Ir para conteúdo
Marcelo Roffer

[PC/PS4/XONE] Tales of Arise...adiado para 2021

Posts Recomendados

7 horas atrás, Ultima Weapon disse:

Level design de Xillia é um problema pois a transição entre as dungeons ficou péssima, são corredores longos e genéricos. O Berseria evoluiu essa fórmula, são mapas mais criativos que conectam as zonas mais relevantes, talvez seja seu maior legado em termos de gameplay.

 

E falando em desgaste eu tenho admiração pelo Zestiria por conta da ousadia de oferecer uma transição instantânea para os combates, bem como um mundo aberto de verdade e outros acertos como a não necessidade de jogar com um healer fixo e incentivar o jogador a revezar o time por conta das fraquezas elementais. O jogo não ficou grande coisa porém a semente foi plantada e dava pra polir, os caras no jogo seguinte recuaram pro feijão com arroz e talvez isso seja o que mais me incomode no Berseria, mais do que o combate ser esmagação de botões.

 

Do Vesperia até o Xillia 2, passando pelo Xillia 1, acho parelho até porque os jogos são similares e repetem várias fórmulas. Eu também tenho a impressão de que o Vesperia tecnicamente era mais polido do que os Xillias, teria que voltar a testar pra confirmar. Uma pena que o Vesperia foi o último a oferecer um mapa em pequena escala a ser explorado.

 

O Symphonia 1 é um bom jogo, pro primeiro 3D valeu. Joguei novamente no PS3 e foi tranquilo, tivessem implementado um free run não se perceberia tanto desgaste do tempo. Tem muito conteúdo opcional esse.

 

 

Serio cara? Eu achei as dungeons do Berseria bem genéricas. Alias a exploração das dungeons na série precisa atualizar urgente. As músicas do Sakuraba eu achei fracas no Berseria...o resto todo sensacional. Agora fiquei com medo das dungeons do Zestiria; baixei mas nao tive tempo de jogar. Tá bem longe na lista.

 

Symphonia 1 foi uma pérola. Pode ser travado como for mas foi um grande protótipo do que viria a seguir na evolução do sistema de batalha. Fora as músicas sensacionais, diversão absurda, extras, personagens extremamente carismáticos. Fui jogar o symphonia 2 do wii e decepcionei, com 20 horas larguei. Único Tales que desisti na vida.

 

 

Editado por Bram

Compartilhar este post


Link para o post
7 horas atrás, Ultima Weapon disse:

os caras no jogo seguinte recuaram pro feijão com arroz e talvez isso seja o que mais me incomode no Berseria, mais do que o combate ser esmagação de botões.

 

Aumentar a dificuldade e usar outros personagens foram as soluções pra esse problema quando joguei. Deu uma bela revitalizada nas lutas, forçando a aprender bem as mecânicas de combate, fraquezas, stun, combos, mystic artes, etc. Usando o Eizen, por exemplo, não rola de ficar spamando o mesmo botão a luta toda, é outro estilo.

Vejo muita gente falando que Berseria é só isso, button smash. Na verdade o jogo tem um sistema mais profundo e bem divertido, o problema mesmo é que o jogo não te incentiva a aprendê-lo, vc que tem que escolher subir bastante a dificuldade pra perceber que tem algo a mais ali.

 

Zestiria por outro lado já começa com um sistema de batalha mais diversificado logo de cara, porém peca em milhares de outras coisas.

Compartilhar este post


Link para o post
16 horas atrás, Letarn disse:

 

Aumentar a dificuldade e usar outros personagens foram as soluções pra esse problema quando joguei. Deu uma bela revitalizada nas lutas, forçando a aprender bem as mecânicas de combate, fraquezas, stun, combos, mystic artes, etc. Usando o Eizen, por exemplo, não rola de ficar spamando o mesmo botão a luta toda, é outro estilo.

Vejo muita gente falando que Berseria é só isso, button smash. Na verdade o jogo tem um sistema mais profundo e bem divertido, o problema mesmo é que o jogo não te incentiva a aprendê-lo, vc que tem que escolher subir bastante a dificuldade pra perceber que tem algo a mais ali.

 

Zestiria por outro lado já começa com um sistema de batalha mais diversificado logo de cara, porém peca em milhares de outras coisas.

