Ir para conteúdo
Bram

SQUARE-ENIX TOPICÃO OFICIAL

Posts Recomendados

 

39 minutos atrás, Bram disse:

Se vcs gostam daquela jogabilidade travada de VS baseada em ataques de miss eternos, quem sou eu pra julgar?

 

Nem precisei perguntar, mas tava na cara q n entendeu nem utilizou 10% do sistema de fraquezas e crafting do jogo. Isso é até normal, pq ele é bem convoluto e mal explicado (isso sim um defeito real), mas é só mais uma atitude Alucardiana de falar besteira sem saber direito do q ta falando. Ainda bem que passeii o wiki de The Last Remnant, se n ia ser mais um jogo q vc ia xingar sem entender muito porque.

 

"n gosto então é ultrapassado" (ultrapassado n é questão de achar ou baseado no gosto pessoal); "se o jogo é tão bom pq n teve continuação (continuação n é sinonimo de qualidade, pq se n Velozes e Furiosos, Transformers e Resident Eviil estão entre os melhores filmes já feitos da face da terra).

 

Com tanta simplicidade e argumento sem pé nem cabeça, fica muito dificil evitar a comparação.

Editado por Lucs

Compartilhar este post


Link para o post
10 minutos atrás, Lucs disse:

 

 

Nem precisei perguntar, mas tava na cara q ele n entendeu nem utilizou 10% do sistema de fraquezas e crafting do jogo. Isso é até normal, pq ele é bem convoluto e mal explicado (isso sim um defeito real), mas é só mais uma atitude Alucardiana de falar besteira sem saber direito do q ta falando. Ainda bem que passeii o wiki de The Last Remnant, se n ia ser mais um jogo q vc ia xingar sem entender muito porque.

 

"n gosto então é ultrapassado" (ultrapassado n é questão de achar ou baseado no gosto pessoal); "se o jogo é tão bom pq n teve continuação (continuação n é sinonimo de qualidade, pq se n Velozes e Furiosos, Transformers e Resident Eviil estão entre os melhores filmes já feitos da face da terra).

 

Com tanta simplicidade e argumento sem pé nem cabeça, fica muito dificil evitar a comparação.

 

Caraz deixa de pira. Não é questão de não entender, eu nao gostei do game. Da mecanica e de todo o resto. E por aqui nao foi só eu. Se vcs gostaram, ótimo, bom pra vcs.

 

E eu disse que turnos é ultrapassado para a atualidade... VS ser por turnos não é  o motivo de eu não ter gostado,  foi problema seu de interpretação porque não foi isso que eu disse.  Até porque na época eu jogava dezenas de rpgs por turnos. 

 

Eu nao gosto de nada em VS, do char, do ambiente, das musicas, e muito menos do sistema de batalha. 

 

Sua tentativa de me desqualificar me comparando à alucard não é cabivel porque ele costuma nem jogar nem terminar os rpgs que tanto critica, diferente de mim.

 

Agora, se for mais confortável pra vc imaginar que eu sou burro e não consegui entender o sistema (e por isso não gostei né), talvez fosee mais interessante me bloquear do que ler supostas burrices. Do contrário, a burrice passa a ser sua e não minha.

 

Engraçado que na época eu jogava tudo que é jogo (inclusive boa parte em JP)  mas só não fui capaz de entender VS. Tá bom.😏

 

 

Editado por Bram

Compartilhar este post


Link para o post

Normal não gostar de Vagrant Story. É um dos meus jogos favoritos mas sei bem que é um daqueles "não é pra todo mundo". Eu mesmo não fui grande fã da jogabilidade na primeira vez que joguei na época (e sim Bram, foi pq não entendi direito, e suspeito pelos seus comentários que vc não entendeu tb, tem nada de errado com isso), mas como eu adorei todo o resto do jogo, eu voltei para mais, entendi direito como jogar, e hj amo.

 

Porém, Lucs está certo quando comentou do seu argumento ridículo de continuações. É o equivalente a falar que Transformers e Velozes e Furiosos são excelentes obras cinematográficas porque tem vários filmes, mas Laranja Mecânica e Sete Samurais são ruins pq nunca tiveram sequências. Piada pronta mesmo, não dá pra levar a sério um argumento ridículo desses.

