Ir para conteúdo

sou uma batata

Chapa
  • Total de itens

    389
  • Registro em

  • Última visita

  • Vezes em que foi o melhor postador do dia

    1

sou uma batata: Melhor postador de 9 de Maio 2020.

sou uma batata teve o maior número de curtidas.

Reputação

151 Reputação neutra

Sobre sou uma batata

  • Rank
    Meliancte
  • Data de Nascimento 17-03-1992

Informações do Perfil

  • Sexo
    Masculino

Últimos Visitantes

1.001 visualizações
  1. sou uma batata

    Final Fantasy XVI

    Eu gosto de áreas interconectadas. No DQ11 ficou excelente, eu tinha sensação de liberdade mesmo não sendo open world. As áreas eram bem grandes. FF16 sendo de PS5 vai ter capacidade ainda maior pra passar essa sensação de liberdade mesmo com áreas interconectadas. O que me preocupa ainda é o sistema de batalha. Gostei que o combate não será totalmente solo, mas esse negócio de membros da party sendo controlados o tempo por AI é sempre preocupante. Podiam fazer algo tipo o sistema de Gambit do FF12, aquilo lá era excelente, é o melhor sistema que já vi pra ajustar o comportamento da AI. Inclusive, não sei porque mais jogos não copiam aquele sistema do FF12.
  2. sou uma batata

    [PS4] Final Fantasy VII Remake

    Eu também tava achando que seriam umas 5 partes, isso baseado na escala do primeiro jogo. Quase tudo no primeiro jogo leva mais tempo do que deveria, tem muita encheção de linguiça (ainda que eu tenha gostado de alguma coisa ou outra, tipo o capítulo 4, que é totalmente filler). A missão no reator 5 leva 3 capitulos, da queda do pilar até chegar no prédio da Shinra leva mais 3 capítulos também. E essa encheção de linguiça era previsivel desde quando anunciaram que o "remake" seria dividido em partes e que a primeira se passaria só em Midgar. Não tinha como fazer um jogo de 40h só em Midgar sem fillers, então eu já tava preparado pra isso quando comecei a jogar. O fato desse projeto ser 3 partes é algo positivo, pois acho que agora não vão ter espaço pra enrolação. Eles não vão mais poder se dar ao luxo de gastar vários capítulos em um só lugar, e eu vejo isso como algo bom. Dito isso, quando essa trilogia ficar completa, os jogos estarão desbalanceados nesse sentido. Enquanto na parte 1 quase tudo é arrastado, na parte 2 talvez eles tenham até dificuldade em colocar tudo que tinha no original sem parecer rushado. É nesse sentido que vai ser desbalanceado. Por exemplo, Junon é uma área que eu poderia imaginar durando uns 2 ou 3 capitulos se seguissem a mesma estrutura da parte 1 (imaginando aqui 1 capitulo com side quests e salvando a Priscilla e o outro capitulo envolvendo a passeata do Rufus até chegar no navio). Mas como serão só 3 partes, eu imagino que cada cidade/dungeon nessa parte 2 vai ter um capítulo só. Não tem como "expandir" cada área igual fizeram na parte 1 (e de novo, acho isso bom). Mas dá pra cobrir tudo do original sim, se eles quiserem. Só não vai ter a mesma escala da parte 1. Isso tudo é claro, assumindo que realmente vão seguir a progressão do original nesse sentido. E assumindo também que a parte 2 vai ter mais ou menos o mesmo número de capítulos que a parte 1. Dá pra fazer tudo do flashback de Kalm até a City of the Ancients em 18 capitulos, mas vai ser isso que falei, coisa de 1 capítulo por área. No Resetera eu vi gente elogiando a narrativa desse jogo e falando que os dementadores foram uma ideia brilhante por parte da Square porque eles fizeram as pessoas ficarem mais curiosas pelo o que vai acontecer na história daqui pra frente. Sei que tem gosto pra tudo, mas achar que os dementadores foram uma ideia brilhante é dureza. rs Eu nunca vou entender porque tomaram essa decisão de mudar a história assim. E o pior de tudo, fizeram isso agindo de má fé com o subtitulo da parte 1, com clara intenção de iludir os fãs. É o que já foi falado várias vezes nesse tópico, os caras acertaram na parte mais dificil (gameplay, sistema de batalha) e erraram no mais fácil, que era história. Por isso esse jogo é uma decepção enorme, acho que é o maior desperdicio de potencial que já vi. E olha que a Square tem precedente em fazer remake fiel. O remake do FFIV pra DS é excelente e fiel ao original.
  3. sou uma batata

