Ir para conteúdo
Ate Cubanos

O que vocês estão jogando, pederastas?

Posts Recomendados

5 horas atrás, Alucard disse:

Terminei Super Mario 3d World

 

eu ja tinha chegado no mundo 7 em 2015 acho e larguei la nao lembro porque mas um pouco decepcionado com ele, mas ainda assim, minha nota era 8,5

 

Mas dessa vez foi diferente, joguei para minhas filhas assistirem e torcerem, e meio que narrando o jogo lol, ate minha esposa que nao se interessa por jogos sentou do lado para acompanhar.

Terminei e falta bem pouco para completar todas as estrelas e carimbos

 

Bem, o que da para dizer e reafirmar

 

- Graficos artisticamente lindos, beirando a perfeição

- Parte tecnica muito responsavel

- Trilha sonora fabulosa, claro que tem temas famosos ja, como a que vc monta em cima do dinossauro, adoro essa musica (acho que era a fase do pinguim do SM64)

- Ultimo chefe muito bom, o Bowser usando os mesmos poderes de vc.

- level design é excelente, embora aqui comeca a entrar meu ponto negativo

 

 

- como dito la em 2015 o jogo segue  a base do Mario 3d Land, que sinto como um jogo menos profundo, mais casual num nivel linear, entao isso facilita enorme para poder balancear o level design que e nota 10 com o sistema de gameplay que ele proporciona

Nao e como um mario ousado em mecanicas como o Sunshine que de repente ele atira, voa no jet pack , ambiente aberto que exige maior esforco para fazer um level design dentro disso , on fly .

 

e como negativo negativo MESMO., sao esses chefes filhos do Bowser que deviam extinguir da historia. 

 

Mas é isso, jogaço, nota 90

 

 

Um dos grandes momentos da história da Players.

Compartilhar este post


Link para o post
5 horas atrás, Lockhart disse:

Jogando principalmente Ghost of Tsushima e Fall Guys.

 

GoT me deixa com sentimentos mistos. Artisticamente é um dos jogos mais lindos e vibrantes que já joguei, também ajuda o fato de eu ser apaixonado pela temática Japão feudal. Gosto muito do combate, principalmente com as técnicas e habilidades mais avançadas já desbloqueadas, limpo uma aérea de inimigos em pouquíssimos minutos usando todas as ferramentas disponíveis, e é tão tão gostoso sair retalhando, atirando kunais, bombinhas e flechadas em hordas de inimigos. Mas a estrutura de missões desse jogo, meu senhor... sem inspiração, repetitiva e simplesmente chata. Pra mim o jogo só funciona explorando 100%, é onde ele brilha, pois a ilha é maravilhosa e o combate é muito gostoso, mas se eu estivesse focando nas missões principais e secundárias já teria largado.

 

Estou jogando assim. As missões surgem naturalmente quando você caminha (e o jogo é bem hand holding do jogador no sentido de te apontar tudo) e aí vou seguindo uma rota explorando, ao invés de simplesmente ir de ponto A até B.

Compartilhar este post


Link para o post

Eu dei uma parada grande no GoT

Jogo é lindo tudo, mas open World me pega, demoro mesmo a engrenar

Compartilhar este post


Link para o post

Acabei de zerar Yakuza Kiwami.

 

Antes de mais nada, o jogo é muito bom. Como vim do zero, umas coisas me pegaram pra caramba em termos de enredo, principalmente na parte final. É um jogo bem mais difícil, ainda que peque em relação ao zero por ter muito menos conteúdo.

 

A última Boss Battle é uma das melhores dentre todos os jogos que já joguei, principalmente pelo vilão em si. Talvez quem não tenha jogado o zero (ou quem não costuma curtir os personagens de um jogo)  discorde, mas é isso. Ainda que eu ache que certas coisas colocadas pelo enredo não tenham funcionado, puts. 

 

Eu daria um 8. Longe dos 10 do Yakuza 0, mas um jogo imperdível da mesma forma.

Editado por Gairarr

Compartilhar este post


Link para o post

Reta final de Ys: Memories Of Celceta.

 

É muito legal acompanhar os jogos da Falcom. Eles claramente sabem q são uma empresa de pequeno/medio porte, mas ainda assim a cada jogo de suas franquias é possível ver pequenas evoluções até uma sequencia qualquer fazer um salto maior, geralmente quando ficam confortável com tudo q fizeram nos jogos. No caso de Ys, foi assim até o 4 de SNES; o 5 com uma evolução maior; os remakes com mais um salto grande; o 7 e esse q estou jogando até o 8, onde mais um salto significativo foi feito.