 

Editado por Strife
  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post

O mais facil é vc argumentar e n esperar q com uma frase eu tire trezentas conclusões q n estão lá.

 

Vc escreve isso "Se vcs gostam daquela jogabilidade travada de VS baseada em ataques de miss eternos, quem sou eu pra julgar?" e eu tenho q entender q vc odiou TUDO do jogo? N tenho olho de thundera pra prever o q vc n gostou, só posso assumir as coisas pelo que leio, e isso daí acontece quando n se usa as fraquezas e crafta armas certinhas pra cada tipo de inimigo. Também só se deixa de usar esse sistema se n entendeu ele uai (o q eu já disse, é super normal, até as pessoas aqui do forum q já xingaram o jogo falaram isso, e como eu mesmo apontei, isso sim é um defeito bem grande) ou se a pessoa é birrenta e n quer usar, mas ai já vira problema do player. N simplifique o jogo a algo q SÓ ACONTECE COM QUEM N ENTENDEU COMO FUNCIONA O SISTEMA DO JOGO, e espere q mesmo assim eu ache q vc entendeu.

 

Um tanto de gente n entendeu como funciona The Last Remnant e n teve medo nenhum de adimitir isso e falar q aprendeu depois (eu usei wiki caramba, devo ser burro também, se isso te consola). E de novo, isso é um grande defeito do jogo, pq pior q VS ele é muito pior explicado, isso quando há alguma explicação. Tem ZERO DE BURRICE em n entender os sistemas desses dois jogos, só na sua cabeça mesmo.

 

Acho q n sou eu que ta com problema de interpretação: me mostra onde q eu falei q vc n curtiu VS porque o sistema é de turnos. Eu só expliquei mais um motivo pra ter te comparado com o Alucard (taxar algo sobre alguma coisa baseado puramente no gosto pessoal). Se tem algum motivo maior pra vc achar turno ultrapassado, vc precisa falar, pq se n fica parecendo só birra mesmo. E tanto faz você curtir VS ou n, repare q eu só comentei depois q vc falou de novo sobre turno ser ultrapassado e depois de ter me quotado e relacionado a algo q n tinha nada a ver e eu AINDA ME ATIVE A FALAR SÓ SOBRE A SIMPLIFICAÇAO EXAGERADA SOBRE VS (mas né, problema meu de interpretação mesmo :rolleyes:).

 

A comparação foi cabivel a partir do momento q eu APONTEI de onde eu fiz essa comparação. Tem certeza q eu q tenho problema de interpretação?

 

E corta esse tom passivo agressivo ai. Vc adora sair falando o q quiser, nessa vibe "revolts de internet que fala muito palavrão mas é só zuera" e vai ficar ofendido pq te comparei com Alucard ou pq vc SUPOS Q EU TE CHAMEI DE BURRO? Imagina se eu ficasse ofendido quando vc chamou quem n curte FFVIIR de chato pra caraleo? Faça me o favor né. É mais confortavel pra mim poder discordar se eu acho q alguem falou merda e vice versa sem ter q ficar pisando em 300 ovos pq a pessoa pode viajar na batatinha se ofender. Bloquear? Isso é coisa de criança q n sabe ler opinião diferente ou n gosta de ser contestado.

 

Repare q to explicando tudo certinho exatamente pq quero continuar lendo de boa e discutindo com tu quando bem entender, mas se vc ainda achar q to te ofendendo, faz o q te deixar feliz.

Compartilhar este post


Link para o post
8 minutos atrás, Strife disse:

Normal não gostar de Vagrant Story. É um dos meus jogos favoritos mas sei bem que é um daqueles "não é pra todo mundo". Eu mesmo não fui grande fã da jogabilidade na primeira vez que joguei na época (e sim Bram, foi pq não entendi direito, e suspeito pelos seus comentários que vc não entendeu tb, tem nada de errado com isso), mas como eu adorei todo o resto do jogo, eu voltei para mais, entendi direito como jogar, e hj amo.

 

Porém, Lucs está certo quando comentou do seu argumento ridículo de continuações. É o equivalente a falar que Transformers e Velozes e Furiosos são excelentes obras cinematográficas porque tem vários filmes, mas Laranja Mecânica e Sete Samurais são ruins pq nunca tiveram sequências. Piada pronta mesmo, não dá pra levar a sério um argumento ridículo desses.

