei mais coeso (estrutura e tom) e com um ritmo melhor (progressão da história).
  21. Letarn

    Game of Thrones - temporada final

    Nos comentários dessa thread aí que vc citou, tem uma outra thread em que o cara é ainda mais certeiro e explica direitinho o que tem acontecido com a série nos últimos anos. Principalmente pra quem tá adorando a série do jeito que tá e não entende o porquê de tanta crítica (ou acha que é "choro"), vale muito a pena ler, mesmo:
  22. Letarn

    Game of Thrones - temporada final

    Eu ri quando um monte de esqueleto velho começou a quebrar túmulos de pedra no soco
  23. Letarn

    Game of Thrones - temporada final

    São propostas diferentes. Em filme de super herói isso é o esperado mesmo, mas Game of Thrones surgiu como uma série que rompia com os padrões, subvertia clichês e sempre teve um roteiro mais realista, com consequências reais pras ações dos personagens, nada de herói sendo "badass" simplesmente por ser e soltando linhas de diálogo lacrador. O próprio GRRM rejeitou diversas propostas de séries/filmes que tinham feito pros livros dele pq ele sabia que iam cagar e transformar em enlatado hollywoodiano genérico. Ele escolheu o Benioff e o Weiss pq eles aparentemente tinham entendido do que se tratava a história e se comprometeram a fazer algo digno, mas ficou claro que sem os livros como âncora eles não sabem muito bem o que fazer. Então eu diria que, por uma questão de consistência, sim, fanservice tá mais pra negativo no caso de GoT. Claro que aqui e ali uma ceninha pra agradar audiência twitteira não é o fim do mundo, mas os caras perderam a mão nos últimos anos - em questão de fanservice e de roteiro porco mesmo. Esse episódio 3 foi emblemático nisso, era um deus ex machina a cada 10 minutos, NK dando sorrisinho malvado, depois fica lá encarando Bran dramaticamente por uma eternidade, e Arya dá a lacr.. facada final da forma mais tosca possível. Entre várias outras coisas mencionadas no tópico e em vídeos por aí. Como entretenimento puro é ruim? Não, é uma baita produção, tem momentos tensos, a trilha sonora tava legal. Mas é isso, um entretenimento. A série perdeu a qualidade de história que tinha, perdeu o que a diferenciava de outras tantas séries genéricas faz tempo e eu acho que é isso que mais incomoda uma boa parcela dos fãs.
  24. Letarn

    Game of Thrones - temporada final

    Normal que os primeiros episódios sejam meio lentos, afinal é o primeiro "ato" da temporada, tá colocando as peças no lugar pras partes importantes que virão. Mas que tá um clima meio novelesco e cheio de fanfic, isso tá mesmo. Apesar de que nas últimas 2~3 temporadas teve coisa muito pior, e o episódio seguinte promete ser muito bom, então dá pra passar um pano. Veremos.
  25. Letarn

    CrossCode (Steam/Switch)

    Tô com umas 20 e tantas horas de CrossCode e ele tá se tornando fácil fácil um dos meus jogos favoritos desses últimos anos. O gameplay é muito divertido e também desafiador na dose certa e os desenvolvedores mandaram muito bem no level design. Praticamente tudo que se vê na tela, entre terreno, objetos e obstáculos, foi pensado e tem algum propósito - ou mesmo quando não tem algum propósito muito óbvio, ainda assim pode ser usado de maneira inteligente na exploração pra avançar, alcançar algum local difícil ou escondido ou mesmo chegar em algum ponto aparentemente inacessível de outro mapa. E isso vale tanto pra dungeons quanto pra cidades também. O mundo do jogo é bem interessante e o modo como a história foi construída em cima de uma espécie de MMO de maneira bastante orgânica realmente faz você se sentir inserido em um, apesar de não ser online de fato. Mas nesse sentido também, não tem, pelo menos até onde avancei, muito enredo pra desenvolver. Espero que isso evolua no decorrer do jogo. Por outro lado, CrossCode é recheado de sidequests e segredos e isso acaba virando um grande incentivo pra exploração. Outra coisa que ajuda nesse quesito é que os mapas são muito bem feitos, tanto em termos visuais, tudo em pixel art, quanto de level design, como disse antes, o que te deixa com vontade mesmo de descobrir o que há de escondido nos cenários e onde eles vão te levar. Os quebra-cabeças (que são vários durante o jogo) vão ficando gradativamente mais complexos e desafiadores mas nunca frustrantes, porque, mesmo sem dar tutorial nenhum, o jogo utiliza o conhecimento que você já adquiriu sobre as particularidades do cenário e das skills da personagem de uma maneira bastante intuitiva. Você, como jogador, não recebe explicação alguma, mas com um pouco de observação, experimentação e com base em elementos já apresentados de maneira natural na progressão do jogo, rapidamente consegue entender a lógica do problema a ser resolvido. A partir daí é usar bem o cérebro pra solucionar o desafio, o que dá uma satisfação muito boa quando você termina. Aliás, outra coisa bastante satisfatória é vencer os chefões, que também dão trabalho mas nunca parecendo muito abusivos - são reminiscentes da franquia Ys pra quem já jogou, em termos de dificuldade e criatividade. Enfim, não vou me prolongar aqui, porque, apesar de ter um monte de coisa pra falar, vou acabar repetindo o que já foi dito no post inicial do tópico. Só fica aqui mais alguém recomendando demais esse joguinho, porque vale muito a pena. Não consigo largar desde que comecei!
×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..