Ir para conteúdo
Gvalentine

= Filmes de Terror =

Posts Recomendados

Em 28/11/2021 em 18:50, Cyco disse:

Esse filme do Wright dividiu opiniões mas tô curioso pra ver porquê afinal, eu tb sou fã, estou cogitando ver no cinema essa semana.

 

 

Gostei tb, mais suspense que terror, achei a maneira como eles representaram a assombração bem criativa até e a história é muito boa, com vários aspectos psicológicos e simbólicos. 

 

 

  Ocultar spoiler

aquele detalhe do coisa ruim aparecer como formas criadas pelos objetos da casa achei muito foda, como se a casa em si fosse parte do mal e o fato do ex-marido satanista serial killer ser o arquiteto que a construiu tb ajuda a amarrar essa idéia. Ela descobrir que era casada com um assassino também foi outro detalhe que achei muito interessante e isso não tá muito fora da realidade, pelo menos dois serial killers famosos, o Ted Bundy e o BTK tinham uma vida dupla, uma esposa e família aparentemente perfeitos pra acobertar seus crimes.

 

pelo q entendi,

ele so matou as moças pra tentar salvar ela. n q ele fosse um serial "normal". tb foi se aprofundar nas bruxaria por isso

  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post

Vi o filme do RE.

Legalzinho. Fizeram estilo filme de zumbi dos anos 80. Ficou legal.

 

O único problema é que, por algum motivo, transformaram o Leon num idiota que não sabe nem usar uma shotgun.

 

Compartilhar este post


Link para o post

Depois de um atraso gigante por causa da covid e tudo o mais, finalmente vi o Antlers, filme de monstro produzido pelo Del Toro que ganhou o titulo horroroso de "espíritos obscuros"

 

Tem pontos fortes, ótima atmosfera, o moleque principal é bom ator e transmite o sofrimento que passa de uma maneira bastante convincente, o uso de cgi foi mínimo e os efeitos práticos são mais presentes com um bom e velho bonecão e prostéticos de responsa, mas achei que o roteiro escorrega na segunda metade. O principal problema comigo foi que não souberam estabelecer a mitologia de uma maneira mais natural com o resto da história, acabam jogando tudo de uma vez com um professor-enredo super preguiçoso, jura que ninguém teve uma idéia melhor do que o clichê do índio velho sábio? Tipo de coisa que enfraquece o filme, ainda mais depois de ver a protagonista tomando umas decisões inteligentes pra um filme de terror minutos antes. Apesar de um potencial meio desperdiçado tem coisas aqui que eu gostei.

 

5159751.jpg

Editado por Cyco
  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

images?q=tbn:ANd9GcT8666_OhgF5gXBpPsO17E

 

Esse filme é uma comédia de terror norueguesa (ou sueca?), Que achei bem bacana e bem violenta, premissa clássica do casal que vai pra casa de campo só que aqui o marido quer se livrar da esposa e as coisas escalam de um jeito absurdo, os atores estão ótimos e o roteiro é bem esperto com as revelações. Só avisando que se resolver assistir com alguém sensível pode ser um pouco mais pesado que o habitual.

 

 

e o genial é que eles mesmos tiram sarro com uma possível versão Hollywoodiana do filme, refazendo no final a cena do estupro de uma maneira bem mais comercial.

Editado por Cyco

Compartilhar este post


Link para o post

Vi dois bem interessantes, a produção franco americana The Deep House parte da seguinte premissa "e se a casa mal assombrada estivesse debaixo d'água?" Casal de youtubers que visita lugares abandonados resolve investigar as ruínas de uma cidade coberta por um lago e claro que encontra mais do que esperava. Se não fosse o gimmick talvez acabasse sendo um filme meio genérico, mas se o roteiro não é dos mais criativos os realizadores tentam extrair o máximo da idéia sem se amarrar a convenções de found footage, as limitações de movimento, ar etc ajudam a aumentar a tensão. Se a edição abusasse menos da confusão visual eu teria gostado mais, ainda assim achei divertido e bem realizado.