 

 

Mas não é argumento, é uma observação, tanto que no final da frase eu ratifico isso e ainda escrevo "não que fosse obrigatório".

 

Na época de PS1 bons rpgs tinham continuações ou viravam franquias, era normal. Vc deve se lembrar disso.

 

O que ocorre é que a urgência em desqualificar a opinião alheia é tão grande que tem gente que nem lê a postagem toda. 

 

Mas segue o jogo, nao to aqui no forum pra briga nao, a ideia é somar. Nao diminuir.

Compartilhar este post


Link para o post

Eu não tô brigando, Bram. Só comentei tb. Acho legal que tu voltou a jogar RPGs e comentar aqui.

 

Mas novamente, seus comentários são sim de gente que parece que não entendeu VS, e o Lucs apenas comentou. E agora tb comento, porque parece, e eu entendo bem pq eu passei pela mesma coisa, fazia os mesmos comentários que vc quando joguei VS pela primeira vez. É sério, olha como as partes que comento especificamente da jogabilidade no tópico que linkei acima refletem isso:

 

"Mas tudo isso já era conhecido, são aspectos que admirei em Vagrant Story desde seu lançamento, meu interesse agora era analisar a jogabilidade com outros olhos. E assim como aconteceu com minha experiência da série Souls, devo dizer que mudou da água pro vinho. Agora tenho plena noção que eu não tinha entendido quase nada do jogo, que é de fato bem complexo e com uma alta curva de dificuldade. Porém, não é tão complexo quanto outros podem fazer parecer, uma pesquisa rápida de qualquer FAQ dele é o suficiente para intimidar qualquer um, mas posso dizer que é completamente desnecessário. Joguei sem consultar nenhum FAQ (exceto para resolver duas puzzles), apenas consultando o manual contido no menu principal para os princípios básicos. Tal qual Dark Souls (por exemplo), envolve muita tentativa e erro, mas eventualmente o jogo vai se revelando para o jogador. O aspecto das armas é o que costuma assustar muita gente, pois as armas possuem vários atributos diferentes que mudam de acordo com os inimigos, afinidade de tipos de dano, afinidade de elementos etc., mas a verdade é que se preocupar com tudo isso constantemente não é necessário. Eu segui uma estratégia bem básica, consistindo, em primeiro lugar, em ignorar armas de duas mãos. Acho-as mais difíceis para realizar combos com o timing certo e o dano extra não compensa a falta de um bom escudo para defesa. Com elas foras do caminho, mantive quatro armas diferentes: uma de dano Edge, uma de dano Piercing, uma de dano Blunt e alguma arma feita de Silver (nesse caso não interessa o tipo básico de dano, armas de Silver possuem afinidade com Light alta, e como não há magia de imbuir esse elemento nas armas, é a melhor maneira de matar inimigos Undead/Phantom). E é basicamente isso, com quatro tipos de armas completei o jogo todo, sem ficar arrancando os cabelos pensando se eu matasse um tipo de inimigo diferente ia estragar a afinidade da arma para outro tipo. A criação de armas é mais simples do que parece, então modificar e criar novas armas se tornou segunda natureza."

 

"Com o aspecto mais problemático de lado, o jogo oferece várias outras ferramentas para o jogador se adaptar aos inimigos. Eu diria que as três primeiras horas são o maior empecilho para se pegar o jeito, porque o jogador ainda não dispõe das magias de buffs e debuffs (bem como gemas para colocar nas armas e alterar as afinidades) tão essenciais para o combate. Mas ainda assim o sistema é profundo o suficiente para recompensar quem está atento às possibilidades. Um bom exemplo é o Golem, o primeiro chefe que costuma dar trabalho para todo mundo, com os jogadores causando 1 ou 2 de dano nele. E de fato, aconteceu comigo. Testei todas as armas que eu tinha, e nenhuma causava dano decente. Mas uma solução diferente me ocorreu, usar a Chain Ability de contra-ataque. Como ele causava dano pesado em mim, o contra-ataque refletia danos altos nele. Após treinar o timing certo para a habilidade, e conservando meu MP para me curar, venci o chefe de maneira “passiva”. E Vagrant Story é assim com praticamente todo inimigo, como se os criadores tivessem feito o sistema de batalhas de maneira que todo encontro fosse diferente e mantivesse o jogador atento. E conseguiram, pois mesmo quando eu matava um inimigo ou chefe “facilmente”, a sensação era de que venci porque soube driblar todas as defesas dele de maneira eficiente, ao invés de ficar meia hora atacando, errando ou causando danos ridículos, como aconteceu 18 anos atrás (já falei que estou velho?)."

