Ir para conteúdo

Strife

Membros
  • Total de itens

    9.891
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1.281 Excelente

Sobre Strife

  • Rank
    Ex-SOLDIER

Gamer Tags

  • Steam Profile
    Joao_Strife
  • Playstation Network
    Joao_Strife

Informações do Perfil

  • Local
    Nibelheim

Últimos Visitantes

2.354 visualizações
  1. Strife

    Final Fantasy VII The Remake - First on PS4

    Agora RE3 é maior que FFVII? Kkkkkkkkk de vez em quando acho que Paladina se esforça pra falar bosta. Nem RE2 é, imagina o 3
  2. Strife

    O que vocês estão jogando, pederastas?

    Bioshock Infinite é um bosta com uma boa mão de tinta por cima. O primeiro é obra-prima.
  3. Strife

    Bem vindo a nova era.... Playstation 5

    Me recuso a acreditar que o design oficial vai ser essa ferradura de cavalo. Aquele que parece PS1 tava tão melhor...
  4. Strife

    [PS4] Ghost of Tsushima

    Falou o cara que achava que o mediano Uncharted 3 era melhor que Uncharted 2, disparado o melhor da série até hj.
  5. Strife

    [PS4] Ghost of Tsushima

    Tô hypando esse Tsushima, espero não me decepcionar. É tão, mas tão difícil ter jogo de samurai (ou ninjas) com uma pegada mais "realista", que chega a ser frustrante.
  6. Strife

    [PS4] Horizon: Zero Dawn - 28/02/2017

    Xenoblade é uma merda. Mais uma vez fui vítima do hype exagerado de RPG que sai em console que não tem muita opção do gênero então é tratado como a última coca-cola do deserto.
  7. Strife

    [PS4] Horizon: Zero Dawn - 28/02/2017

    Que lógica maluca é essa, Paladina? Nem a matemática bate. Fala bobagem não. Horizon tá longe de ser jogo com excesso de cenas. O "grosso" fica só no começo e no final, e mesmo assim nada fora do normal, e nada de cena de 45 minutos como MGS4. Tem o necessário para contar uma boa história num jogo de 40-50h.
  8. Strife

    [PS4] Horizon: Zero Dawn - 28/02/2017

    Acho que jogamos jogos diferentes. O único clichê é a premissa de futuro apocalíptico envolvendo máquinas e ambição humana, todos o resto não. Boas histórias podem ser feitas a partir de premissas batidas. E certamente não foi contado em apenas dois momentos, pois uma das minhas coisas favoritas foi ir desvendando os mistérios, motivações dos personagens e detalhes de como tudo aconteceu ao longo do jogo inteiro. O final foi ao mesmo tempo satisfatório e frustrante pelo gancho óbvio de continuação.
  9. Strife

    [PS4] Horizon: Zero Dawn - 28/02/2017

    Eu hein, achei o enredo foda. Inclusive foi surpreendente, porque não esperava nada nesse sentido. Talvez seja o jogo recente com o melhor enredo que me lembre. No começo quando a jogabilidade ainda não mostra a que veio, o que tava me prendendo era a história.
  10. Strife

    [PS4] Horizon: Zero Dawn - 28/02/2017

    Tonmy: vou ficar puto se o sol nascer de manhã e se por no final da tarde ano que vem.
  11. Strife