 

Ys: Memories Of Celceta lapidou o gameplay, com bonecos mais distintos, uma menor quantidade de skills e equips por bonecos mas com possibilidade de evolução e maior variedade na utilidade das skills. O mapa é melhor interligado, sendo bem divertido ir explorando ao mesmo tempo q o jogo entrega algumas dicas de onde vc tem que ir. A maior melhora fica pro enredo. Os NPCs e personagens são melhores trabalhados e possuem espaço para não só se desenvolverem como fazer diferença real no enredo, coisa q no título anterior (Ys 7) fica bem claro q estão lá mais pra trazer mecanicas novas. O jogo é bem mais variado, n seguindo a estrutura mais comum da série de cidade-cutscene-dung-cutscene até o final. Com menos cidades, os personagens apresentados e eventos q acontecem nelas são mais marcantes e possuem uma ligação forte com o plot principal. Com menos dungs e mais areas importantes que fazem a ligação entre as regiões no mapa, a sensação de novidade é bem maior na exploração, além de que abre espaço pra inserir pequenos plot points em mais lugares, diminuindo bastante diálogos enormes espositivos q eram comum na série.

 

Os gráficos tiveram uma pequena mas notavel melhora em relação a Ys 7, mas já era esperado, já q o título anterior é de PSP e esse saiu pra VITA/PS4/Steam. A OST e aquela qualidade alta esperada da série: musicas bem variadas, com uma pegada mais rock em sua maioria mas sempre com elementos distintos pra n cansar.

 

Quem curte a série e Action/RPG, Ys: Memories Of Celceta é um prato cheio. Hype ta alto pro 8 e pro 9, q dessa vez vai ser multiplataforma já no lançamento.

Editado por Lucs

Compartilhar este post


Link para o post

Memories of Celceta muito bom, talvez eu ainda goste mais do Ys Seven porque foi o primeiro Ys "moderno" nesse estilo e achei o Celceta uma mera evolução dele. Já comprei o Ys VIII, mas quero dar uma adiantada em outros da fila antes de jogá-lo. Melhor série de RPG/Ação pra mim.

Compartilhar este post


Link para o post

Com o fim da quarentena, voltei a jogar bem menos do que gostaria. Estou no Ninja Gaiden Sigma ainda, apesar da jogabilidade fantástica acho que o jogo é maior do que deveria, estou no Chapter 15 e torcendo pra acabar logo. Nos momentos de descontração estou jogando o Wipeout HD Fury, jogo lindo, músicas lindas demais.

 

O próximo que pretendo jogar é Yakuza 3.

Compartilhar este post


Link para o post

Sonic Forces:  Estava Disponível na PSN Plus, ai resolvi pegar para passar o tempo com meu sobrinho . Jogamos 18 fases, ele foi embora mas resolvi continuar. De longe é o Sonic com os melhores gráficos que já joguei. A parte sonora também tem algumas composições muito boas. Ele é meio que uma continuação de Sonic Generations , porém piorado. A história e meio confusa, mas isso nem é um problema. O problema são os controles terríveis. Tem tipo uma inércia que é difícil até de explicar. Na maioria das fases, onde se passa correndo , dá pra levar.Agora nas fases onde existem muitas plataformas, é meio complicado. No jogo tem a opção de você criar um personagem novo, customizando tudo, foi uma novidade, porém sem grande efeito prático.  É um jogo nota 7, e olhe lá.

Compartilhar este post


Link para o post
Em 13/08/2020 em 21:33, Strife disse:

Memories of Celceta muito bom, talvez eu ainda goste mais do Ys Seven porque foi o primeiro Ys "moderno" nesse estilo e achei o Celceta uma mera evolução dele. Já comprei o Ys VIII, mas quero dar uma adiantada em outros da fila antes de jogá-lo. Melhor série de RPG/Ação pra mim.

Sempre passei batido em Ys nas promoções da PSN. Vou dar mais atenção então, não tinha essa ideia que era bom assim. Cada jogo é uma história fechada tipo os Tales da vida? Alguma sugestão de por qual começar do que tem disponível no PS4.

Compartilhar este post


Link para o post

Apesar de todos os jogos serem no mesmo mundo, com personagens em comuns, cada Ys é um história em si, pode jogar qualquer um. Com exceção do I e do II, que um é continuação direta do outro, o resto pode jogar na ordem que quiser. Vai depender do estilo que te agradar mais. No PS4 acho que só tem o Ys Origin que é no estilo "clássico moderno" (meu favorito na real, Oath in Felghana é o melhor Ys pra mim) e os outros (Celceta e Ys VIII) são o estilo 3D moderno com troca de personagens. Celceta é remake do IV, então pode ser que queira jogar ele antes do VIII, mas em termos de história nada impede.

