Ir para conteúdo
Ate Cubanos

O que vocês estão jogando, pederastas?

Posts Recomendados

To terminando Ninja Gaiden do (nes)
Fiz um besteira enorme pqp! morri no boss final e me jogou para a fase 6-1, não para a 6-3! pqp!

Esqueci de salvar na entrada do Boss o jogo

Compartilhar este post


Link para o post

Por algum motivo o TLG não me empolgou de imediato, ao contrário do ICO e SotC. Só numa segunda tentativa é que o jogo clicou comigo e acabei gostando muito.

 

Uma pena uma das cenas mais importante do jogo ser em slow motion no PS4 base, mas não é exatamente novidade nos jogos do Ueda.

Compartilhar este post


Link para o post

The Last Guardian é um jogo obtuso, contemplativo, eu até consigo entender quem não gostou porque ele tem seu próprio método, é um jogo peculiar. 

 

O que eu não entendo é um curtiu os outros jogos do Ueda não gostar. A aura é a mesma. Nenhum deles é jogo de controle total e ação, são puzzles disfarçados de cenários e chefes. 

 

Também não entendo crítica dar 9 pra um bocado de sequência mais do mesmo e dar 7 para um jogo desse chamando de datado por ser peculiar, como se videogame se resumisse ao modismo dos AAA open world atuais. 

Editado por Beto Paz & Amor

Compartilhar este post


Link para o post

Pra mim o problema com The Last Guardian é que ele como jogo de vídeo game é muito fraco. Evidentemente temos todo o clima e só de iniciar o game percebemos que é uma obra do Ueda. Porém o game tem uma progressão muito arrastada e monótona (nada que chegue perto do lixo chamado Death Stranding) os controles são ruins e a câmera é horrível. O gameplay é chato e o jogo se  segura no fator emotivo e depressivo que aqui é apresentado  de maneira muito convincente. É uma pena. Ico e SoC são infinitamente melhores como jogos de vídeo game sendo exatamente o inverso de TLG. Ambos possuem uma jogabilidade muito melhor, são divertidos e por mais que tenham problemas, o conjunto da obra é melhor.

Editado por Nan Gamer

Compartilhar este post


Link para o post

Comprei e instalei o Mahjong Nagomi da Zoo Corporation.

 

Tá menos de 10 talkeis na steam. Queria fazer uma análise mais detalhada para o fórum, mas não joguei o suficiente.

 

Como opção de Mahjong para steam, tá de bom tamanho. 

 

 

 

Editado por Gairarr

Compartilhar este post


Link para o post

Nunca achei que ia ver alguém que goste de mahjong lol

 

Quando vejo coletâneas de jogos de consoles no Youtube para ver coisa que deixei passar sempre tem dois mil mahjongs e só penso "ok, fora japonês de 50 anos, quem joga isso?"

Compartilhar este post


Link para o post

Terminei Ninja Gaiden do NES, pqp kkkk

jogo muito difícil, só tive paciência para terminar porque no emulador salva tá louco!

 

FFVIII Remastered to arrastando é o pior FF, muito pior que o XIII

Compartilhar este post


Link para o post

Resolvi rejogar Mgs4. Lembro que na época joguei meio rushado por medo de spoiler além de outros fatores ( comprei a versão especial no lançamento ) e dando uma desenterrada no meu PS3 resolvi jogar alguns jogos aqui. Uma pena que não aproveitei tanto como estou aproveitando na época. Que jogaço amigos. Mecânica aburda com muita opção e aquele enredo Kojima like que ou você "entra" nele ou não funciona. No meu caso, até por ser fã, entrei. Um pecado a Konami ter abandonado essa geração. Uma versão HD minimamente mais polida com melhores texturas, framerate estável, um AA e melhor resolução já bastaria continuar sendo top 10 da geração.

 

GrayFox

Editado por GrayFox

Compartilhar este post


Link para o post

Outer Wilds POR QUE NÃO É HYPADO?

 

Zerei, 25 horas incríveis. O jogo é de outro mundo.
Os únicos jogos que deram essa sensação gratificante de exploração foram Zelda BotW e o The Witness. Porém, Outer Wilds está um nível acima, gira em torno de exploração e descoberta que nunca deixa de surpreender e recompensar.
Trilha sonora perfeita, lore excelente, gameplay excelente, nível dos puzzles altíssimos. Tudo isso interligado com perfeição.