 

"Com tudo que aprendi nessa nova jogada, até mesmo a barra de Risk, que tinha me incomodado da primeira vez, me fez apreciar ainda mais as lutas. Para quem não conhece, em Vagrant Story cada ataque físico bem-sucedido aumenta o Risk. Quanto maior o atributo, maior o dano que causa e recebe, mas as chances de acertar golpes vão diminuindo. Muita gente, eu incluso, costumava reclamar que isso fazia com que ataques mais erravam do que conectavam, mas é uma faceta do combate para não deixar que os combos fiquem poderosos demais (seria como a barra de stamina de Souls). Para diminuir o Risk, apenas esperando sem atacar ou usando itens (que são limitados, e não há lojas para comprar). Contornar isso, porém, é só outro aspecto que adiciona tensão às lutas, como conservar os ataques para o momento certo, usar magias ou Break Arts (golpes especiais que usam HP, mas não aumentam Risk). Isso que nem mencionei que os inimigos possuem várias áreas de ataque diferentes com atributos e afinidades diferentes (estava sofrendo com um dragão até usar Analyze nele e ver que o rabo tinha fraqueza a armas do tipo Edge, por exemplo)."

 

E ainda insisto nas partes que realmente não acho boas:

 

"Como podem ver, não me faltam novos elogios a Vagrant Story, mas ainda não deixei de lembrar os vários aspectos que prejudicam a experiência. Como se pode notar pelos parágrafos acima, lutar nesse jogo é um processo complexo, exigindo muito micromanagement. Mesmo com alguns atalhos no layout do controle, o jogador irá, sim, constantemente abrir menus no meio e entre as lutas. Às vezes é possível explorar uma boa área com uma arma, pegando um bom ritmo, mas outros locais praticamente forçam a mudar de equipamento a cada inimigo. E os menus de Vagrant Story são desnecessariamente convolutos. Trocar de arma leva vários passos, e pode dobrar isso se também quiser acoplar gemas. Criar armas nas Workshops também é dispendioso, principalmente pelo fato que os Containers (baús a la Resident Evil que você pode guardar e pegar seus itens) exigem que você salve o jogo sempre que os utilize (e isso consome mais tempo do que deveria). Animações de magias e habilidades possuem um carregamento enjoado e desnecessário, embora eu suspeite que parte da razão disso é para facilitar o timing para atacar e defender dos golpes, mas ainda assim poderia ser melhor. O pior, contudo, é que boa parte disso poderia ser contornado com simples soluções. Um (im)provável remake ou remaster poderia facilmente adaptar uma interface mais eficiente no controle que melhoraria muito. Alguns exemplos: L2 é o atalho que traz as opções de combate (magias, habilidades e itens), e funciona muito bem. Porém, o R2 é usado apenas para andar, algo que eu jamais precisei usar e mesmo assim poderia ser substituído por sensibilidade no analógico esquerdo, deixando o R2 para ser usado como um atalho para troca de armas, acessórios e gemas no combate sem ter que acessar o menu principal. Igualmente, o analógico direito é usado para entrar na visão em primeira pessoa, outra coisa inútil. Se alocar o controle da câmera para ele, já libera L1 e R1 para outras opções. Com essas simples mudanças e uma enxugada no menu principal para ser mais rápido e direto ao ponto já seria uma enorme diferença na forma como Vagrant Story flui (e já que estamos nisso, seria ótimo fazer com que todas as Workshops permitam modificar armas de todos os materiais, ao invés de limitar algumas para Bronze/Iron/Hagane e outras apenas para Silver/Damascus, por exemplo)."