    [PS4] Final Fantasy VII Remake

    Embora eu ache que a maioria das batalhas no remake sejam boas, essa aí é uma exceção. Lembro de ter achado essa batalha contra Jenova bem entediante e arrastada. E o remix da música da Jenova é bem decepcionante, muito inferior ao original. A parte boa da música é só a fase 3 (que é justamente quando lembra mais a música do original), mas ela dura pouco porque quando a batalha chega nesse ponto, o chefe tá quase morrendo. Então eu realmente não gostei dessa batalha, tanto no ponto de vista da narrativa (fan service forçado), quanto no ponto de vista do gameplay. As batalhas que mais gostei foi contra Airbuster e Hell House.
  4. sou uma batata

    [PS4] Final Fantasy VII Remake

    Eu joguei em 2012 e achei um jogo meia boca. Sistema de batalha ruim e um vilão pra lá de tosco. Dito isso, lembro de ter achado divertido até. É um jogo curto e algumas cenas até que são legais. Graficamente era bem bonito pra epoca, pra um jogo de portátil. Trilha sonora excelente. E o final, é claro, é de longe o ponto alto do jogo. Eu acho que grande parte dessas pessoas que estão hypando esse remaster do CC é gente que gostou do Remake, mas não jogou CC pelo fato do jogo estar preso no PSP. O anúncio desse remaster não me surpreende, lembro que até comentei aqui na época que zerei o remake que era bem capaz deles fazerem um remaster de CC, já que o Zack claramente vai ter um papel muito importante nessa fanfic deles.
  5. sou uma batata

    [PS4] Final Fantasy VII Remake

    Isso é certeza. Principalmente se a consulta fosse feita antes da parte 1 ter sido lançada. Hoje eu vejo muita gente dizendo que achou interessante eles mudarem o enredo, mas se fizesse uma pesquisa lá em 2015, quando anunciaram o remake, perguntando se achariam ok fazer mudanças que cogitam coisas do tipo a Aerith sobreviver, Zack sobreviver, Sephiroth viajante do tempo, etc, eu tenho certeza que a maioria esmagadora da fanbase acharia isso um crime por parte da Square.
  6. sou uma batata

    [PS4] Final Fantasy VII Remake

    O capítulo 17 tem escrita medonha também. Eu ainda acho que aquela sequência toda do presidente da Shinra pendurado ali sem motivo algum até a morte fake do Barret talvez seja a cena mais grotesca do jogo, superando até o capítulo 18. Pra completar ainda jogaram uma batalha contra Jenova super forçada ali, fan service total. No geral, eu achei que a qualidade da escrita do jogo cai drasticamente nos três último capítulos, ali começam a aloprar muito mais. Voltando a parte 2, uma coisa que a Square sempre teve problema com essas produções AAA desde que entramos na era HD é que ela tem se mostrado incapaz de fazer RPGs com muitas cidades, como fazia antigamente. O lado bom desse projeto ser três partes é que, na teoria, eles não vão ter mais tanto espaço assim pra botar encheção de linguiça como fizeram na parte 1. É bem provável que esse Rebirth vá até o final do evento do disco 1 do original. Se isso acontecer, vão ter muitas cidades pra Square colocar aí e quero ver se vão finalmente conseguir fazer algo decente nesse sentido. Seria o primeiro RPG de porte AAA dela com muitas cidades desde a transição pra era HD (pelo menos que eu lembro, se eu tiver esquecendo algum jogo, podem avisar). Se bem que FFXVI vai lançar antes e aí quem sabe esse jogo consiga fazer isso. FFXV foi uma decepção enorme nesse sentido. FFVIIR só tinha três "cidades" (setor 7, setor 5 e Wall Market), mas até aí tudo bem, porque Midgar é só isso mesmo. Mas agora não tem pra onde correr, são muitas cidades e eles vão ter que incluir quase tudo na parte 2. Isso tudo é claro, considerando que pelo menos o grupo vai visitar todas as cidades em ordem igual no original. Nessa altura não dá pra ter certeza nem disso mais, vai saber.
  7. sou uma batata