 

Me perdoem os chapas fãs de journey, ico/SotC/trico e cia, mas se tem um jogo que beira a arte, é Outer Wilds.

 

Ficou meio ofuscado no lançamento, foi lançado primeiro pra consoles e na época do Outer Worlds. Eu mesmo confundi bastante até o Outer Wilds entrar no meu radar. Quando chegou no PC, saiu primeiro na Epic, e só chegou ao steam 18 de junho.

Ganhou vários GOTYs em 2019, absurdamente merecido. Entrou no meu TOP 5 de GOATs.

 

Outer Wilds é pra quem curte jogos em primeira pessoa, voltados pra exploração, descoberta, puzzle e lore. É daqueles jogos que tem que jogar antes de morrer.
Não vou entrar em mais detalhes do jogo, pois acho que isso faz parte da própria experiência dele. É daqueles que cada um tem que experimentar por si mesmo.

 

10/10 - Masterpiece

Editado por Tonmy

Compartilhar este post


Link para o post

Tô jogando o Horizon: Zero Dawn pra PC. A galera tá reclamando no Steam por conta de crashes, má otimização, etc. Pra mim não travou nenhuma vez e tá rodando bem, tirando umas quedas de frame esporádicas, nada perto do que falaram. Logo resolvem isso e vai ficar ainda melhor.

 

Puta que pariu, esse jogo pra PC acho que ganhou o título de jogo mais bonito que botei na minha frente pra jogar. 

Compartilhar este post


Link para o post
12 horas atrás, Tonmy disse:

Outer Wilds POR QUE NÃO É HYPADO?

 

Zerei, 25 horas incríveis. O jogo é de outro mundo.
Os únicos jogos que deram essa sensação gratificante de exploração foram Zelda BotW e o The Witness. Porém, Outer Wilds está um nível acima, gira em torno de exploração e descoberta que nunca deixa de surpreender e recompensar.
Trilha sonora perfeita, lore excelente, gameplay excelente, nível dos puzzles altíssimos. Tudo isso interligado com perfeição.

 

Me perdoem os chapas fãs de journey, ico/SotC/trico e cia, mas se tem um jogo que beira a arte, é Outer Wilds.

 

Ficou meio ofuscado no lançamento, foi lançado primeiro pra consoles e na época do Outer Worlds. Eu mesmo confundi bastante até o Outer Wilds entrar no meu radar. Quando chegou no PC, saiu primeiro na Epic, e só chegou ao steam 18 de junho.

Ganhou vários GOTYs em 2019, absurdamente merecido. Entrou no meu TOP 5 de GOATs.

 

Outer Wilds é pra quem curte jogos em primeira pessoa, voltados pra exploração, descoberta, puzzle e lore. É daqueles jogos que tem que jogar antes de morrer.
Não vou entrar em mais detalhes do jogo, pois acho que isso faz parte da própria experiência dele. É daqueles que cada um tem que experimentar por si mesmo.

 

10/10 - Masterpiece

 

Na minha bolha Outer Wilds é um jogo ovacionado. Já dei umas duas chances e o jogo ainda não me fisgou, mas preciso me esforçar e continuar tentando, pois sinto que eu sequer arranhei a superfície dele.

Compartilhar este post


Link para o post
18 minutos atrás, Lockhart disse:

 

Na minha bolha Outer Wilds é um jogo ovacionado. Já dei umas duas chances e o jogo ainda não me fisgou, mas preciso me esforçar e continuar tentando, pois sinto que eu sequer arranhei a superfície dele.

Ah chapa, acho que nenhum jogo é pra todo mundo. O passo do jogo é lento, tem que ter bastante paciência (e isso com aquela sensação de "urgência").

É totalmente aberto, até ter uma noção do que fazer demora bastante. E pode ficar bem repetitivo, ainda mais quando trava em um puzzle.

 

Comparando, eu já dei 3 chances pro ico, e pro the last guardian. Não é meu tipo de jogo, abandonei todas (Sotc terminei). Apesar de ser cultuado esses jogos, e admito que tem um charme único, não são pra mim.

 

Mas às vezes é dia ou época mesmo. Vários jogos que não me fisgaram, tentei semanas ou meses depois, viciei e zerei. Exemplo clássico foi o the last of us (abandonei na metade do jogo), fiz o mesmo com bayonetta.

Compartilhar este post


Link para o post
1 hora atrás, Lockhart disse:

 

Na minha bolha Outer Wilds é um jogo ovacionado. Já dei umas duas chances e o jogo ainda não me fisgou, mas preciso me esforçar e continuar tentando, pois sinto que eu sequer arranhei a superfície dele.