Realmente ficou com essa pecha de Smash Button parcialmente pelo gameplay da Velvet ser muito simples e o jogo ser fácil, contudo não são esses os maiores fatores limitantes. Soma-se o fato deles removerem os ataques básicos e reduzirem o número de atalhos de arts simultâneas que podem ser equipadas, tornou tudo muito mais simples do que estávamos acostumados. Usar os outros personagens ou elevar dificuldade não foi o suficiente pra eu enxergar a mesma qualidade dos outros títulos da franquia nesse quesito.

O personagem que mais usei foi a Eleanor, depois a Velvet.

16 horas atrás, Bram disse:

 

 

Serio cara? Eu achei as dungeons do Berseria bem genéricas. Alias a exploração das dungeons na série precisa atualizar urgente. As músicas do Sakuraba eu achei fracas no Berseria...o resto todo sensacional. Agora fiquei com medo das dungeons do Zestiria; baixei mas nao tive tempo de jogar. Tá bem longe na lista.

 

Symphonia 1 foi uma pérola. Pode ser travado como for mas foi um grande protótipo do que viria a seguir na evolução do sistema de batalha. Fora as músicas sensacionais, diversão absurda, extras, personagens extremamente carismáticos. Fui jogar o symphonia 2 do wii e decepcionei, com 20 horas larguei. Único Tales que desisti na vida.

 

 

Eu tô falando daqueles mapas de transição entre as dungeons, que eram corredores quase que completamente lineares em Xillia e Xillia 2. As dungeons em si são fracas, é o mesmo modelo do Xillia que já tá muito desgastado.

 

As dungeons do Zestiria são diferentes só que ainda mais genéricas. Eu gosto mais do Zestiria do que do Berseria porque é um jogo diferente do padrão da franquia no gameplay, o resto é + ou - a mesma coisa.

 

Eu também gosto do Symphonia, foi um primeiro passo muito bom e os bonecos são ótimos realmente. O Symphonia 2 é o pior Tales of que terminei, cheguei a parar por um tempo e retomei uns meses depois.

Editado por Ultima Weapon

Compartilhar este post


Link para o post

AGORA SIM. Combate mais solto, MUITO fluido e com bastante movimentação. Action com cara de action e bem feito. Curioso pra ver a implementação de elementos RPG como stamina, fraquezas, builds e diferenças entre os bonecos (nesse último ponto Tales sempre acertou, pelo menos).

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

Goty, amig0s. Sem falar que dias depois, faço aniversário.

 

Presentão da Namco.

Editado por Bram

Compartilhar este post


Link para o post

Finalmente parece que vai ser um novo Tales que presta mesmo. Depois da sequência de mediocridade e mais do mesmo só que de alguma forma piorado que foi Xillia 2 > Zestiria > Berseria (larguei todos e nunca vou terminar), finalmente parecem que tão trabalhando sério para elevar o nível.

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)
18 minutos atrás, Strife disse:

Finalmente parece que vai ser um novo Tales que presta mesmo. Depois da sequência de mediocridade e mais do mesmo só que de alguma forma piorado que foi Xillia 2 > Zestiria > Berseria (larguei todos e nunca vou terminar), finalmente parecem que tão trabalhando sério para elevar o nível.

 

 

La vem o usuário Sessão da Tarde.

 

Sempre fala a mesma coisa, sempre jogando no normal.

 

Bram (PS5, sô alucards precisam😁).

 

Bram (no final do vídeo tem pre order now e na pstore o game nem aparece, será que vai atualizar ainda?)

Editado por Bram

Compartilhar este post


Link para o post

Vai jogar Tales of Graces f e não torra :lolmor:

 

Gostar de mediocridades como Berseria te desautoriza a falar qualquer coisa.

Compartilhar este post


Link para o post

Ta bem interessante mesmo esse Arise, nunca joguei um Tales, ainda jogarei o Vesperia, e esse ai também tou interessado.

Compartilhar este post


Link para o post

Bom saber que pelo menos um não foi adiado pra 2022 :D 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post

Estou enganado ou no Berseria já não tínhamos mudança para tela de batalha e voltou a ter nesse?

 

Bom sou fã da série, jogarei sem dúvida.

Compartilhar este post


Link para o post

N é um problema pra mim, mas a transição de tela só mostra o quanto é difícil montar um cenario grande, aberto e com bastante liberdade q n vai atrapalhar combates e ao mesmo tempo deixar esse mesmo cenário variado e sem cara de vazio.  Quando o jogo é mais scriptado é facil, mas em action RPGs me parece bem mais difícil de fazer. Acho q a camera utilizada tmb influencia já q ela esta numa distancia media e vc n quer q numa troca de angulo ou esbarrada na parede ela atrapalhe demais.