 

Nenhum jogo precisa ser perfeito, mas acho melhor que seja assim do que, repito, a constante mediocridade e mais do mesmo que Tales caiu nos últimos anos. E vc sabe que eu gostava da série até o Vesperia e Graces f (eu gosto até do Legendia q vc não gosta), não fico feliz com isso. Por isso estou empolgado com o Arise, parece que acordaram.

 

Editado por Strife

Compartilhar este post


Link para o post
33 minutos atrás, Lucs disse:

O mais facil é vc argumentar e n esperar q com uma frase eu tire trezentas conclusões q n estão lá.

 

Vc escreve isso "Se vcs gostam daquela jogabilidade travada de VS baseada em ataques de miss eternos, quem sou eu pra julgar?" e eu tenho q entender q vc odiou TUDO do jogo? N tenho olho de thundera pra prever o q vc n gostou, só posso assumir as coisas pelo que leio, e isso daí acontece quando n se usa as fraquezas e crafta armas certinhas pra cada tipo de inimigo. Também só se deixa de usar esse sistema se n entendeu ele uai (o q eu já disse, é super normal, até as pessoas aqui do forum q já xingaram o jogo falaram isso, e como eu mesmo apontei, isso sim é um defeito bem grande) ou se a pessoa é birrenta e n quer usar, mas ai já vira problema do player. N simplifique o jogo a algo q SÓ ACONTECE COM QUEM N ENTENDEU COMO FUNCIONA O SISTEMA DO JOGO, e espere q mesmo assim eu ache q vc entendeu.

 

Um tanto de gente n entendeu como funciona The Last Remnant e n teve medo nenhum de adimitir isso e falar q aprendeu depois (eu usei wiki caramba, devo ser burro também, se isso te consola). E de novo, isso é um grande defeito do jogo, pq pior q VS ele é muito pior explicado, isso quando há alguma explicação. Tem ZERO DE BURRICE em n entender os sistemas desses dois jogos, só na sua cabeça mesmo.

 

Acho q n sou eu que ta com problema de interpretação: me mostra onde q eu falei q vc n curtiu VS porque o sistema é de turnos. Eu só expliquei mais um motivo pra ter te comparado com o Alucard (taxar algo sobre alguma coisa baseado puramente no gosto pessoal). Se tem algum motivo maior pra vc achar turno ultrapassado, vc precisa falar, pq se n fica parecendo só birra mesmo. E tanto faz você curtir VS ou n, repare q eu só comentei depois q vc falou de novo sobre turno ser ultrapassado e depois de ter me quotado e relacionado a algo q n tinha nada a ver e eu AINDA ME ATIVE A FALAR SÓ SOBRE A SIMPLIFICAÇAO EXAGERADA SOBRE VS (mas né, problema meu de interpretação mesmo :rolleyes:).

 

A comparação foi cabivel a partir do momento q eu APONTEI de onde eu fiz essa comparação. Tem certeza q eu q tenho problema de interpretação?

 

E corta esse tom passivo agressivo ai. Vc adora sair falando o q quiser, nessa vibe "revolts de internet que fala muito palavrão mas é só zuera" e vai ficar ofendido pq te comparei com Alucard ou pq vc SUPOS Q EU TE CHAMEI DE BURRO? Imagina se eu ficasse ofendido quando vc chamou quem n curte FFVIIR de chato pra caraleo? Faça me o favor né. É mais confortavel pra mim poder discordar se eu acho q alguem falou merda e vice versa sem ter q ficar pisando em 300 ovos pq a pessoa pode viajar na batatinha se ofender. Bloquear? Isso é coisa de criança q n sabe ler opinião diferente ou n gosta de ser contestado.

 

Repare q to explicando tudo certinho exatamente pq quero continuar lendo de boa e discutindo com tu quando bem entender, mas se vc ainda achar q to te ofendendo, faz o q te deixar feliz.

 

 

Caralho mermao, vcs são foda, olha o tamanho desse texto, mas juro que li tudo da sua resposta.

 

Cara, rlx aí, é so forum de videogame, em qualquer situação, vc venceu a discussão, pronto. Ta bacana assim?

 

Em tempo alucard é gente boa, inclusive conheço ele pessoalmente, nao fiquei ofendido pela comparação com ele não. E tb nao pretendo bloquear ninguém, ainda mais em forum de rpg, ja nao tem ninguém quase. 

