Ir para conteúdo

Ultima Weapon

Membro (Geral)
  • Total de itens

    7.694
  • Registro em

  • Última visita

  • Vezes em que foi o melhor postador do dia

    3

Ultima Weapon: Melhor postador de 27 de Fevereiro 2020.

Ultima Weapon teve o maior número de curtidas.

Reputação

253 Reputação neutra

Sobre Ultima Weapon

  • Rank
    Lenda Netal
  • Data de Nascimento 06-05-1911

Gamer Tags

  • Playstation Network
    ultimaw82
  • XBOX
    UltimaW8

Informações do Perfil

  • Local
    ME AM BRAZIL®
  • Interesses
    Pizza de quatro queijos e paz mundial.

Últimos Visitantes

1.294 visualizações
  1. Ultima Weapon

    O que vocês estão jogando, pederastas?

    River City Girls foi o beat'up que mais gostei de jogar ano passado, mais até do que Streets of Rage 4. Não terminei ainda, seguro pra jogar em coop de vez em nunca. Terminei Valiant Hearts no Switch. Visualmente muito bonito e possui uma boa história, contudo a jogabilidade é fraca por ser muito fácil e repetitivo.
  2. Ultima Weapon

    [PS4] Final Fantasy VII Remake

    Dirge of Cerberus e Crisis Core são fracos mas plenamente jogáveis, assinarei embaixo de novos jogos paralelos. Único problema é jogar a parte 2 do Remake em 2026. Essa ideia do jogo de Zack no universo paralelo é genial, me empolga mais até do que Ehrgeiz 2.
  3. Ultima Weapon

    O que vocês estão jogando, pederastas?

    Terminei Fallen Order no PS4; Ótima jogabilidade, foi uma grande ideia inserir o sistema de parry da série Souls pra usufruirmos do poder letal do sabre de luz. A história é razoável e enriquece o universo Star Wars. Contudo falta conteúdo pois a exploração apesar dos bons controles baseia-se quase que exclusivamente na busca por colecionáveis com finalidade estética (e não é como se pudesse disfarçar-se de Wookie ou Han Solo, é apenas troca de cor, desestimulando o jogador a procurar por baús). Há poucos bosses e os mapas são repetidos à exaustão durante o curto roteiro, sem fast-travel e com a justificativa de abrir novos atalhos em áreas já conhecidas e distantes do brilhantismo do level design de Souls; com algumas exceções esses trechos prolongam desnecessariamente o jogo e o mapa mais pode atrapalhar do que ajudar. À princípio tornar-se-á franquia, é um bom começo e tem bastante pra melhorar.
  4. Ultima Weapon

    Nintendo Switch

    PSP via retroarch no Switch pelo que entendi não é viável mesmo. Versão standalone é a que roda direto do menu do console, sem nenhuma outra aplicação intermediando e também sem um nsp como atalho. Você coloca o emulador no memory stick como outro homebrew qualquer e dá play encima de qualquer ícone de jogo enquanto segura o 'R', então irá pra um menu com seus homebrews e ali você executa esse homebrew, no caso o emulador PPSSPP Mais detalhes: https://www.homebrewgeneral.net/2019/09/ppsspp-standalone-switch-v190-09252019.html Link pra download: https://ppsspp.org/downloads.html Joguei nele o Persona 2 Innocent Sin sem problemas, inclusive migrando um save que eu tinha do meu PSP estragado.
  5. Ultima Weapon

    Nintendo Switch

    Joguei GBA (Castlevania Aria of Sorrow) e PS1 (Vagrant Story e Koudelka) via retroarch, bem como PSP usando o PPSSPP. Tudo perfeito, excetuando precisar de uma configuração adicional no próprio retroarch pra eliminar ruído no áudio de PS1 e o PSP pra rodar precisa ser versão standalone que rode direto do menu principal do Switch, evitando o consumo de ram do álbum de fotos.
  6. Ultima Weapon