    [PS4] Final Fantasy VII Remake

    Eu estava me referindo ao Alucard (inclusive meu quote foi em algo que se referia a ele) e a vários fãs da história do remake que vejo por aí na internet. Claro que existem exceções, e eu lembro de você dizendo que gostou do remake mesmo sabendo que mudaram a história. Porém, eu cansei de ver gente em vários foruns gringos por aí defendendo a história do FFVIIR dizendo que ela era fiel ao original, e que as mudanças que fizeram foram pequenas. Isso na epoca que o jogo foi lançado. Agora o tom mudou completamente, o que vejo são as pessoas elogiando e dizendo que a ideia sempre foi mudar tudo mesmo. O Alucard remete perfeitamente o tipo de pessoa que estou me referindo (pois eu lembro dele tentando defender a ideia que o remake não fazia mudanças drásticas), tem vários por aí com os mesmos argumentos em foruns gringos.
  8. sou uma batata

    [PS4] Final Fantasy VII Remake

    Eles não fizeram isso porque aí as pessoas iam pensar que seria apenas outro spin-off da compilation. Colocar o subtitulo "remake" ali é bem mais impactante e, sim, eles foram super maliciosos. No fim das contas deu certo porque gerou o hype que eles tanto queriam. Não é a toa que eles usaram o subtitulo de "remake" justamente na parte 1. Tinha que ser na parte 1 pra enganação dar certo. É engraçado como os fãs da história do FFVIIR faziam de tudo pra justificar que o jogo era fiel ao original sim, que não houveram mudanças drásticas na história, etc... mas agora essas mesmas pessoas estão falando que a intenção do negócio sempre foi mudar a história toda mesmo. Você vê que a narrativa muda conforme convém. Agora que tá mais do que claro que vão ter mudanças ainda maiores na parte 2, o argumento muda pra totalmente pra defender o que esses caras tão fazendo.
  9. sou uma batata

    [PS4] Final Fantasy VII Remake

    Esse recado do Nomura sobre o porquê da parte 1 ter se chamado "remake" já deixa claro qual era ideia deles desde o inicio. Os caras foram MUITO sacanas, mas admito que foram geniais também. O "remake" não é uma descrição do jogo (isto é, não é, e nem nunca foi pra ser fiel ao original), e sim um mero subtitulo. Só que eles usaram de forma ambigua. O subtitulo "remake" na verdade remete a ideia de "refazer/recriar o destino", que é exatamente a mensagem que o final da parte 1 passa. Ou seja, nunca teve nada a ver com ser um remake do original, mas os caras usaram o subtitulo malandramente pra criar hype iludindo os fãs, sendo que a ideia pro subtitulo era outra completamente diferente. São uns canalhas, mas foram espertos demais. Ah, e ontem lembrei dessa entrevista deles um pouco depois do lançamento da parte 1. Destaco essa resposta do Kitase: —If we follow this Remake’s story, then the next installment might have major changes compared to the original, right? Kitase: I’ve talked about this extensively with Nomura, but I’m sure fans of the original are expecting to revisit familiar locations and scenes, so we have strong feelings to not stray away from that. From here on out, we’re not drastically changing the story and making it into something completely different than the original. Even though it’s a Remake, please assume that FF7 will still be FF7 as usual. https://aitaikimochi.tumblr.com/post/616804865416527872 Kitase é ou não é um baita cara de pau?
  10. sou uma batata

