Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Sonymaster

Atari 2600 aprende a falar através de um software adaptado

Posts Recomendados

Quem viveu os anos 80 conhece as famosas “vozes robotizadas”. Como forma de mostrar, de maneira bem particular daqueles dias, o futuro, iniciativas buscavam trazer voz a diversos equipamentos. E, como a qualidade sonora não era das melhores, tudo ficava com aquele som metalizado.

 

Computadores, sistemas telefônicos, projetos robóticos e muitos outros projetos ganharam voz. Que também chegaram aos videogames, mais especificamente, nos arcadas, com alguns poucos já contando com vozes digitalizadas. Tudo isso, até evoluir para os assistentes pessoais que temos hoje, como a Alexa e a Siri.

 

sam2600-featured.jpg

 

Mas o Atari 2600, lendário console que fez parte da vida de muitos, nunca havia “falado”. O sistema mal tinha capacidade de oferecer música, imagine voz. Mas um desenvolvedor denominado Rossum, publicou em seu blog um projeto que traz voz ao console.

 

Rossum usou o SAM (Software Automatic Mouth), um software lançado em 1982. E fez uma espécie de “port” para fazer o programa rodar por completo no Atari 2600. Apenas o console reproduz tudo, sem nenhuma necessidade de hardware adicional.

 

gui.png

 

Ele conseguiu lidar com a baixa capacidade do console. O Atari 2600 conta com baixíssima memória RAM (128 bytes) e cartucho entre 8kB a 16kB. O que não cabe em uma fita nem uma foto ou música, nos padrões atuais. O console, inclusive, não consegue converter texto em fonemas. Mas a solução encontrada foi usar os alofones.

 

A alofonia constitui a relação de semelhança entre as variantes de um fonema. Assim, os alofones são fones cujo feixe de traços comum os permite associar a um fonema. O que foi o suficiente para gerar cerca de dois minutos de fala no cartucho

 

 

 

 

Em seu blog há um artigo completo sobre esta situação, e explica de maneira completa o processo de colocar o SAM no cartucho do Atari. A qualidade sonora não é das melhores, mas assusta por saber que, de alguma forma, um console tão limitado pode ter, com os ajustes necessários, voz.

 

Fonte: Arkade 

Compartilhar este post


Link para o post

Imagine a histeria que isso teria provocado se tivesse sido feito naquela época. Provavelmente teriam até lançado um filme ao estilo "O Gênio do Videogame".

Compartilhar este post


Link para o post

O MSX tinha um programa chamado Talker que provavelmente usava a mesma técnica. A interface (nada mais que um lineinput pra você inserir o texto a ser falado) era desenvolvida em BASIC, mas a "mágica" acontecia por instruções executadas diretamente em linguagem de máquina.

 

Infelizmente o meu disquete que continha ele se corrompeu e nunca encontrei na internet.

Compartilhar este post


Link para o post
9 horas atrás, H' disse:

O MSX tinha um programa chamado Talker que provavelmente usava a mesma técnica. A interface (nada mais que um lineinput pra você inserir o texto a ser falado) era desenvolvida em BASIC, mas a "mágica" acontecia por instruções executadas diretamente em linguagem de máquina.

 

Infelizmente o meu disquete que continha ele se corrompeu e nunca encontrei na internet.

 

Tinha esse jogo do Odyssey que tinha uma fala bem legal, mas eu lembro que tinha que ter uma caixa separada para ser tão perfeito assim.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

  • Visualizando este tópico:   0 membros online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..