 

Tô na mesma. A premissa é interessante, mas como ele é extremamente aberto, eu fiquei meio perdido, ainda mais com o cronômetro na sua cara.

 

Mas acho que realmente é o jogo "clicar" pra eu curtir ele.

Compartilhar este post


Link para o post

Em não curto jogos sandbox, sem objetivos, sempre me sinto "overwhelmed". Entendo totalmente vocês. Difícil de falar sobre Outer Wilds é isso, se eu contar pra esclarecer, vou privar vocês da descoberta, mas tem o risco de abandonarem o jogo antes de chegarem lá.

 

Vou tentar dar um empurrãzinho sem spoiler ou com o mínimo, só mencionando coisa que se vocês jogaram 1 hora, vocês já devem ter visto.

Numerei os bisus, acho de boa lerem o 1 e o 2. Só recomendo não ler quem quiser ir totalmente às cegas pro jogo.

O 3 só recomendo ler quando tiverem avançado algumas horas no jogo, mesma coisa com o 4. Ou perderem a paciência com o jogo.

 

  • 1) Ontem, depois que zerei, assisti um documentário sobre a produção do jogo. A ideia do jogo é
 

a de curiosidade e descoberta. A única coisa que você retem dos 22 minutos é só o seu conhecimento. Então a exploração é absurdamente recompensada, e conforme vai aprendendo, o universo inteiro começa a fazer sentido.
O jogo incentiva você a explorar as coisas por curiosidade, "deixa eu ver o que tem lá", "o que acontece se eu fizer isso", etc.

É aberto mesmo no começo, podendo ser "overwhelming", mas no desenvolvimento eles viram que o pessoal tinha essa dificuldade de não saber o que fazer. Então o que eles fizeram é colocar sugestões do que fazer pelos diálogos do NPCs. Então quando você conversa com um NPC e tem 6 oportunidades de diálogos, elas são tipo sugestões: "Olha, tem tudo isso aqui que você pode fazer se não tiver com ideia."

E com a exploração, vai ficando tudo mais claro. O lore é no texto, eles sofreram um pouco com isso também, porque depende da pessoa ler e prestar atenção nos textos.

 

  • 2) Pra mim o início foi mais fácil, estava com paciência e logo no começo
 

já tive umas mortes sensacionais. A segunda eu cai no buraco negro, fui teletransportado pro final do sistema solar, e fiquei a deriva sem combustível na roupa aguardando a morte certa dentro de uns bons minutos. Com aquela música e aquele cenário, foi de arrepiar essa espera.

 

        Também tive o problema de ficar perdido sem saber o que fazer, então o que resolvi e sugiro fazerem 

 

é procurar o sinal dos instrumentos musicais e ir tentar encontrá-los. Cada instrumento é um astronauta da Outer Wilds, e como disse lá em cima, eles ajudam nas sugestões. A partir daí é fazer o que der na telha, seguindo pelo que ele falou, pelo que vocês leram em outro lugar, ou sair por aí aleatório.
O design do jogo é muito bem feito, então se der curiosidade de "ver o que tem ali", vai que provavelmente tem algo.

 

  • 3) Tem uma ferramenta que demorei a aprender a usar que tá disponível desde o começo do jogo. Recomendo só ler aqui depois de tentar o que sugeri acima e não der certo, que uma hora vão aprender a usar essa ferramenta naturalmente.
 

Também só aprendi a usar ela consistentemente lá pelas 15 horas. A nave tem um "rumour mode" que ele atualiza sempre que você aprende coisa nova. Aprendendo a usar esse modo a loop, nunca mais terão problemas de como avançar no jogo. Os locais que tem "?"  você tem conhecimento, mas não explorou. Os que tem um "*" em amarelo, você já explorou, mas ainda tem coisa pra ser descoberta lá. Pronto, recomendei não ler aqui porque o jogo que era sem objetivo virou jogo com objetivo. A partir daqui, tudo começa a se inter-relacionar.

 

  • 4) Por fim, se enventualmente acabar a paciência por conta do tempo 
 

pra morrer, a única habilidade que se retém no jogo é a de meditar pra esperar o próximo loop. Fui descobrir ela já tinha quase 15 horas de jogo, então às vezes foi bem desgastante esperar pra morrer. Essa habilidade ajuda e muito.
Já adiantar o tempo não tem jeito, tem que esperar. Se isso for dealbreaker pra chegar a desistir do jogo, tem mods que adiantam o tempo. Não cheguei a usar, mas é uma saída.