 

Vão transar, pqp. Olha o tamanho do txt do strife, vou até fazer um café para ler esse livro, se não na metade eu durmo.😂

 

 

 

 

 

  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post

Haha, ok.

Eu acho paia ofender os outros então queria deixar claro q n era minha intenção e tendo em vista do q já rolou nesse forum, prefiro escrever textão pra ver se fica tudo ok do q só deixar passar, ainda mais se o post q estou rebatendo me parece mais sério do q eu esperava.

 

Também vou deixar pra depois esse post do Strife, n acredito q ele escreveu isso tudo só agora, ta loco.

Editado por Lucs
  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post
38 minutos atrás, Lucs disse:

Também vou deixar pra depois esse post do Strife, n acredito q ele escreveu isso tudo só agora, ta loco.

 

Não chapa, eu copiei daquele tópico que linkei acima pô :lol:

 

 

  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post
5 minutos atrás, Marcelo Roffer disse:

 

 

Para celular 🤢

  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post

O q q os bonecos de Fairy Tail tão fazendo num jogo da square?

Compartilhar este post


Link para o post

kkkkkk, fiz um post na maior inocência exaltando a Square Soft no PS1, quando volto olha a discussão que ocorreu kkkkk

 

Vagrant Story, fui jogar depois no PS2, no começo fui meio devagar, mas quando aprendi jogar, nossa que jogo espetacular, dos melhores já feitos.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Em 22/04/2021 em 12:00, Lucs disse:

O q q os bonecos de Fairy Tail tão fazendo num jogo da square?

Ia dizer o mesmo. Se não for o mesmo criador(ou criadora) de FT que fez o character design, a cópia é feroz nos traços.

Compartilhar este post


Link para o post

Fui conferir e é do criador sim, tinha nem como n ser.

Compartilhar este post


Link para o post

O artigo completo esta na pagina de inicio mas eu não havia postado o link por aqui :

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post

Final Fantasy’s veteran brand manager announces retirement from role

BUT SHINJI HASHIMOTO SAYS HE WILL CONTINUE TO WORK BEHIND THE SCENES AT SQUARE ENIX

 

z_60a09a8f7c84a-e1621241897613-1280x734.jpg

 

Final Fantasy’s veteran brand manager Shinji Hashimoto has announced his retirement from the role.

 

Speaking during a virtual Fan Festival this weekend, Hashimoto announced that his successor would be Final Fantasy VI, VII and VIII director Yoshinori Kitase.

 

Shinji Hashimoto will not be leaving Square Enix, but will “continue to assist in various ways,” he said.

 

https://www.videogameschronicle.com/news/final-fantasys-veteran-brand-manager-announces-retirement-from-role/

 

E quem não lembra daquela trollada desse velho safado com FFVII na E3.  :lolmor:

 

Compartilhar este post


Link para o post

Talvez pra lembrar as pessoas que existem versões em 2D, se, por algum motivo, alguém sentir a necessidade de ir atrás delas.

Compartilhar este post


Link para o post
Agora, Marcelo Roffer disse:

Final Fantasy IX Is Being Turned Into An Animated Series

Square Enix's classic RPG is back

 

final-fantasy-ix.original.jpg

 

Square Enix's classic RPG Final Fantasy IX is being transformed into an animated series by the Paris-based Cyber Group Studios. The show will be aimed at younger audiences between ages 8-13.

 

The goal is to begin production by the end of this year or the beginning of 2022, according to Cyber Group's CEO, Pierre Sissmann. Final Fantasy's popularity and expansion potential is what attracted the company to the series:

 

“The games have a strong co-viewing potential. For those who do know Final Fantasy IX , this will be an [introduction]. And for the many who don’t, this will immerse them in a universe they’ll love.”

 

Final Fantasy IX has sold over five million copies since its original release in 2000. 

 

While the Final Fantasy games have been adapted to animated shows in the past, this is the first time IX will have ever been one. 

 

What are your thoughts about an animated series based on this particular entry in the Final Fantasy series?

 

https://www.nintendolife.com/news/2021/06/final_fantasy_ix_is_being_turned_into_an_animated_series

 

Que beleza heim !? :lolmor: 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Visualizando este tópico:   0 membros online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..