Ir para conteúdo
Cyco

Horizon II: Forbidden West

Posts Recomendados

Já vi que teremos um javali, um tartarugão (é um cagado, mas colocar cagadão não teria ficado elegante :lolmor: ), e os "efalantes". Agora que confirmaram o oceano, eu quero é saber do biomimetismo baseado em "mamíferos cetáceos" e outras formas de vida marinha. Vai ser muita falta de sacanagem se não tiver "tutubarão" e "tartaruga marinha". Esteja de prontidão para novas "ibagens", Cyco. 

Compartilhar este post


Link para o post

O primeiro é ótimo, mas fica meio retadado no final de tão desbalanceado. Mesmo na maior dificuldade. Sandbox tem disso.

Compartilhar este post


Link para o post

o trailer me passou uma vibe forte de WAR OF THE WORLDS com aquelas tempestades e essas folhagens vermelhas crescendo por cima do mundo e matando-o.

Compartilhar este post


Link para o post

Ideias, especulações e teorias a mil na minha cabeça. To parecendo o Madraço nos tópicos de "soulsborne", só que especulando sobre Horizon 2 e Pragmata. :lolmor: Falta muito para 2022? 

Compartilhar este post


Link para o post

o enredo do primeiro é excelente. eu só vou opinar quando mostrarem gameplay. Mas se a Aloy tiver bem modelada assim, ótimo!

Compartilhar este post


Link para o post

Lembraram de um datapoint do Horizon ZD, descrevendo o Forbidden West:

 

Citar

The Forbidden West


Reader, if you would know of the Forbidden West, there are none more qualified to be your teller than I, the Considerate Udain, healer of Blazon Arch. Why? For I yet live, unlike the outlanders who gasped or shrieked the tales that follow. Foolhardy blazons and madcaps all, they were brought to me near death, poisoned, mortally-wounded, or driven witless by what they had experienced in the lands beyond the Daunt. With such wounds, it was all I could do to ease their pain and try to make notes from their ranting.

As the Sun shines upon me, I cannot vouch for the full truth of these tales. I only hope they will satisfy your curiosity, and turn you from the path that led these imprudent explorers and daredevil trekkers to their deaths.


Though each account differs, it is certain that the Western lands are most unlike our own. Some crossed deserts of palest white, others deserts the color of fire, or even limitless sweeps of blue sand that seemed to reflect the sky above, broken only by the remains of ancient machines.

Others spoke of vast prairies of tall grass, each blade sharp enough to draw blood, dotted with shivering black flowers. Or incalculable plains of dried mud, cracked like a great mosaic.

At night, unknown animals watch with glowing eyes, and strange birds, all the colors of kites and fireworks, chitter and call out in men's voices!

Most extraordinary of all are those reports of a lake one hundred times the size of the Daybrink-- so wide the far shores cannot be made out, and so deep that an entire city of the ancients stands drowned within. The water is sour to the taste, and sickening, and it is said to rise up and push back against those who attempt to cross.

It would seem that dead cities without number have been consumed by the shifting dunes in the West, their skeletal towers mired in seas of sand. The wind is heard to sing a low, mournful song through these ruins, or through the skeletons of vast metal birds now fallen, or over great metal bowls now filled with depths of black water, where fish dart like shooting stars. That song of ruin, rising from a hum to a howl, still haunted these men and women as they thrashed and sweated in unquiet sleep.

But though the Western lands are harsh, and even their beauty hides dangers, it is not the land alone that swallows up all who venture within, that inflicts the brands and wounds suffered by those few fortunate enough to return. Oh yes, all have spoken of new machines in the West, machines more strange and terrible than any found in the Sundom. With their fingernails, dying witnesses have scratched out impossible shapes, or, if they still possessed several limbs and vocal organs, mimicked jerking movements and imitated awful sounds, all belonging in the throes of madness.

And what manner of men can live where the Sun goes at night? These tales were the most chilling. One spoke of drinkers of machine blood, their lips and tongues stained, their teeth replaced with metal. Another described youths as pale as ash, all wearing the same faces, who hunt silently and tirelessly in the night. Still another told of a tribe, seen only from afar, whose folk busied themselves digging deep pits in the sand only to fill them in again for unknowable reasons, while another tribe was only glimpsed on the waters of a great lake, riding their thin dark boats.

O Sun, a half of me regrets scribing these stories, for they inspire questions that can only be answered by yet more doomed expeditions. And yet, I must tell the tales, for what else remains of these poor and wretched men and women? If they sought riches, they found none to bring back--nothing save a handful of black silt, or a curiously-stamped piece of metal, a chunk of desert glass with shifting hue, or an odd smooth shell. I have kept all these things, to remind me of those who went in search of the forbidden, and paid for it dearly.

Reader, if you think yourself an adventurer--heed the warning in this old man's collection of strange, small things, and go not into the Forbidden West!

https://horizon.fandom.com/wiki/The_Forbidden_West

 

Compartilhar este post


Link para o post

Tava lembrando de um dos hologramas com os diálogos do General Herres e, de um com os do cientistas responsáveis pela criação das AIs subordinadas de Gaia sobre o Ted Faro. Algo que aparece no trailer me fez lembrar dessas conversas e agora vou precisar dar uma olhada em Horizon novamente. Jogo lindo, enredo lindo, tudo lindo....

Compartilhar este post


Link para o post
2 horas atrás, Soul Reaver disse:

Lembraram de um datapoint do Horizon ZD, descrevendo o Forbidden West:

 

amigo resume ai

 

 

Compartilhar este post


Link para o post

ok, não vai ser um launch title mas "launch window", melhor assim, a pressão pra eles lançarem o Killzone no lançamento do PS4 resultou num jogo bonito mas dava pra se notar que foi feito às pressas, um design de fases cheio de problemas que poderiam ser corrigidos com mais testes.