    [PS4] Final Fantasy VII Remake

    Bom, o jogo nem é mais chamado de "remake". Eles já gastaram a cartada do "remake" na parte 1 pra gerar hype enganando os fãs. Agora finalmente eles vão aloprar de vez com a história, e essa era a intenção deles desde o ínicio. Honestamente, aquele Ever Crisis me impressionou MUITO mais. Se o remake fosse simplesmente aquele jogo (sem as porcarias de gacha, é claro), eu já ficaria muito satisfeito. Uma pena que vai ser só pra mobile. Ah, e o fato do Ever Crisis parecer ser totalmente fiel ao original só me faz ter mais impressão ainda que esse "Rebirth" ai vai mudar tudo. A ideia que tive é que quem quer algo fiel ao original, jogue Ever Crisis. O "remake" AAA mesmo é fanfic.
  11. sou uma batata

    Final Fantasy XVI

    Não foi pelo combate, e sim pela ambientação sombria e o fato de controlar um personagem. De qualquer forma, não foi uma crítica, eu tô achando a ambientação interessante pelo que vi até agora. Só parece bem diferente de qualquer FF. Mesmo comparado ao FFT e FFXII (que devem ser os que mais lembram esse XVI em ambientação) eu acho que tá bem diferente. Agora, o combate em si preocupa, nessa parte ainda não estou totalmente convencido se vai prestar. Mas como falei, se acertarem em todo o resto, é capaz de eu gostar do jogo mesmo assim.
  12. sou uma batata

    Final Fantasy XVI

    Em alguns momentos pareceu mais um jogo souls like do que um FF. Estou preocupado com o sistema de batalha, olhando assim não me impressionou muito. E tá cada vez mais claro que vai ser o primeiro FF numerado de combate solo, sem uma party. Não sei bem o que pensar sobre isso, é bem estranho um FF de combate solo. Mas estou no hype, tem muita gente boa por trás desse jogo, dá pra ter esperança que vem algo bom por aí. E mesmo que o sistema de batalha acabe não me agradando tanto assim, se o jogo for bom em outros aspectos talvez eu já fique satisfeito. No mais, um pouco decepcionado que só vai lançar lá pra meados do ano que vem. Tinha muitos rumores de que poderia sair esse ano ou no máximo no inicio do ano que vem. Acho que isso significa que FFVIIR-2 tá bem distante ainda, chuto que lança lá pra 2025.
  13. sou uma batata

    Xbox Series S/X

    Tô sentindo que a próxima é alguma japonesa... Square, Capcom ou Sega.
  14. Não posso falar muito porque só fui ter o PS4 no inicio de 2020 e vendi meses depois pra abater parte do valor do PS5. Então eu não tava tão acostumado com o sistema operacional a ponto de notar esses pequenos detalhes. Pra mim tanto o do PS4 quanto o do PS5 cumprem bem o papel. Pra mim o PS5 tá valendo muito a pena, mas eu perdi a geração do PS4 quase que inteira, então tô jogando muita coisa de PS4 no PS5. Pra esse tipo de usuário acho que o PS5 vale muito a pena. E como falei, ainda tive a sorte de vender o PS4 e abater parte do valor. Unico incomodo é aquele bug do indicador de bateria do dualsense mesmo, acho que só eu tenho isso e é algo que aconteceu do nada. Quando aparece o alerta de bateria fraca, eu já sei que ainda vai durar umas 3-4 horas se for um jogo de PS4. Talvez um reset de fabrica resolva o problema, mas não queria fazer isso. Vou aguardar o próximo update do sistema operacional.
  15. sou uma batata

    O que vocês estão jogando, pederastas?

    Eu joguei pouco dessas batalhas extras, acabei preferindo jogar outra coisa. Quando digo que o jogo é fácil demais, me refiro as batalhas obrigatórias da história mesmo. Mas enfim, não considero isso um grande problema, já que o foco do jogo é a história.
×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..