Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Sonymaster

Activision Decathlon - O destruidor de joysticks no Atari

Posts Recomendados

Se por um lado hoje parece pobre ter um mísero botão de disparo e um direcional, por outro a simplicidade era mais acessível. Já não é tão comum vovós que se interessem em aprender a usar L2 + R2 ou menos ainda a usar WASD para controlar.

Aliás, tal simplicidade mostra ainda hoje que funciona, veja casos de Angry Birds e Flappy Bird...

Foi nessa geração de personagens quadrados e que quase sempre estavam presos a uma jogabilidade repetitiva, baseada em obter pontos até morrer, que apareceu The Activision Decathlon, um jogo ousado, com dez categorias olímpicas. Produzido pela sempre criativa Activision, foi mais um dos que revelaram poderes que pouca gente acreditava que o 2600 tinha.

Bom sim, mas acabaria marcado pra sempre por sua pior característica: destruidor de controles. Como assim?

Activision-Decathlon.png

Feito por David Crane, o mesmo de Pitfall!, o jogo mantêm o conhecido padrão 2600 "pós-Activision" — ou seja, melhor que os quadrados e monocromáticos da "Era Pong". O personagem é pequeno e o desenho do cenário é o básico, com algumas retas representando a arquibancada e a pista, e uns quadrados sendo pessoas e refletores. O céu lembra o de Seaquest, com o degradê bacana de um belo fim de tarde.

Nosso atleta, não por coincidência, lembra bastante o Harry do Pitfall; sim, personagens do 2600 são todos quadrados, mas ainda assim acho que guarda uma semelhança em especial!

Activision-Decathlon-100m.png

Claro que o fato de toda ação estar na pista de atletismo colabora com o minimalismo gráfico, quem precisava de mais? Por outro lado, o melhor são as animações do atleta, que corre, salta e atira objetos com suavidade. Repare que ele tem sombra, coisa rara nos jogos de 2600. Nesse visual bem limpo e de boa animação nota-se o capricho de Crane e da Activision; não foi à toa o sucesso da companhia na 2ª geração.

Raridade no 2600, Decathlon tem introdução, com uma música dessas que você vai assobiar logo depois de ouvir. É bacaninha e pegajosa, perfeita pra ser lembrada por gerações. Ainda bem que não tem música durante os eventos, provavelmente seria uma chateação.

Activision-Decathlon-400m.png

Demais efeitos sonoros são quase zero: só o barulho dos passos do atleta, e um sinal sonoro quando se consegue placar superior a 1000 pontos numa categoria. Tudo bem, não dava pra exigir mais que isso, como sons de torcida ou coisas só possíveis a partir dos 8-bit.

Os controles se resumem a mover o joystick como um louco, da esquerda pra direita, e às vezes apertar o botão para realizar alguma ação como saltar ou arremessar discos e dardos. É um tanto cansativo, embora divertido e desafiador, porque inclui um elemento realmente físico: você vai sentir o braço cansado depois de alguns bons minutos jogando Decathlon. Algumas provas são extremamente cansativas, de ficar com o braço dolorido. É melhor usar um controle velhinho, pelo qual você não tenha muita consideração, pois era normal vê-los destruídos graças aos movimentos frenéticos que o game exige.

BrokenJoystick.jpg

Segundo o manual, o negócio não é exatamente mover o direcional como desesperado, mas sim manter um ritmo constante. Eu acho besteira — negócio é tacar o pau, quebrar o controle e ficar com câimbra mesmo. Outro ponto importante é ter atenção ao momento de realizar ações nas provas de barreira, saltos e lançamentos, para evitar queimar a tentativa.

O lance de ter um "falso" modo 4-jogadores (não simultâneos, e com o mesmo controle, um de cada vez), também é um barato, pois permite mais gente envolvida, tentando obter marcas melhores que o outro. É tranquilamente um dos games "multiplayer" mais divertidos do 2600.

Activision-Decathlon-high-jump.png

As provas são:

* 100 metros rasos - pra você correr pra car***o, já ir ficando com o braço dolorido e começar a estragar seu joystick. É só uma amostra do que te espera no resto do decatlo: basta correr.
* Salto em distância - começa a esquentar, agora precisa correr pra car***o e também saltar: aperte o botão antes da marca para não queimar a tentativa.
* Salto em altura - é o mesmo princípio para os dois saltos, só muda a animação e a distância da corrida.
* Arremesso de peso - a distância para "correr" (no caso, é um movimento esquisito) é bem pequena, então é preciso cuidado para não queimar as tentativas.
* 400 metros rasos - a mesma simplicidade dos 100 metros, só vai cansar seu braço quatro vezes mais.
* 110 metros com barreiras - talvez a prova mais chatinha, pois tem que saltar na hora certa enquanto continua agredindo seu joystick. São 10 obstáculos.
* Lançamento de disco - bem parecido com o arremesso de peso, mas dá um pouco mais de espaço para correr antes do lançamento.
* Salto com vara - a prova mais complexa, envolve corrida, depois dois momentos com o botão - um para fincar a vara na marca no momento certo (se errar, ele passa correndo) e outro para soltá-la e vencer o travessão. Cuidado para não ficar com a vara na mão ( ͡° ͜ʖ ͡°) nem largá-la muito tarde, ou ela bate no travessão e invalida o salto.
* Lançamento de dardo - também na linha dos outros lançamentos, com bastante espaço pra correr, e uma bela animação do dardo voando.
* 1500 metros - a prova insuportável e cansativa, quase 4 minutos movendo o controle, sem outra interação. Até a marca dos 1300 metros é uma correria tranquila, mas depois a barra do movimento exige mais velocidade para manter-se no topo — e você com o braço já cansado tem que aumentar o movimento.
Acabou, ainda bem...

Activision-Decathlon-discus.png

"Os melhores tempos de David Crane", tirados do manual do jogo. Se você bater o criador, parabéns, sinta-se o bonzão ou boazona do Decathlon (não são lá muito difíceis, bati alguns facilmente aqui no emulador):

* 100 metros - 10.29 s (991 pontos)
* Salto em distância - 8.66 m (1148 pontos)
* Arremesso de peso - 17.81 m (949 pontos)
* Salto em altura - 2.2 m (1025 pontos)
* 400 metros rasos - 46.2 s (989 pontos)
* 110 metros com barreiras - 14.19 s (937 pontos)
* Lançamento de disco - 60.75 m (1052 pontos)
* Salto com vara - 5.0 m (1052 pontos)
* Lançamento de dardo - 80.68 m (996 pontos)
* 1500 metros - 3:41.00 (994 pontos)
* Placar total - 10133 pontos

Conclusão

Decathlon é um dos games mais reconhecidos do 2600 com razão. Apesar de jogabilidade repetitiva em certas modalidades (como arremessos e corrida), a equipe fez o que se propôs ao recriar uma das provas olímpicas no humilde Atari.

Animações bem-feitas e até tela de apresentação dão ao game características raras no console, com boa qualidade geral e diversão para até 4 pessoas — uma de cada vez, mas ainda assim num clima legal de disputa.

Activision-Decathlon-long-jump.png

No emulador você evita a principal característica negativa, já que no Stella, por exemplo, dá pra fazer os movimentos com o mouse (quase tão cansativo quanto o original). Se quiser uma experiência mais nostálgica e original, descole um Atari, alguns joysticks e prepare seu braço, vai precisar.

Fonte: Memoria Bit

Compartilhar este post


Link para o post

Joguei muito no MSX. As modalidades que eu mais curtia eram arremessos de disco e de dardo. A prova final (1500m) fatigava o bíceps.

Compartilhar este post


Link para o post

Nunca fui de jogar no MSX, mas esse jogo foi punk demais para os joysticks, lembro que uma vez, juntamos uma turma onde cada um levou os pares de joystick de cada Atari de casa, pense no campeonato doido cheio de joysticks sem a borracha e todo mundo quebrando hahahahaahha

Compartilhar este post


Link para o post

Esse jogo era ótimo pro atari, só tinha esse problema com o controle.

 

Mas devido às limitações do controle, provas como o salto com vara eram um desafio de paciência. Os 1500 metros então, era de destruir o pulso do sujeito.

 

Talvez a Activision tenha secretamente feito algum trato com a atari na época pra aumentar os lucros deles com venda de acessórios hehe.

Compartilhar este post


Link para o post

Lembro que comprei um Decathlon que não era compatível  com meu Daktar, clone do Atari que eu tinha. Mas depois eu corrigi, acho que com outra copia do jogo, não lembro, fazem muitos anos kkkk

Joguei muito

Compartilhar este post


Link para o post
Em 02/08/2020 em 23:04, Sonymaster disse:

Nunca fui de jogar no MSX, mas esse jogo foi punk demais para os joysticks, lembro que uma vez, juntamos uma turma onde cada um levou os pares de joystick de cada Atari de casa, pense no campeonato doido cheio de joysticks sem a borracha e todo mundo quebrando hahahahaahha

 

No começo eu jogava no joystick (não do Atari, mas um maior da Dynacom) e era sofrível. No teclado era bem mais tranquilo.

Compartilhar este post


Link para o post
5 horas atrás, hoel disse:

Lembro que comprei um Decathlon que não era compatível  com meu Daktar, clone do Atari que eu tinha. Mas depois eu corrigi, acho que com outra copia do jogo, não lembro, fazem muitos anos kkkk

Joguei muito

 

Nunca peguei um cartucho que não era com o Dactar, primeira vez. 