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

Alguns jogos fazem funcionar. Os Ys modernos (Seven em diante) possuem um sistema que é bem semelhante a Tales, mas sem transição e acho muito superiores. FFXII, WKC, tb fizeram bem a transição para sem transição (lol), mas são por turnos/híbridos né, um descontinho. Em tempo real e na velocidade de um Tales há outros fatores a se considerar mesmo.

 

O pior é que Zestiria quaaaase acertou. Achei uma ótima ideia os ambientes mais abertos e sem transições, mas como o Ultima já disse aqui não foi bem executada, e infelizmente ao invés de consertar/investir/melhorar na tentativa, regrediram no Berseria. Fora aquele esquema de transformações/fusões que achei péssimo. Não entra na minha cabeça como os sistemas de batalhas vem ficando progressivamente piores depois de Graces f. Era o que salvava e agora nem isso. Pra mim Ys tomou o lugar da série faz tempo.

 

Editado por Strife

Compartilhar este post


Link para o post

Mas vc n acha q Ys cai no caso de cenarios gigantes e meio vazios? ele utiiliza de bonecos menores e como n é muito forte graficamente, fica mais facil de ignorar a simplicidade de certos cenários.

O 8 e o 9, apesar de eu ainda achar bem agradável de ver, fica mais claro a defasagem gráfica até pq aumentaram os bonecos e aproximaram a camera. Ainda assim, Ys consegue fazer uns cenarios bem bonitos e diferentes, Memories Of Celceta me impressionou mais do q eu esperava nesse aspecto.

 

Acho q até a escolha de mostrar cenarios abertos nesse gameplay foi pra isso tmb, é mais facil e natural fazer planicies e areas montanhosas gigantes e ainda sim mostrar muita qualidade grafica.

Compartilhar este post


Link para o post
1 hora atrás, Leonhart disse:

Ta bem interessante mesmo esse Arise, nunca joguei um Tales, ainda jogarei o Vesperia, e esse ai também tou interessado.

 

 

Como assim, vc ja nao era jogador habitual de rpg ou to confundindo com outro usuário?

 

Série Tales é um marco do gênero, assim como FF. Cada um ao seu estilo, claro. 

Compartilhar este post


Link para o post
20 minutos atrás, Strife disse:

 

O pior é que Zestiria quaaaase acertou. Achei uma ótima ideia os ambientes mais abertos e sem transições, mas como o Ultima já disse aqui não foi bem executada, e infelizmente ao invés de consertar/investir/melhorar na tentativa, regrediram no Berseria. Fora aquele esquema de transformações/fusões que achei péssimo. Não entra na minha cabeça como os sistemas de batalhas vem ficando progressivamente piores depois de Graces f. Era o que salvava e agora nem isso. Pra mim Ys tomou o lugar da série faz tempo.

 

 

O sistema de criação de armas do Berseria é absurdamente trabalhoso mesmo, eu concordo. Até por isso nao joguei de novo, ja iam 140 horas na primeira jogada e nem fiquei overpower. Não vejo nenhuma possibilidade do Arise simplificar essa criação de equipamentos, desde o rebirth ja era bem trabalhoso.

 

Ys tomou o lugar da série como e onde?

 

Os Ys são realmente sensacionais,so experimentei o VIII e o iX,.Mas o sist. de batalha é muito, mas muuuuuito mais simples que os Tales mais atuais. São otimas séries,.mas Tales ganha na complexidade e na evolução.

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

Eu tmb acho bem diferente, Ys tem iframes, tudo é cancelavel em esquiva, recuperação minima dos golpes, varios inimigos  n tomam hitstun e todos possuem ações com armor infinita (n vão ser cancelados por golpes). A diferença entre cada boneco é bem menor, mais focado nos 3 tipos de ataque algumas nuances de cada boneco e suas skills. A ideia é ver a pattern e destruir no DPS sempre q pode e esquivar toda hora.

 

Tales coloca mais restrições na movimentação e ataque e pede mais uso de cautela na hora de atacar, exige muito mais management de party e os bonecos são consideralmente mais diferentes q em Ys e com mais formas de se jogar com cada. Lembro até q no Xilia tinha um uso bem legal de fraquezas elementais.

 

Ys flui melhor pra mim e me divirto mais, mas Tales tenta mais ideias e é bem menos streamlined ou hack'n slash como Ys. Acho mais justo comparar Tales com Star Ocean e olhe lá.