 

the-deep-house-french-movie-poster.jpg

 

Mas o que eu mais gostei foi dessa produção irlandesa distribuída pelo Shudder, Caveat. Cara precisando de grana topa um trabalho com todo jeito de roubada, quem nunca não é mesmo? Ele vai dar uma de babá pra sobrinha de um amigo, a adolescente acabou de perder os pais, tem problemas mentais e o tio não quer que ela fique sozinha, contar mais é estragar. Ao contrário do Deep House que não seria possível sem uma produção mais elaborada, Caveat é uma aula de cinema econômico, extraindo o máximo de tensão com o mínimo, só usando escuridão, sons, atores bons e uma direção e montagem espertos, te deixa o tempo inteiro tentando adivinhar o que vai acontecer e tem uma atmosfera sinistra do início ao fim.

 

images?q=tbn:ANd9GcQatfVrYQ83iKqXiURuMz8

Compartilhar este post


Link para o post

Vi esse Vicious Fun que tá no HBO Max, é uma comédia de terror sobre um nerd que, desconfiado que a garota que ele gosta tá saindo com um cara casado, segue o rival no intuito de dar um flagra e acaba descobrindo que o cara é um serial killer que participa de um grupo de apoio pra assassinos. Claro que ele acaba sendo perseguido por todos eles.

 

A maioria das atuações e caracterizações é bem afetada e caricata e isso pode irritar alguns, acho que quando eles não estão sendo muito forçados é divertido e o filme tem várias boas sacadas, o gore varia com alguns efeitos bons e outros ruins mas como o filme todo não se leva muito a sério vc acaba relevando isso e alguns furos da história. Não é um Bloody Hell mas dá pro gasto.

 

images?q=tbn:ANd9GcQHd7yQTJ6nkRGsEoVo8C6

Compartilhar este post


Link para o post
Em 24/12/2021 em 11:40, Kenshin Br disse:

Vi o filme do RE.

Legalzinho. Fizeram estilo filme de zumbi dos anos 80. Ficou legal.

 

O único problema é que, por algum motivo, transformaram o Leon num idiota que não sabe nem usar uma shotgun.

 

 

Putz chapa não gostei desse RE novo, sou chato eu sei, mas no começo eu tava até curtindo essa vibe mais anos 80 e nem me incomodou tanto o Leon maconheiro, pelo menos tentaram dar a ele uma personalidade e no geral acho que foi até um upgrade em relação aos filmes antigos do Paul WS Anderson, mas é nivelar bem por baixo, né? O melhor personagem é o chefe de polícia babaca que é interpretado por um ator veterano lá que é super carismático, a cena dele no carro tentando fugir da cidade foi a mais divertida e bem realizada, mas quando o ponto alto do filme é sobre um personagem completamente secundário que vc não dá a mínima temos problemas hahahaha!

 

Concordo com uma crítica que eu li que tentaram xuxar os dois primeiros jogos em um filme só, mas não tinham dinheiro nem roteiro pra fazer direito, tem muito personagem que não serve pra nada e ficou tudo corrido e meio tosco, o monstro final lá parece aqueles CG de filme trash do sci fi channel. 

Compartilhar este post


Link para o post

novo da A24 dirigido pelo Alex Garland de Ex-Machina e Aniquilação, parece um mind fuckery cremoso e eu gosto muito dos filmes do Garland.

 

 

saiu o teaser do filme do Jordan Peele tb NOPE, mas é melhor esperar o trailer propriamente dito, o teaser só mostra cenas dos filmes anteriores dele e uns dois segundos de atores olhando pra cima.

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

Agora saiu o trailer do Nope, que vai receber o titulo nacional " Não, não olhe!" É sério

 

 

 

 

Editado por Cyco

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

um dos canais brazucas de terror que eu mais gosto

 

 

X - direção Ty West produção da A24

Don't Worry Darling - dir Olivia Wilde com a Florence Pugh do Midsommer

Hatching - produção Finlandesa bizarrinha

Hellraiser - mesmo diretor de The Night House, será que vai revigorar a franquia depois de tanto filme ruim?