Compartilhar este post


Link para o post

Um vício se abateu aqui!

Fall Guys pqp que coisa divertida

Compartilhar este post


Link para o post

Além de Fall Guys, decidi começar Dead Island Definitive Edition.

 

18%... Gostei do sistema de RPG em mundo aberto. O jogo foi malhado, mas essa versão definitiva melhora muita coisa em relação a bugs e outros problemas

Compartilhar este post


Link para o post

comecei Frozen Wilds do Horizon

 

depois de terminar horizon normal no pc

 

bem o meu pc chora nesse frozen wild que fizeram uma simulacao de neve que vc mal enxerga alguma coisa de tanto floco de neve que cai

 

tb tem os tais vazamentos de memoria, seja la o que for que faz o jogo fechar

 

no jogo normal ate rodava de boa 99% do tempo

 

mas ficou devendo mesmo como port, ainda assim, obvio jogar a 60 fps a 1440p com shader sharpness da nvidia >>>> ps4 pro

 

mas nao merecia esses buugs

 

certo momento no jogo, onde esta nevando e tem um daqueles pescocoes gigantes, fiquei com medo de abrir o menu (que causava o fechamento) 

 

sobre o jogo em si, muito lindo, bacana, historia ta legal, mas aquem da trama central ja que tenho que ajudar aqueles tribais que acreditam em page e outras besteiras

 

tipo - foda-se, pode morrer todo mundo

nao e isso que e legal de horizon e sim sobre os antigos, que e a sociedade moderna

 

ainda assim, tb acho que fica desnecessario esticar jogos JA longos e H1 e longo

 

 

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post

Terminei Erica, que ganhei na PS plus. Bem curtinho, acho que umas 4h/5h, a história é bem doidona mas deu vontade de rejogar pra entender melhor a história se tivesse tomado outras decisões, curto muito esse estilo de jogo, e foi bem interessante terem usado atores e cenários reais.

 

Compartilhar este post


Link para o post

Não lembro se comentei aqui mas estou jogando Carmageddon Max Damage versão PS4.

 

Sofre dos mesmos problemas de todo Carmageddon: progressão massante e repetitiva.

 

Mas a jogabilidade é IDÊNTICA ao do Carmageddon de 97. Vale pra matar a saudade.

Compartilhar este post


Link para o post

Depois de tanto ouvir esse tal de Fall Guys, joguei no YT aqui pra ver e...

 

PQP. Francamente...

 

Parece um "Olimpíadas do Faustão" animado....

 

Depois Hoel vem falar de Journey

Compartilhar este post


Link para o post

*Adoro mini-games, jogaria fácil esse Fall Guys se não pedisse psn plus, jamais assinaria essa imundícia pra jogar eventualmente um único jogo casual. E Journey é o melhor game da geração passada, percebam.

 

Terminei Phantasy Star IV no Sega Collection do Switch. A frente de seu tempo, jogo não tem defeito relevante algum e várias características positivas, gostei demais e talvez tenha se tornado meu 16bits favorito depois de Chrono Trigger.

 

Bem devagar no Xenoblade 1 remake pois é partida compartilhada, tá em Central Factory.

 

Aguardando lançar os dlc's do rpg de Fairy Tail, nesse intervalo de duas semanas decidi finalmente comecei Bayonetta também no Switch e fiz 3 capítulos. Eu já havia começado esse game no X360 porém era mongol e não enxerguei a aurea mágica de sua ambientação, tinha achado muito tosco e agora tá muito bom acompanhar sua breguice, pra ver como as pessoas evoluem.

 

*ah, no final de semana fiz uns coop no port de Sunsetriders, segue bastante divertido. Queria mesmo era jogar a continuação do Bloodstained Ritual of the Night mas ninguém animou, povo hoje é muito fresco com pixel 8bit, já vi que terei que encarar esse sozinho.

Editado por Ultima Weapon

Compartilhar este post


Link para o post
38 minutos atrás, Seth Angel disse:

Depois de tanto ouvir esse tal de Fall Guys, joguei no YT aqui pra ver e...

 

PQP. Francamente...

 

Parece um "Olimpíadas do Faustão" animado....