 

Tem outros mods que, por exemplo, param o tempo. Não usei nenhum nele, mas sou da corrente de deixar cada um jogar do jeito que quiser, e mods são uma beleza pra adequar o jogo pra cada um.
Assim como olhei por 3 vezes a solução de puzzle. É muito difícil resolver todos por conta própria. Se travar por muito tempo sem novos avanços, não tenho dó de ler a resposta.

Editado por Tonmy

Compartilhar este post


Link para o post

Uncharted: The Lost Legacy zerado. Zerei no PS4 do meu primo esse finde, lol.

 

Um bom DLC stand alone do 4. Naughty Dog é foda fazendo personagens carismáticos. Ver a relação da Chloe e da Nadine durante o gameplay é muito bacana. Os puzzles não são tão bons quanto em outros Uncharted, mas ainda são bacanas. A parte da exploração mais aberta pra mim é o destaque do jogo. Me deu vontade de jogar um Uncharted com mais foco nisso. Nota 8,5.

 

No embalo de Uncharted, zerei também o Uncharted 3 do Collection, mas esse já tinha jogado quando lançou. Nove anos já, pqp. Pra mim é o melhor Uncharted da série principal, pelo que lembro deles. Foi muito underrated porque todo mundo paga pau pro 2. Preciso rejogar todos, essa vibe de jogo linear mais focado em narrativa cansa, mas revisitar depois de uns anos tem seu valor. Nota 9.

Compartilhar este post


Link para o post

Não lembrava que FFVIII era um jogo tão preso sem exploração, já to adiantado no disco 2 e não fui para o mapa mundo ainda, só andei um pouco do Garden até a cidade próxima e a Fire cavern, depois para o outro garden e para o míssel launch.

Compartilhar este post


Link para o post

Terminado o primoroso The Last of Us 2 (vulgo melhor jogo de PS4):

 

Ghost of Tsushima (PS4): tenho umas dez horas de jogo. Em geral, estou curtindo. Jogo belíssimo e com bastante coisa pra fazer. As missões não estão exatamente inspiradas, mas até agora não achei muito repetitivas (embora saiba que esse é um problema comum de open worlds e mais cedo ou mais tarde deve rolar aquela fadiga).

 

A batalha poderia ser melhor ou pior, ao menos estão proporcionando desafio, o controle é meio esquisito mas maioria das vezes que morri foi por minha culpa mesmo. O jogo é bem user-friendly no sentido de te explicar minuciosamente sobre tudo, ele até te avisa quando você pegou itens o suficiente para craftear um novo equipamento. Babá do jogador até demais.

 

Algo que gosto nos jogos da Sukcer Punch é a velocidade, fluidez da ação em geral, e mesmo esse tendo um combate mais travado continua seguindo essa linha, tudo muito rápido, mil check points para deslocamento, restart quase instantâneo quando você morre. É um gameplay ágil. Um anti-Dark Souls nesse ponto.

 

Paper Mario and the Origami King (Switch): estou com cerca de 20 horas de jogo, creio que já passei da metade. Postei algumas impressões no tópico do jogo, continua me agradando. O capricho está a milhas de distância do Sticker Star, que achei um jogo ok, mas o piorzinho da série dentre os que joguei. Os diálogos estão maravilhosos, no padrão do Thousand Year Door (melhor da série), a arte está primorosa, trilha sonora das melhores também.

 

Minhas críticas são ao sistema de batalha. Eu nem tive tanto problema com o grid em si, adiciona um layer de estratégia, mas como o jogo te da moedas de forma exagerada, você sempre tem um estoque de armas fortes e itens de cura quase infinito, o que tira o desafio. Quase impossível morrer com o estoque que tenho agora. Nesse ponto é uma decepção, já que era um problema também do Sticker Star e não foi corrigido.

 

Grid Autosport (Switch): cerca de dez horas de jogo. Ótimo port e possivelmente o melhor jogo de corridas de carro no Switch. Essa é minha "nova série" de corrida favorita da geração passada, Autosport é a terceira versão, de 2014 (joguei bastante do Grid 1 no X360 e pulei o 2). Adoro a física desse jogo, a variedade e a estética em geral.