Nope - Jordan Peele

Fresh - Dir Mimi Cave

The Sadness - produção Taiwanesa sanguinolenta

 

Sexo parece ser o tema do ano, tirando Nope e Hatching todos os outros tem alguma coisa a ver com putcharia

 

menções fora da lista

Disappointment Boulevard - novo do Ari Aster porquê parece ser uma comédia 

The Northman - novo do Robert Eggers porquê parece mais uma aventura

Dark Glasses - do Dario Argento porquê o velho não tá numa boa forma

 

 

esse ano já começou bem com a boa recepção do novo Pânico e o tal Black Telephone, novo filme do diretor do ótimo A Entidade, tb parece estar agradando, tem tb o Halloween Ends que não se sabe se vai redimir essa nova fase depois da decepção com o segundo filme.

 

edit: eita, voltou o lance de mesclar posts seguidos

 

Assisti a tentativa de revitalizar o Massacre da Serra Elétrica da Netflix, subtítulo: O Retorno de Leatherface, o filme é meio que uma bagunça mas entrega bastante sangue pelo menos, eles pegaram a idéia do novo Halloween de trazer a sua final girl original para um novo confronto com o seu monstro, mas apesar de usarem isso como promoção (porquê nostalgia tá em alta) é uma subtrama beeeeem superficial que deveria ter sido apenas uma espécie de easter egg pra fãs, o filme na verdade é um olhar cínico pra novas gerações, você tem um grupo de jovens startupeiros, influencers e liberais, que literalmente compram um vilarejo em decadência no coração do Texas, com planos de transformar o lugar em um refúgio pra novos ricos, é nítida a vontade dos realizadores de dar uma zoada nos arquétipos que surgiram recentemente, na polarização e eu até aprecio a tentativa de comentário social, acho que o Tobe Hooper se tivesse vivo faria algo assim com a franquia hoje, a história é uma idéia do Fede Alvarez (de Homem nas Trevas e o Evil Dead remake) que tb produz, mas daí o filme que aparentemente seria uma continuação direta do primeiro Massacre, ignora praticamente tudo o que aconteceu no original, uma das casas que eles compram funcionava como um orfanato e adivinha quem era o único morador do lugar junto com a proprietária? óbvio, é o Leatherface.

 

Nem é um spoiler, pois tudo o que descrevi acontece logo nos primeiros minutos, mas não se sabe como ele foi parar ali nem o que aconteceu com sua família de canibais, o tom do filme é muito diferente e ele poderia muito facilmente ser um slasher novo (talvez o hate que esteja recebendo fosse até menor), é bem filmado com planos visualmente bem compostos e efeitos práticos de gore muito bons, mas o roteiro é tão perdido em suas ambições que acaba irritando os fãs e fazendo outros darem risadas, eu particularmente ri bastante, as mortes são elaboradas e todos os personagens são descartáveis, o filme me pareceu tentar criar mais empatia com o Leatherface na verdade, as duas irmãs protagonistas são as únicas com um pouco mais de desenvolvimento, uma sendo sobrevivente de um massacre em um colégio, criando um paralelo com a final girl do filme original, até uma boa idéia mas estraga tudo com uma cena final completamente nonsense que força a barra pra deixar porta aberta pra uma franquia. 

 

Pra mim, o "Rejeitados pelo Diabo" do Rob Zombie parece muito mais uma continuação do Massacre original do que todas as sequels que lançaram, mesmo assim, esse Massacre da Netflix ainda consegue se sair melhor que a tentativa anterior, entitulada Leatherface, pra vc ver como está a situação, acho que só não tá pior que o Hellraiser.

Editado por Cyco
  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post

Se eu que não sou muito fã gostei, entendo porquê os verdadeiros tavam empolgados com esse novo Pânico (2022), os diálogos e roteiro são bem espertos e visivelmente feitos por fãs de terror (os diretores roteiristas foram responsáveis por VHS e o divertido Casamento Sangrento) eles citam até filmes modernos de terror tipo Babadook e Hereditário. Esse negócio que tá na moda agora de trazer o elenco original e um novo num grande reboot nostálgico é um baita caça níquel mas funcionou porquê respeitaram a idéia metalinguistíca do Wes Craven, demonstram um bom conhecimento dos elementos da série que funcionaram e os que não funcionaram também e se divertem com isso, de quebra ainda deram uma modernizada no filme aumentando a dose de violência. O ponto fraco é que os personagens novos são bem pouco interessantes, se eles pretendem fazer uma continuação com eles temo que vão precisar de mais criatividade.