    [PS4] Final Fantasy VII Remake

    Acho que ela não morre dessa vez, já em Midgar spoilearam tudo do original e então o roteiro desenha-se para a cena prévia do empalamento ocorrer (investiram pesado no terrorismo de Sephiroth em torno dos 7 segundos para tomar uma decisão), a Aeris tende a saber disso (imaginem a quantidade de visões do futuro que terão até o final do disco 1...) e o Cloud dessa vez não irá permitir com a anuência de Sephiroth. Ela até pode morrer porém sem invocar a Holy, isso atualmente pra mim é um plot twist provável. Não enxergo mais o mesmo final pro remake pois o original eles já mostraram e irão apresentar novamente...e novamente...até ficar bastante claro para qualquer leigo de FFVII que é uma decisão difícil optar entre Aeris e o planeta, para o desespero de Strife. Difícil demais eliminar a Aeris quando a narrativa apresenta que sua morte será óbvia e seu carisma superior foi exponencializado pela tecnologia atual, tornou-se uma Yuna with lasers. Ou não né, Zack tá vivo em uma realidade paralela, vai que ele aparece e o jogo fique muito mais l0uc0.
  7. Ultima Weapon

    O que vocês estão jogando, pederastas?

    Terminei meu último jogo do ano ontem, só restava uma partida da última rota; Captain Tsubasa: Rise of the New Champions, no Switch. Gosto bastante do mangá e me impressionou como o jogo conseguiu ser fiel a ele na caracterização dos movimentos absurdos enquanto manteve uma jogabilidade de qualidade e um bonito visual. No anúncio do jogo sequer cogitei que o resultado final poderia ser tão bom, a última vez que me diverti tanto com um jogo de futebol foi com o Mario Strikers do Gamecube. Acredito que a crítica mais pertinente seja em relação às mecânicas para marcar os gols, quase que absolutamente dependentes dos chutes especiais ou bolas alçadas na área, bem como o desbalanceamento entre os atletas. Isso torna a experiência mais repetitiva, contudo assim é Captain Tsubasa é não será fácil evoluir essas mecânicas mantendo fidelidade caso expandam a história ou lancem novos jogos. Não tenho pretensão de desinstalar, seguirei jogando eventualmente assim como fazia na época que o gênero era um de meus favoritos. Tô na reta final do Fallen Order, acho que começo depois o tal Immortals Fenyx no Switch, parece que é legal mesmo e não só um Zelda genérico como Genshin Impact.
  8. Ultima Weapon

    [PC/Next-Gen]Cyberpunk 2077 - Brazil Edition na ultima pagina

    Tá jogando no Stadia, REI?
  9. Ultima Weapon

    [PC/PS4/XONE] Tales of Arise...adiado para 2021

    Realmente ficou com essa pecha de Smash Button parcialmente pelo gameplay da Velvet ser muito simples e o jogo ser fácil, contudo não são esses os maiores fatores limitantes. Soma-se o fato deles removerem os ataques básicos e reduzirem o número de atalhos de arts simultâneas que podem ser equipadas, tornou tudo muito mais simples do que estávamos acostumados. Usar os outros personagens ou elevar dificuldade não foi o suficiente pra eu enxergar a mesma qualidade dos outros títulos da franquia nesse quesito. O personagem que mais usei foi a Eleanor, depois a Velvet. Eu tô falando daqueles mapas de transição entre as dungeons, que eram corredores quase que completamente lineares em Xillia e Xillia 2. As dungeons em si são fracas, é o mesmo modelo do Xillia que já tá muito desgastado. As dungeons do Zestiria são diferentes só que ainda mais genéricas. Eu gosto mais do Zestiria do que do Berseria porque é um jogo diferente do padrão da franquia no gameplay, o resto é + ou - a mesma coisa. Eu também gosto do Symphonia, foi um primeiro passo muito bom e os bonecos são ótimos realmente. O Symphonia 2 é o pior Tales of que terminei, cheguei a parar por um tempo e retomei uns meses depois.
  10. Ultima Weapon

    O que vocês estão jogando, pederastas?