Compartilhar este post


Link para o post

Só falaram 2021, então talvez nem seja na janela de lançamento.

 

Porém se conseguirem ter Spider-Man no lançamento e o Horizon no início de 2021, seria foda.

 

6OQKqcf.jpg

 

Eau_DtVWsAE5Fe8?format=jpg&name=4096x409

Compartilhar este post


Link para o post

Como eles mesmo já disseram que o projeto foi iniciado ainda no PS4 e migraram posteriormente para o novo hardware e, se H2FW for para o final de 2021, já dá uns 4 anos entre "Frozen Wild" (novembro de 2017) e o novo jogo. Dependendo do que pretendem adicionar, 4 anos já é um tempo razoável de desenvolvimento, mas como disseram que querem setar o novo parâmetro para jogos em qualidade visual, não duvido que hajam os tradicionais adiamentos.

 

Pelas artwork postadas pelo Soul Reaver, parece que querem mesmo adicionar mais maquinas baseadas em dinossauros, como os velociraptors. Quero é mais!

Compartilhar este post


Link para o post

Disseram que o jogo não tem loading.

 

cara isso é muito animal, eu to jogando Sekiro agora e os loadings incomodam muito

 

Compartilhar este post


Link para o post

acho que loadings é o que mais me incomoda nessa geração, terem incorporado SSDs como padrão já foi um leap considerável

 

joguei o Batman Arkhan Knight recentemente e toda vez que vc morre tem que assistir umas três telas de loading diferentes, muito chato, carregar as guiding lands no Monster Hunter tb é um porre

Compartilhar este post


Link para o post

Primeira geração com a implementação e uso de SSDs de alta velocidade como prioridade, ainda devem apresentar suas exceções, com loadings mascarados em alguns pontos. Principalmente em casos de projetos onde devs megalomaníacos derem um passo maior que a perna. Mas a regra deve ser carregamentos bem mais rápidos e menores a ponto de parecerem inexistentes mesmo.

 

Na comparação que a DF fez da techdemo de Gears 5 no XseX, mostra como loadings foram bem reduzidos na versão do aparelho e com efeitos que não estão disponíveis nem na versão de PC. 4K60 fps (disseram que com mais tempo de desenvolvimento poderiam alcançar 120fps) All ultra settings from PC, Contact Shadows, Screen Space Global Ilumination e contagem de efeitos de partículas 50% a maior e por ai vai....

 

Começa em 2:30 o comparativo do loading. 

 

 

Feito impressionante para um console que pode vir a custar $500, ou até $600 não sairia caro por esse desempenho, para quem estiver disposto a pagar.

Compartilhar este post


Link para o post

aos 12 minutos eles colocam ao lado do 2080

 

e para completar, saiu ontem a DF que eles montam um pc future proof e escolhem justamente a 2080 para o XSX

 

e a fraca 2070 para o PS5 , sugerindo no maximo a 2070super

 

o ULTRA do Gears 5 nao e o ultimo, porque tem o INSANE
 

quero ver se aguentaria rodar o AC odissey e o FFXV WIndows

acredito que a 60 fps, NAO

 

Compartilhar este post


Link para o post

 

 

Mesmo o primeiro já estava bem acima da media na parte visual, e desempenho frente a outros títulos da época como mostra o vídeo. Acredito que a Guerrilla não vai decepcionar nisso em algo que está sendo criado para rodar em um hardware com desempenho muito melhor. No momento estou no aguardo de gameplay para ver começarem com a caçada de pelo em ovo para dizer que o jogo não presta.

Compartilhar este post


Link para o post
4 horas atrás, psg1 disse:

 

 

 

Mesma sensação de ver o making of do primeiro God of War e saber como o jogo era no inicio de produção :lolmor:. O melhor mesmo no caso de HZD, foi ver muita gente quebrar a pica dizendo que o trailer de 2015 era todo falso e não ia ter nada daquilo no jogo. Que era impossível ter uma maquina com aquela quantidade de detalhes do ThunderJaw. Para tristeza de alguns, no final tinha tudo aquilo e um pouco mais. 

 

Foi muito bom saber que uma empresa brasileira trabalhou em um jogo desse tipo. Uma franquia nova, com orçamento de menos de 50 milhões e, se tornar um sucesso million seller. Brasileiro joga a vida no hard mesmo, tem toda essa cambada de politico filhodaputa aqui ferrando com a sociedade, mas ainda conseguem de vez em quando se sobressair frente a concorrência de países de primeiro mundo.    

 

Estúdio Brasileiro Kokku, trabalhou em Horizon Zero Down

https://savepoint.com.br/games/estudio-brasileiro-kokku-trabalhou-em-horizon-zero-down/#:~:text=O estúdio brasileiro Kokku%2C anunciou,game AAA do Playstation 4. 

Compartilhar este post


Link para o post

razho  fala muto mal do combate com humanos

mas o que eu gostei foi justamente dele evitar aquele lock on do zelda porque me fez jogar de formas diferentes

 

e omais importante desde que eu consigo a habilidade do meu golpe forte derrubar em um hit (incluso dinossauro grande) matar os humanos foi uma delicia

 

e desviar e rolar na hora certa e dar esse golpe e depois so finalizar no chao

 

Compartilhar este post


Link para o post

O combate contra humanos é medíocre mesmo. É algo que tem que ser repensado na continuação.

 

Espero que o estúdio dê uma reformulada no melee e stealth, o que ajudaria a melhorar o jogo como um todo e teria especial impacto nos encontros com humanos.

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Visualizando este tópico:   0 membros online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..