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

O Fresh já vazou, estreou simultaneamente lá fora no hulu e cinema, eu gostei mas esperava que fosse bem mais pesado pelo que eu tinha lido, talvez dependa da sua tolerância com o assunto mas achei leve no gore e fiquei mais tenso pela expectativa do que pela realidade. No começo parece uma comédia romântica, moça não tem muita sorte com encontros de aplicativos até que, no melhor estilo novelinha (e tenho certeza que é intencional) conhece um cara bonitão e engraçado num supermercado, trocam telefones e vc já sabe que vai dar merda porquê é um filme de terror, mas o que rola depois disso é menos previsível e talvez seja melhor saber o menos possível. Eu curti bastante, achei irônico, inteligente e fiquei envolvido o tempo todo, tem basicamente só três atores e estão todos bem, a direção é bastante estilosa e confiante, não conhecia essa diretora. Pode ser um bom filme pra um date huahuahua

 

p21656636_v_h8_aa.jpg

 

 

ok, se vc quer saber do que se trata: o cara é um pisco canibal, que ganha uma fortuna vendendo carne humana pra outros ricaços canibais, como ele é cirurgião sabe fazer os procedimento pra manter as pessoas vivas e vai cortando elas aos poucos pra carne ficar sempre fresca, é bem doentia essa premissa mas o filme não é apelativo.

Editado por Cyco

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

Nossa, descobri que a diretora do Fresh é estreante, nem parece, promissora.

 

Assisti um tal "Exorcismo Sagrado" (Exorcism of God 2021) que está nos cinemas agora (mas já tem na baía dos piratas) e dividindo opiniões, estou mais no campo 'filme ruim' porém não vou negar que me prendeu. Um padre em missão no México uns vinte anos atrás acaba se envolvendo em uma sessão de exorcismo que dá certo mas tem consequências pra todos os envolvidos, eles tentam retomar suas vidas até que o demônio retorna no corpo de outra mulher num presídio. O filme até tem umas reviravoltas criativas e algumas maquiagens legais, parece o trabalho de um pessoal que realmente curte o que tá fazendo mas falta uma experiência ou domínio da coisa, resultando num filme que nunca decola. O elenco é meio fraco mas isso não seria um problema se assumisse logo o lado trash que surge mais pro final, tipo o que o Maligno soube fazer mas aqui não funciona tão bem. Chapas, não acho que vale o torrent a não ser que vc esteja muito a fim de um terrorzim e não tiver mais nada pra ver.

Editado por Cyco

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

Assisti o filme de terror dos Foo Fighters "Studio 666" e é pior do que eu esperava :lolmor: 

 

O executivo da gravadora está botando uma pressão pra banda produzir seu novo disco e eles alugam uma casa onde o vocalista de uma banda teve um surto e matou todos os outros membros anos atrás, nem vou colocar spoiler tags pois ninguém mais vai querer ver esse filme huaaaaa, mas o cara tava fazendo rituais satânicos e acabou possuído por um coisa ruim e é lógico que vai acontecer o mesmo com o Dave Grohl, que quer terminar o trabalho que o outro começou sem saber que tudo é na verdade um plano do dono da gravadora pra salvar o rock n roll (!!)

 

Se fosse tipo um especial de Halloween pro VH1 ou coisa parecida acho que teria sido menos constrangedor, é claro que os membros da banda não são atores e estão meio sem jeito fora do seu meio, apenas o Dave parece estar se divertindo um monte, acho que perderam a chance de fazer uma coisa mais doida, talvez um musical rock com gore, até tem bastante sangue, efeitos marromenos mas às vezes a tosquice ajuda a ficar mais engraçado, só que mesmo filme trash tem que ser muito criativo e movimentado pra se sustentar, infelizmente, as poucas boas idéias e cenas engraçadas estão espalhadas em uma hora e 45 minutos que se arrastam.

 

Uma pena que o bagulho flopou, ainda mais em vista dos acontecimentos recentes chega a ser até um tanto ofensivo pra memória do Taylor, bad timing. 