 

Depois Hoel vem falar de Journey

Olimpíadas do Faustão em jogo só não é melhor do que a real:28:

 

Faltou só fazerem a fase da ponte do rio que cai pra ser GOTY

Compartilhar este post


Link para o post

Eu ando jogando muito jogo velho e também mobile tipo Saint Seiya Awakening, ftp. O interessante nesses jogos mobile é que eles sabem valorizar as conquistas. Diferente de troféu idiota, no mundo mobile vc vibra com as conquistas dentro do jogo normal. Ou seja, no caso do Saint Seiya de PS4, vc destrava ali dez chars a cada meia hora e foda-se. Mas no Awakening, cada cavaleiro de ouro é um orgasmo. Claro q é um universo extremamente maldoso, sempre pay to win (eu sempre jogo free), mas eles usam essa coisa tipo álbum de figurinhas do passado para valorizar a sorte de inovar coisas poderosas 

 

O q os videogames podem tirar disso? Ao invés de loot box, as produtores precisam desenvolver mecanismos q dêem singularidade ao jogador em termos de conquistas, ainda q seja baseado no elemento sorte. Ou seja, dificultar e valorizar objetivos q diferenciam as contas de jogadores. Sei lá se isso é possível, talvez videogames devam ficar cada vez mais longe desse universo mobile tão ganancioso.

 

Mas q é um tesão colecionar essas merdas, isso é. Me lembra bastante os tempos de figurinha do colégio.

Compartilhar este post


Link para o post
17 minutos atrás, £ink disse:

Eu ando jogando muito jogo velho e também mobile tipo Saint Seiya Awakening, ftp. O interessante nesses jogos mobile é que eles sabem valorizar as conquistas. Diferente de troféu idiota, no mundo mobile vc vibra com as conquistas dentro do jogo normal. Ou seja, no caso do Saint Seiya de PS4, vc destrava ali dez chars a cada meia hora e foda-se. Mas no Awakening, cada cavaleiro de ouro é um orgasmo. Claro q é um universo extremamente maldoso, sempre pay to win (eu sempre jogo free), mas eles usam essa coisa tipo álbum de figurinhas do passado para valorizar a sorte de inovar coisas poderosas 

 

O q os videogames podem tirar disso? Ao invés de loot box, as produtores precisam desenvolver mecanismos q dêem singularidade ao jogador em termos de conquistas, ainda q seja baseado no elemento sorte. Ou seja, dificultar e valorizar objetivos q diferenciam as contas de jogadores. Sei lá se isso é possível, talvez videogames devam ficar cada vez mais longe desse universo mobile tão ganancioso.

 

Mas q é um tesão colecionar essas merdas, isso é. Me lembra bastante os tempos de figurinha do colégio.

Vai com calma amigão, tem que ter muito cuidado do que os desenvolvedores vão pegar desses jogos mobile e levar para os consoles. Conheço gente que gastou mais de 10 mil dólares nesse jogo. Esse fator sorte que você colocou nada mais é que um caça níquel que pode fazer a pessoa deixar fortunas no jogo.

Eu joguei muito cdz e parei justamente porque jogo pelo competitivo e o jogo não estava me dando os banners e eu não conseguia continuar numa crescente, cheguei no rank imortal 3.

Para mim é o melhor jogo mobile voltado para o pvp, mas essa sede de ganhar dinheiro nos jogos mobile acaba destruindo o jogo e cada banner é um novo personagem muito forte comparado aos antigos e se você não consegue se manter atualizado você não consegue brigar de igual para igual.

Hoje estou no Final Fantasy war of the vision e tenho curtido, mas também tenho N criticas sobre o jogo, a primeira é que o jogo não é para amadores. Se você não for grindar 20h por dia pode esquecer do jogo (competitivamente).

Compartilhar este post


Link para o post

Alwas legacy top Metroidvania digo que bate imundo bloodstained.. testar batltetoads depois 

Compartilhar este post


Link para o post

Batendo aos poucos o modo boss rush do fantasy strike (sim, mesmo o jogo sendo de graça eu comprei o core pack) e o sistema é muito doido! Joga fora, um pouco a cada luta, toda a estratégia do modo normal e leva o combate a proporções épicas, onde ganha quem apela mais! No fim a estratégia fica em qual apelação investir e descobrir como abusar no seu máximo de eficiência! 

 

Nunca vi nada parecido em nenhum outro jogo de luta.

Compartilhar este post


Link para o post

No capítulo 5 de Dead Island.

 

Eu tenho um problema sério com o tamanho das letras nesse jogo, seja na legenda ou em Menus. Acho terrível pra ler e isso tem me incomodado muito.

 

De resto, continuo gostando. As missões são meio repetitivas, mas estamos em um apocalipse zumbi, né? Agora apareceram inimigos humanos e consegui a minha primeira arma. Os cenários são deslumbrantes (Moresby é incrível). Bugs ainda recorrentes, mas nada que atrapalhe a experiência.

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Visualizando este tópico:   0 membros online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..