 

13 minutos atrás, H' disse:

 

No começo eu jogava no joystick (não do Atari, mas um maior da Dynacom) e era sofrível. No teclado era bem mais tranquilo.

 

Com certeza no teclado era mais fácil. 

Compartilhar este post


Link para o post
Em 04/08/2020 em 18:27, H' disse:

 

No começo eu jogava no joystick (não do Atari, mas um maior da Dynacom) e era sofrível. No teclado era bem mais tranquilo.

 

Tinham uns joysticks bizarros com alavancas imensas e ventosas na parte de baixo do controle (acho que eram da dynacom). Imagine jogar esse jogo com aquilo!

                                                                                                                joystick-transparente.gif

  

Compartilhar este post


Link para o post

Era esse aí mesmo, mas eu achava melhor que o do Atari lol

 

Também tinha esse aqui:

 

controle-joystick-msx-gradiente-cinza-ex

Compartilhar este post


Link para o post

Meu primo quebrava os controles toda hora, nem precisava jogar Decathlon, toda vez que ele morria no Pacman ou no Hero, ele pegava o controle do Atari e arremessava no chão, xingava e etc. kkk comédia

Compartilhar este post


Link para o post
12 horas atrás, Zero Byte disse:

 

Tinham uns joysticks bizarros com alavancas imensas e ventosas na parte de baixo do controle (acho que eram da dynacom). Imagine jogar esse jogo com aquilo!

                                                                                                                joystick-transparente.gif

  

 

Jogar com esse controle deve ser horrivel demais, ainda bem que tive o controle normal do atari, mas cheguei a jogar com esse controle também, mas não o Decathlon.

 

Lembro que joguei também o Dynavision 3 versão NES que tinha um controle parecido, mas era estilo um manche de avião bem legal. 

 

 

3 horas atrás, H' disse:

Era esse aí mesmo, mas eu achava melhor que o do Atari lol

 

Também tinha esse aqui:

 

controle-joystick-msx-gradiente-cinza-ex

 

Lembro demais desse controle do MSX Gradiente Expert, mesmo tendo o Hotbit em casa com controle branco da Sharp, meu irmão tinha desse controle porque também jogava no escritório de contabilidade onde tinha o MSX Expert, quando trocava disquetes no colégio eu ia direto para lá testar os jogos. Bons tempos. 

 

 

1 hora atrás, hoel disse:

Meu primo quebrava os controles toda hora, nem precisava jogar Decathlon, toda vez que ele morria no Pacman ou no Hero, ele pegava o controle do Atari e arremessava no chão, xingava e etc. kkk comédia

 

Cara eu tinha essa mania de jogar o controle, mas uma vez que aconteceu e queria jogar outro jogo mais calmo, cadê controle?? hahahahahaahha depois disso eu conto até 10 e tiro o jogo.

Compartilhar este post


Link para o post

Meu controle favorito era este da QuickShot que tinha turbo — na época chamado de "autofire". Shmup nele era uma delícia.

 

controle-quick-shot-para-atari-msx-sega-

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
10 horas atrás, Sonymaster disse:

 

Jogar com esse controle deve ser horrivel demais, ainda bem que tive o controle normal do atari, mas cheguei a jogar com esse controle também, mas não o Decathlon.

 

Lembro que joguei também o Dynavision 3 versão NES que tinha um controle parecido, mas era estilo um manche de avião bem legal. 

 

 

Apesar de o meu top game da cce não ter durado muito tempo na época, uma coisa que não posso reclamar é do controle. Ele era comprido e a alavanca era pequena, com uma borracha macia. Era ideal pra esse tipo de jogo porque não exigia tanta força na munheca. Dava pra segurar o direcional como se segura uma caneta pra escrever

 

                                                                             cce_supergame-vg-3000_1s.jpg

Editado por Zero Byte

Compartilhar este post


Link para o post

Incrível que o controle do Phanton dava de 1000 a 0 no controle do NES que era terrível, pequeno e sem nenhuma pegada

Compartilhar este post


Link para o post
5 horas atrás, hoel disse:

Incrível que o controle do Phanton dava de 1000 a 0 no controle do NES que era terrível, pequeno e sem nenhuma pegada

 

Eu gostava do controle quadradão do NES era o estilo bem nostálgico para época, mesmo achando o controle do Phantom muito bom, nunca gostei porque achava que era uma copia do controle do Mega Drive, mas mesmo assim era de boa qualidade, só que era duro demais, os botões e o D-Pad, já do Master System e do NES eram ótimos de jogar. 

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

  • Visualizando este tópico:   0 membros online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..