 

edit: esqueci de dizer que o filme tem cameos do Kerry King, guitarrista do Slayer, do Lionel Ritchie e até do John Carpenter

Editado por Cyco

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

Depois do ótimo 'Caveat' a Irlanda acerta mais uma e logo em um filme de lobisomem, algo que raramente rende algo que preste. Não conhecia esse diretor Sean Ellis, que também escreveu e fez a fotografia, o cara é bom viu, ele aproveita os mitos mas cria algo diferente em cima e de quebra faz um vínculo com a Besta de Gévaudan, um documentado caso verdadeiro que assombrou a França do século 18, hoje em dia se descobriu que as mortes foram causadas por uma hiena que fugiu de um circo mas durante muito tempo acharam que era um lobisomem.

 

O filme me pegou logo na abertura, durante a Primeira Guerra Mundial, um homem é tratado num hospital imundo em pleno campo de batalha e os médicos removem uma bala de prata do seu corpo, isso nos leva pra 35 anos antes e conhecemos a família de um latifundiário cujas terras foram invadidas por ciganos, pra se livrar do problema ele contrata uns mercenários pra assustar os ciganos mas os caras promovem um massacre e como vcs já devem ter suspeitado, os ciganos amaldiçoam o lugar antes de serem mortos. Melhor não dar mais detalhes do enredo mas o filme é dirigido com estilo e disfarça seu baixo orçamento muito bem, o uso de CGI é discreto felizmente, com maquiagens gore muito boas e um elenco competente de desconhecidos. Só faltou um melhor desenvolvimento dos personagens, seria legal se tivesse um pouco mais de humanidade ali pra fazer vc se envolver com eles, o que tem um pouco mais de detalhes é o patologista que aparece na região e se torna o protagonista ao encabeçar a caçada pela criatura.

 

Acho que o que mais me incomodou foi que o gancho inicial não foi melhor aproveitado, depois de toda a história eu tava esperando ele ao menos se transformar de novo assim que a bala foi removida mas isso nunca é mostrado e nem insinuado, depois que sabemos da história toda o filme simplesmente acaba tornando o prólogo meio sem sentido. Mas não chegou a estragar o filme pra mim, tem uma cena muito boa em que o patologista faz uma autópsia da criatura e vemos a vítima sair de dentro dela nuns efeitos práticos a la The Thing que achei ducaralho. Eu vi no imdb que o Sean Ellis tem uns outros dois filmes de gêneros diferentes (um deles com o Cillian Murphy até), mas se ele voltar a fazer terror fiquei interessado.

 

the-cursed.jpg?resize=700,1024&ssl=1

Editado por Cyco
  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

Assisti o The Sadness, filme taiwanês de zumbi dirigido pelo estreante Rob Jabbaz que é canadense, tava fazendo barulho nos festivais e por pouco o filme não é um clássico instantâneo, tem ousadia, um criativo twist na fórmula e muito, muuuito sangue. Mas falta roteiro, os personagens têm zero desenvolvimento e as situações são meio nonsense então não espere um novo Train to Busan, o filme é meio trasheira mesmo mas é divertido e com bons efeitos, além de um senso de humor dos mais dementes.

 

A história é simples, o casal protagonista inicia sua rotina mas logo após se separarem a cidade onde moram é devastada por uma epidemia bizarra, daí eles iniciam uma corrida pela sobrevivência pra se reencontrar. Os infectados aqui não são zumbis tradicionais, nem pela última moda de zumbis velozes que o Extermínio iniciou, é como se as pessoas mudassem uma chave no cérebro e perdessem todas as inibições e noções de moral, dominados por impulsos primitivos de violência e sexo, assassinando e estuprando quem está pela frente, eles não são irracionais mas 100% "do mal" e em algumas cenas vemos eles torturando e praticando canibalismo também, o filme é no limite do mau gosto mas não é tão explícito, mesmo assim não vai ser fácil de assistir pra quem não tá acostumado aos Evil Deads e Fome Animal da vida.

 

images?q=tbn:ANd9GcSjVC8LGFVsy9eehwFuxmu

 

já vazou o X também, avisando.