Em relação ao primeiro, o modo de progressão teve algumas alterações que te permitem escolhas mais focadas em determinados tipos de corrida. A jogabilidade está ótima para estrear meu novo Pro Controller (sim, jogava no "cachorrão" desde 2017, só me rendi agora) e graficamente está bastante satisfatório para um jogo de Switch. É um jogo altamente customizável também, tanto em escolhas de performance e resolução quanto de jogabilidade e dificuldade. Como tem muito conteúdo, ainda devo jogar bastante.

Editado por Beto Paz & Amor

Compartilhar este post


Link para o post

Estou jogando Uncharted 4. Estou adorando, eu nem lembro quando eu joguei Uncharted 3, mas faz um tempão. Estava com saudade do plataforming, da historinha de Indiana Jones, essas coisas. Jogo bem light, acho que estou no finalzinho, provavelmente hoje de noite eu mato.

Compartilhar este post


Link para o post

Matei o Uncharted 4. Jogaço. Gostei do final também em especial.

 

Instalei ontem Carmageddon Max Damage (PS4), mas nem joguei. Vou começar mesmo hoje de noite.

Compartilhar este post


Link para o post

Jogando principalmente Ghost of Tsushima e Fall Guys.

 

GoT me deixa com sentimentos mistos. Artisticamente é um dos jogos mais lindos e vibrantes que já joguei, também ajuda o fato de eu ser apaixonado pela temática Japão feudal. Gosto muito do combate, principalmente com as técnicas e habilidades mais avançadas já desbloqueadas, limpo uma aérea de inimigos em pouquíssimos minutos usando todas as ferramentas disponíveis, e é tão tão gostoso sair retalhando, atirando kunais, bombinhas e flechadas em hordas de inimigos. Mas a estrutura de missões desse jogo, meu senhor... sem inspiração, repetitiva e simplesmente chata. Pra mim o jogo só funciona explorando 100%, é onde ele brilha, pois a ilha é maravilhosa e o combate é muito gostoso, mas se eu estivesse focando nas missões principais e secundárias já teria largado.

 

Fall Guys é meu novo vício, não consigo passar um dia sem perder uma horinha pelo menos brincando de olimpíadas do Faustão. É muito raro eu me dedicar a jogos online, mas já estou criando vários objetivos pessoais rsrs Quero o troféu de atingir nível 40 em uma temporada, estou no 24 e por enquanto a progressão está bem tranquila.

Compartilhar este post


Link para o post
Em 10/08/2020 em 09:31, ragecom disse:

Matei TLG no final de semana. Jogaço. Adorei.

 

89b709378a.jpg

os momentos finais desse jogo consegue a PROEZA de bater SOTC, ICO e mesmo em pe de igualdade do MGS3

 

 

e um dos melhores  momentos finais de todos os tempos

 

tenso demais

 

Compartilhar este post


Link para o post

Terminei Super Mario 3d World

 

eu ja tinha chegado no mundo 7 em 2015 acho e larguei la nao lembro porque mas um pouco decepcionado com ele, mas ainda assim, minha nota era 8,5

 

Mas dessa vez foi diferente, joguei para minhas filhas assistirem e torcerem, e meio que narrando o jogo lol, ate minha esposa que nao se interessa por jogos sentou do lado para acompanhar.

Terminei e falta bem pouco para completar todas as estrelas e carimbos

 

Bem, o que da para dizer e reafirmar

 

- Graficos artisticamente lindos, beirando a perfeição

- Parte tecnica muito responsavel

- Trilha sonora fabulosa, claro que tem temas famosos ja, como a que vc monta em cima do dinossauro, adoro essa musica (acho que era a fase do pinguim do SM64)

- Ultimo chefe muito bom, o Bowser usando os mesmos poderes de vc.

- level design é excelente, embora aqui comeca a entrar meu ponto negativo

 

 

- como dito la em 2015 o jogo segue  a base do Mario 3d Land, que sinto como um jogo menos profundo, mais casual num nivel linear, entao isso facilita enorme para poder balancear o level design que e nota 10 com o sistema de gameplay que ele proporciona

Nao e como um mario ousado em mecanicas como o Sunshine que de repente ele atira, voa no jet pack , ambiente aberto que exige maior esforco para fazer um level design dentro disso , on fly .

 

e como negativo negativo MESMO., sao esses chefes filhos do Bowser que deviam extinguir da historia. 

 

Mas é isso, jogaço, nota 90

 

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Visualizando este tópico:   0 membros online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..