Editado por Lucs

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

Eu falei semelhantes, porque pra mim desde que Ys passou a adotar grupo com 3 personagens ativos e podendo trocar sempre, me passou uma vibe muito grande justamente de Tales e Star Ocean. Mas tem suas diferenças sim, quando eu disse substituir é nesse modelo de um JRPG com um sistema de action com grupo. Ys vem mantendo a qualidade alta assim desde Ys Seven, enquanto Tales e Star Ocean vem piorando inclusive nos sistemas de batalhas que, antigamente, eram o diferencial de ambas as séries entre outros JRPGs de turnos. Tanto SO5 quanto Zestiria e Berseria são ou estão entre os piores de suas respectivas séries, ao meu ver. Dropei todos, o SO5 até vendi. Só não vendi os Tales pq peguei digital.

 

Editado por Strife

Compartilhar este post


Link para o post
3 minutos atrás, Strife disse:

Eu falei semelhantes, porque pra mim desde que Ys passou a adotar grupo com 3 personagens ativos e podendo trocar sempre, me passou uma vibe muito grande justamente de Tales e Star Ocean. Mas tem suas diferenças sim, quando eu disse substituir é nesse modelo de um JRPG com um sistema de action com grupo. Ys vem mantendo a qualidade alta assim desde Ys Seven, enquanto Tales e Star Ocean vem piorando inclusive nos sistemas de batalhas que, antigamente, eram o diferencial de ambas as séries entre outros JRPGs de turnos. Tanto SO5 quanto Zestiria e Berseria são ou estão entre os piores de suas respectivas séries, ao meu ver. Dropei todos, o SO5 até vendi. Só não vendi os Tales pq peguei digital.

 

 

Eu comprei o ps4 exatamente para jogar SO5. Comprei a midia física e tudo, ironicamente ainda não joguei. Quis mudar um pouco e aderir a outras series primeiro e foi justamente aí que entrou o YS VIII que foi o único da série  que eu terminei até agora. Assim que acabar Odin Sphere vou pegar o SO5.

 

Historicamente os PS que tive (1, 2 e 4) comprei por causa de Star Ocean. Espero que tenha algum no PS5 em breve.

 

Compartilhar este post


Link para o post
(editado)

Lol ys parece hj  jogo de ps2 HD , se colocar uma party de 10 bonecos andando ao mesmo tempo num cenário aberto com aqueles graficos vomitaveis vai funcionar bem

 

Esse tales está lindo.

Mas podia mudar o estilo anime para algo menos anime mais realista um misto dos dois puxado para ffxiii

Bem pelo menos não e mais aquele papel de carta de garota de 15 anos da era Grace para tras

Ufa

Editado por Alucard

Compartilhar este post


Link para o post

Prefiro o estilo anime medieval genérico de Tales do que o "adolescente que quer ser cool" do FFXIII. Tales pelo menos n tenta se levar mais a sério do que deveria.

Compartilhar este post


Link para o post
3 horas atrás, Bram disse:

 

 

Como assim, vc ja nao era jogador habitual de rpg ou to confundindo com outro usuário?

 

Série Tales é um marco do gênero, assim como FF. Cada um ao seu estilo, claro. 

 

Sim chapa, RPG é o gênero que mais curto e já joguei bastante, mas mesmo assim sou bem criterioso haha, tem algumas series bem consagradas e populares que eu vejo que tem bons jogos mas não me atraem (Persona por exemplo), tem que chamar muito minha atenção em uma serie de quesitos lol, de todos os Tales lançados até hoje o unico que tinha conseguido isso era o Vesperia, que ta na lista pra ainda ser jogado, to de olho nas promos da psn e mais pra frente devo pegar, o Arise é outro que também ta me interessando.

Compartilhar este post


Link para o post
1 hora atrás, Lucs disse:

Prefiro o estilo anime medieval genérico de Tales do que o "adolescente que quer ser cool" do FFXIII. Tales pelo menos n tenta se levar mais a sério do que deveria.

direcao de arte de ffxiii e tipo mil vezes superior

 

sobre o comportamento, isso e coisa do roteiro nao que tales fuja disso

 

mas o problema e reinventar um pouco o estilo , cansa o tales, entao que facam outro tipo de traco 

 

Nier remake ta ai, podia pender para esse lado que na verdade nao ta tao longe de ff13 ou 15 

esse estilo anime cartoon demais do tales ja cansou

 

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Visualizando este tópico:   0 membros online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..