 

edit: aproveitando, é de Taiwan também o clássico trash 'Story of Ricky' (1991), vale muito a pena garimpar essa pérola da comédia gore que é baseada num mangá do mesmo criador de Hokuto No Ken (Fist of the North Star)

Editado por Cyco
  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post

Esse plot e tipo de zumbi é quase o mesmo de Crossed, um quadrinho do Garth Ennis. O treco é bem perturbado e torture porn.

  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

Não conhecia esse quadrinho e fui verificar, é exatamente como os infectados agem, inclusive achei um review aqui que cita o Crossed mas não sei se rolou uma inspiração direta. Tem uma cena no The Sadness que é de um humor negro abissal, a uma certa altura um dos infectados enfia o cabo de um guarda chuva no olho de uma mulher, mais tarde ele a reencontra e estupra o buraco que fez no olho, parece que nesse crossed tem uma cena quase igual. Apesar da descrição ser horripilante o diretor é esperto suficiente pra não atravessar um certo limite, a primeira cena de ataque é mais tensa e já estabelece que o filme vai ser gore, mas já na segunda ele extrapola o realismo e estabelece que aquilo ali não é pra ser levado tão a sério e isso deixa ele livre pra passear por situações extremas. Há também inevitáveis comparações e tiradas com a epidemia de covid é claro, não tem como satirizar pandemias de agora em diante e não aproveitar o que todo mundo pôde experimentar de verdade. 

 

Estou gostando cada vez mais do filme a medida que penso nele, estava com uma expectativa enorme por causa do hype e isso sempre atrapalha.

Editado por Cyco

Compartilhar este post


Link para o post

 

 

David Cronenberg

 

O cast e o diretor geram hype coisa e tal. 

 

  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

Cronenberg voltando ao sci fi body horror não tem como perder, esperando aqui um mindfuck cremoso

 

 

dfb4d9a5e7aa2906f9f9a4466daeffe0_XL.jpg?

 

Apesar de ser produzido pela A24 esse filme é um terror mais convencional, mas nem por isso menos bem realizado e ousado, talvez o diretor Ti West que é mais conhecido pelo V/H/S tenha tido bem mais controle e liberdade criativa com eles do que teria em outros estúdios, já que é um filme que pede altas doses de nudez além do sangue. X é um slasher bem original e divertido, em 1979 uma equipe de filme pornô aluga uma locação numa fazenda e logo se estabelece um clima meio desconfortável com o casal de velhos dono do lugar, claro que as coisas vão escalar pra violência mas o diretor constrói bem as expectativas e leva bastante tempo até começarem as mortes, o que pode incomodar os menos pacientes, mas me prendeu a atenção. Apesar do baixo orçamento é um filme estiloso, que usa bem suas influências de cinema exploitation e video nasties da época, além de algumas homenagens a clássicos mas sem ser apenas mais uma viagem nostálgica, o elenco é bom tb, especialmente as atrizes que têm os papéis mais interessantes.

 

Uma coisa que me incomodou tem que ser comentada em spoilers, a atriz que faz a velha é a mesma que faz a principal com uma maquiagem pesada e apesar dos melhores esforços de ambos eu não consegui evitar de perceber que era uma pessoa nova maquiada como velha e isso me tirava do filme, mas acho que esse é um problema mais comigo do que outra coisa hahaha. Soube que o Ti West já está com uma sequel quase pronta e deve ser lançada mais pro final do ano, eu acho que o filme não precisava mas se ele tiver uma boa história eu vejo.

 

Recomendo não ver o trailer, eles praticamente contam o filme inteiro nele.

 

 

Editado por Cyco

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)
Em 16/04/2022 em 14:53, Cyco disse:

Não conhecia esse quadrinho e fui verificar, é exatamente como os infectados agem, inclusive achei um review aqui que cita o Crossed mas não sei se rolou uma inspiração direta. Tem uma cena no The Sadness que é de um humor negro abissal, a uma certa altura um dos infectados enfia o cabo de um guarda chuva no olho de uma mulher, mais tarde ele a reencontra e estupra o buraco que fez no olho, parece que nesse crossed tem uma cena quase igual. Apesar da descrição ser horripilante o diretor é esperto suficiente pra não atravessar um certo limite, a primeira cena de ataque é mais tensa e já estabelece que o filme vai ser gore, mas já na segunda ele extrapola o realismo e estabelece que aquilo ali não é pra ser levado tão a sério e isso deixa ele livre pra passear por situações extremas. Há também inevitáveis comparações e tiradas com a epidemia de covid é claro, não tem como satirizar pandemias de agora em diante e não aproveitar o que todo mundo pôde experimentar de verdade. 