    Terminei Bayonetta 2. Melhor do que o primeiro principalmente pelo level design, história também melhor. Combate seguiu estupendo, até repeti uns mapas pra pegar arma que faltou mas ficou por isso, muito difícil jogar algo além de 1x por mais que esse jogo seja bastante divertido. Comecei Fallen Order no PS4. Superou minha expectativa, tô gostando bastante. Não tinha como dar errado algo que suga tanto de Uncharted e Souls. Inventei de iniciar no nível mais difícil e tô morrendo mais do que em Dark Souls, aqueles sapões dão um trabalho do cão, acho que vou reduzir pra terminar esse goty ainda em 2020. Tô no começo do segundo planeta.
  11. Ultima Weapon

    [PC/PS4/XONE] Tales of Arise...adiado para 2021

    Level design de Xillia é um problema pois a transição entre as dungeons ficou péssima, são corredores longos e genéricos. O Berseria evoluiu essa fórmula, são mapas mais criativos que conectam as zonas mais relevantes, talvez seja seu maior legado em termos de gameplay. E falando em desgaste eu tenho admiração pelo Zestiria por conta da ousadia de oferecer uma transição instantânea para os combates, bem como um mundo aberto de verdade e outros acertos como a não necessidade de jogar com um healer fixo e incentivar o jogador a revezar o time por conta das fraquezas elementais. O jogo não ficou grande coisa porém a semente foi plantada e dava pra polir, os caras no jogo seguinte recuaram pro feijão com arroz e talvez isso seja o que mais me incomode no Berseria, mais do que o combate ser esmagação de botões. Do Vesperia até o Xillia 2, passando pelo Xillia 1, acho parelho até porque os jogos são similares e repetem várias fórmulas. Eu também tenho a impressão de que o Vesperia tecnicamente era mais polido do que os Xillias, teria que voltar a testar pra confirmar. Uma pena que o Vesperia foi o último a oferecer um mapa em pequena escala a ser explorado. O Symphonia 1 é um bom jogo, pro primeiro 3D valeu. Joguei novamente no PS3 e foi tranquilo, tivessem implementado um free run não se perceberia tanto desgaste do tempo. Tem muito conteúdo opcional esse.
  12. Ultima Weapon

    O que vocês estão jogando, pederastas?

    Aegis Rim deve ser sensacional. Eu não sei exatamente como funciona o gameplay porém o GrimGrimoire foi desenvolvido pela empresa e é um rts genial, muito impressionante para um game do gênero jogado em controle. Contudo de fato muito caro e infelizmente não veio ao Brasil, tô esperando cair o valor pra importar. Esse dólar tá insano, com o valor desse jogo base eu comprei há uns anos o Odin Sphere Leif que vinha em uma caixa imensa e um monte de tralhas legais. Btw, fiz ontem os três primeiros capítulos de Bayonetta 2. Achando um pouco superior ao primeiro, principalmente em level design e história. Em combate difícil dizer por hora, parece que terá mais variedade de inimigos. Ao menos no normal tá bem, bem mais fácil, tiro quase sempre gold e até alguns platinum, no 1 morria direto principalmente em umas partes nas quais eu nem sabia exatamente o que fazer, dava quase tudo bronze e silver.
  13. Ultima Weapon

    O que vocês estão jogando, pederastas?

    Terminei Indivisible no Switch. Ótimo jogo, muito superior a cópia mal feita de Valkyrie Profile, Exist Archive. Elementos de plataforma lindos e história genérica porém com clima bem humorado, pena que tem um monte de backtracking sem fast travel. Estúdio fechou as portas com o jogo ainda não finalizado, tem bonecos sem especial e falta conteúdo pra aproveitar melhor o eficiente sistema de batalhas, estourando levei até 30h.
  14. Ultima Weapon

    [PC/PS4/XONE] Tales of Arise...adiado para 2021

    Xillia é um ótimo jogo e um dos melhores Tales mas não existe um aspecto sequer no qual supere Graces F, nenhum. Muito menos história e personagens, Graces talvez seja o único ao qual você presta atenção e não pareceu que metade era enrolação com pouca coerência. Olhei só o vídeo de anúncio desse Tales novo ai, parecia legal e renovado, caso não seja apenas transformar o protagonista no diabo e dar cabeçada no controle já tão no lucro.
  15. A previsão de entrega sempre jogam lá na frente, pode chegar bem antes. Aliás, pra quem for comprar vale a pena usar o cashback do banco inter, as vezes chega a 8% no ponto-frio/extra, 6% na b2W pra quem é correntista etc etc Se tivesse algo além de Demons Souls (esse sim tá esgotado) pra jogar eu compraria agora. Porém caso apareça com cashback e/ou cupom bem alto se perigar pegamos aqui no impulso. O preço da revenda do PS4 até que tá bom, ai até que rende mesmo se for pra jogar as mesmas coisas.
×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..