    Final Fantasy VII The Remake - First on PS4

    Dragon Quest sempre foi terceirizado mas com a supervisão/direção/script do Yuji Horii, com o compositor original etc. A Enix sempre foi publisher mais do que developer. Do 1 ao 5, eram criados pela Chunsoft. 6 e 7, Heartbeat. 8 e 9, Level-5. Somente o 10 e o 11 foram desenvolvidos in-house pela Square Enix. Coisa que eu duvido que aconteceria se não houvesse a fusão. Yoko Taro é dão doido que é até difícil de acompanhar a situação dele. Ele ficou conhecido trabalhando na Cavia quando fez o primeiro Drakengard, mas anos depois a empresa fechou e acho que agora tem uma pequena empresa própria com a esposa, e trabalha por contrato. Porém, todos seus projetos desde os dias na Cavia foram financiados e distribuídos pela Square Enix. E ele fez ótimos contatos lá, pq ninguém explica um japonês falando "fuck Square Enix" em vídeo e ainda continuar trabalhando com eles, aparentemente com ótima relação ao ponto de que um dos maiorais de Dragon Quest ameaçou pedir demissão se não pudesse fazer um jogo com ele (NieR Automata). Ele é basicamente um indie developer com contatos AAA no cel.
  12. Strife

    Final Fantasy VII The Remake - First on PS4

    Não mesmo. O jogo dá vários pulos temporais grandes na narrativa, não apenas nessa parte. Encaixam com o pulo das estações e é claramente uma escolha deliberada. Não fica faltando nenhuma informação importante para o jogador, seja a respeito do enredo, seja a respeito do desenvolvimento dos personagens. Impossível afirmar o mesmo na colcha de retalhos que é FFXV, que nem com DLC conseguiu amenizar. E não adianta, porque não se conserta buraco na história principal com DLC, depois que os maiores fãs compraram o jogo incompleto² day one. Se a Square Enix fosse minimamente competente mesmo após o development hell de FFXV, os "episódios" do Ignis, Prompto e Gladiolus não existiriam, seriam parte do jogo principal desde o lançamento, mas eles claramente planejaram isso nos finalmentes para sugar mais dinheiro do consumidor. Se ela tivesse o mínimo de vergonha na cara, quem comprou a edição day one teria ganhado um código para baixar pelo menos esses 3 DLCs de graça quando saíssem, deixando como DLC pagos aqueles realmente extras, como o online etc. Assim, isso é o mínimo.
  13. Strife

    [PS4/SWITCH] Star Ocean First Departure R

    Eu joguei o original de Snes, porém ainda não peguei esse remake. Mas o farei com certeza, só que apenas ano que vem. Estou esperando chegar os jogos que peguei na Black Friday.
  14. Strife

    Final Fantasy VII The Remake - First on PS4

    Nossa, completamente absurda e descabida a comparação de FFXV com Last of Us. Last of Us é o exemplo de como deve ser feito. Jogo bem feito, lançado completo, do início ao fim, sem nada faltando, consistente. DLC é puro extra que adiciona conteúdo, e não tampa-buraco. Inclusive é um dos pouquíssimos jogos que comprei DLC, e posso contar isso nos dedos de uma mão. Já FFXV é uma colcha de retalhos. Claramente lançado esburacado. Todo o início do jogo foi alterado, cortado e virou filme. Na segunda metade quando as coisas começam a acontecer rapidamente e os personagens saem e voltam do grupo após aparentemente um longo tempo e eventos importantes, o jogador é deixado no escuro. O Ignis ficou cego! Por que, como? FODA-SE, espere alguns meses/ano que vem e compre o DLC para saber. Patético. É muita vontade de defender o indefensável, e apoiar isso só piora a situação, já que as empresas só entendem se a nossa grana cai ou não na conta delas. E eu gostei de FFXV. Mas é aquela coisa, um imenso potencial desperdiçado. Porém, não apoio essas práticas de maneira nenhuma, nem que venha de FF. Até agora estou olhando torto para essa palhaçada de dividir o remake de FFVII em episódios.
  15. Strife

    Final Fantasy VII The Remake - First on PS4

    Nem com todos os DLCs dá para falar que FFXV é um jogo completo. Não é e nunca será. Até porque jogo completo é jogo completo no lançamento e não com partes do enredo principal faltando que depois preencheram com DLCs, o que é simplesmente inaceitável. DLC é extra. E lembrando que cancelaram vários dos DLCs planejados tb.
×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..