 

Eu nem  li o quadrinho, só vi esses review/resumo que tem pela net (Spookyrice e me dei por satisfeito, até pq a "graça" parece ser a violencia ultra exagerada, sem muito proposito, então parar pra ler é demais, só ver as imagens já satisfez minha curiosidade.

Editado por Lucs

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

Dois filminhos obscuros que eu vi

 

Dashcam (2021) - novo do diretor de Host, aquele divertido terror feito em skype que foi filmado em pleno Lockdown na casa dos atores, aqui ele continua experimentando com o tema e o estilo. Uma blogueira negacionista resolve transmitir sua viagem à Londres ao vivo no auge da pandemia, chegando lá ela inferniza a vida de um amigo mas sua atitude acaba colocando ambos em uma situação bizarra de horror. O diretor fez o filme inteiro com celulares no formato de uma série de lives, o sucesso de Host lhe garantiu mais grana pra efeitos visuais e cenas complexas, pena que faltou esmero maior no roteiro pois suas boas idéias são jogadas na tela sem muito cuidado, a atriz se esforça pra fazer uma caricatura de extrema direita mas esse tema tem nada a ver com o terror que eles encontram e isso acaba deixando tudo mais sem nexo e gratuito, uma pena pois as cenas de gore e tensão foram até boas. Host funciona melhor pela simplicidade, aqui acho que ele tentou fazer coisa demais e perdeu a mão.

 

Coming Soon (2008) - filme tailandês que passou meio despercebido. A equipe de um cinema está se preparando para a estréia de um novo filme de terror, só que eles não contavam que a criatura sobrenatural do filme começa a atacar as pessoas fora das telas. A idéia é criativa e a história reserva algumas surpresas, mas o horror em si tá meio datado, com jumpscares e aquela cena da assombração que abre uma boca grande que já virou clichê. Uma curiosidade pra quem curte terror asiático, mas não achei tão bom quanto o cara que recomendou fez parecer.

 

Editado por Cyco
  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

Vi Hatching (2022), parece que tão traduzindo como 'Incubação' e é a sensação que veio da Finlândia, deve ser o primeiro filme desse país que eu vi e acho que a diretora chegou perto de criar um pequeno clássico, mesmo que algumas partes não funcionem tão bem. Tinja é uma menina magricela que se esforça pra agradar a mãe, uma figura egoísta que comanda a família como um CEO, até que um dia Tinja encontra um ovo no meio da floresta e resolve cuidar dele. O filme é sustentado pelas atuações fortes das atrizes e bons efeitos práticos e maquiagem, a criatura é ao mesmo tempo repulsiva e cativante e a duração enxuta de pouco mais de hora e vinte acabam superando alguns aspectos menos eficientes do roteiro, especialmente o final.

 

 

O filme pertence aquele subgênero de terror alegórico que ficou mais marcado pelo recente Babadook, o monstro é a manifestação dos transtornos da menina, ela alimenta a criatura com seu vômito, o que é uma clara alusão à Bulimia já que sua mãe exerce uma pressão psicológica enorme para que ela mantenha uma imagem de bonita e vencedora, outra coisa é que à medida que a história avança o monstro vai aos poucos se modificando e se revela um doppleganger da menina, no final ela morre e o monstro toma o seu lugar, o que tb pode ser visto como uma metáfora pra adolescência e como a criação deturpada dela vai refletir no resto da sua vida. Aliás, o maior defeito do filme é justamente esse clímax, não foi o suficiente pra estragar tudo pra mim mas é uma sequência meio tosca e não é porquê a diretora não saiba fazer esse tipo de cena tensa, mas a menina morre de uma maneira tão boba que me deu a sensação de que eles ficaram sem dinheiro e tinham que resolver rápido essa luta final.

 

images?q=tbn:ANd9GcQDoVFGj-itw7h3U1dGeYW

Editado por Cyco
  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Visualizando este tópico:   0 membros online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..