Ir para conteúdo
Ate Cubanos

O que vocês estão jogando, pederastas?

Posts Recomendados

Arte sensacional essa do PSII.

 

SMSCapaPhantasyStar_03.jpg

 

A capa do PSI do Master acho bem legal também. Naquela época as capas tinham uma importância totalmente diferente, nós basicamente comprávamos ou locávamos os jogos pela capa :lol:

Compartilhar este post


Link para o post

Capa japonesa do Phantasy Star II é ótima mesmo, mas essa americana do primeiro é feia demais haha. Só nostalgia que melhora pra gente. Mas o melhor jogo da série que se ferrou, Phantasy Star IV tem capas feias nos dois lados do mundo. 

 

NoSQpu2.jpg

 

Ainda assim, sinto falta da estética anime dos anos 80 e 90.

Compartilhar este post


Link para o post

Terminei Human Fall Flat, jogo muito divertido no COOP, foram umas 3 horinhas de gameplay e altas risadas, comecei o jogo com o Eek e deixei a sala pública, chegou um momento que tinham 8 pessoas na partida e virou uma loucura só, é um game com jogabilidade bizarra mas funcional para o que ele propõem. 

 

Comecei The Vagrant e estou com quase 3 horas de jogo, gostando bastante, saiu uma atualização gigante no game A Lenda do Herói e revisitei algumas telas, até chefes novos incluíram, muito bacana. 

 

Joguei meia horinha do Momodora, comprei ele esse final de semana no Steam e hoje vi que já tenho o game no gamepass do Xone, entrei com pedido de refound no Steam (primeira vez), vamos ver se consigo o dinheiro de volta e pego outro joguinho, esse gamepass tem tanto jogo que acabo esquecendo de verificar lá se já não tem o que estou querendo comprar.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
5 horas atrás, Strife disse:

Tem animes e animes, capas e capas, jogos e jogos. Não se trata de ser mulher na capa e sim do tipo de arte.

 

A capa original americana de Phantasy Star nem anime era, era aquelas representações americanas nada a ver. E não representava a estética do jogo. Não é o caso de Neptunia.

 

Neptunia é coisa de otaku moe retardado que gosta de lolicon. A capa realmente te diz tudo que precisa saber. Mas arrisca aí, vai que.

 

Já que é assim, recomendo os remakes da linha Sega Ages de Phantasy Star I e II para PS2. Mais jogo.

 

 

Existe uma série de RPG (na real, os jogos, pelo o que dizem, tão mais pra VN do que pra RPG) chamada Utawarerumono Mask of Deception e Mask of Truth que é bastante elogiada em foruns por aí. Tá até em promoção na PSN, mas não consigo pegar justamente porque tem essa arte tosca aí de otaku moe. 

 

Talvez a história do jogo até seja boa mesmo, é bastante elogiado, mas não consigo criar coragem pra tentar jogar. A arte estilo lolicon é ruim demais.

Compartilhar este post


Link para o post

Terminei o Doom Eternal, que jogaço, difícil para um caralho, mas sinceramente, superou o 2016 em todos os pontos.

Dou nota 10

 

To jogando o Dragon Quest Heroes, legalzinho, mas é enjoativo para a maioria das pessoas.

Dou nota 7

Compartilhar este post


Link para o post
4 horas atrás, Strife disse:

Capa japonesa do Phantasy Star II é ótima mesmo, mas essa americana do primeiro é feia demais haha. Só nostalgia que melhora pra gente. Mas o melhor jogo da série que se ferrou, Phantasy Star IV tem capas feias nos dois lados do mundo. 

 

NoSQpu2.jpg

 

Ainda assim, sinto falta da estética anime dos anos 80 e 90.

 

Coitado do Chaz, virou uma bichona!

Compartilhar este post


Link para o post

Finalmente fui terminar o tal do INSIDE

 

joguinho bom da porra. bizarro, te deixa pensando

 

coitado meu afilhado pequeno tava vendo e ficou traumatizado :lolmor:

Compartilhar este post


Link para o post
Em 01/05/2020 em 19:20, DanDan disse:

jogaço mesmo esse streets of rage, eu tive problema para começar esse jogo tiver que mudar o idioma parta ingles e nao estava carregando. eu vi a dica desse erro no youtube.

 

 

 

 

vcs tao conseguindo zerar o streets 4 so com duas vidas?

 

eu consigo no maximo um estágio e olhe la :lolmor:

Compartilhar este post


Link para o post
1 hora atrás, Joker disse:

 

vcs tao conseguindo zerar o streets 4 so com duas vidas?

 

eu consigo no maximo um estágio e olhe la :lolmor:

 

Não consegui na última fase, mas só fiz uma run com a Blaze até agora e queria terminar logo sem ficar repetindo mil vezes. Agora vou refazer a fase até passar sem assistência de vida, não seu se vou conseguir, pois tô muito, muito longe de ser um bom jogador de beat'em up.

 

Alguém aqui jogando online no Xbox One? (tem crossplay)? 

Compartilhar este post


Link para o post
2 horas atrás, Evan / Phalk disse:

Eu achei esse SOR4 um lixão.

Como corre nessa porra? Não dá?

 

Só a filha do Adam é que corre, a moreninha guitarrista!

Compartilhar este post


Link para o post
2 horas atrás, Lockhart disse:

 

 

Alguém aqui jogando online no Xbox One? (tem crossplay)? 

 

eu dei uma jogada de leve fiz so 2 estágios acho

 

gamepass lindo

Compartilhar este post


Link para o post

Passei o finde sem postar mas joguei mais dois jogos maravilhosos da porra no suiche.

 

O primeiro foi Dead Cells. Metroidvania com cenário rogue-like com uma mecânica deliciosa de combate. O jogo é desenhado pra complecionistas e speedrunners, ou seja, a mainquest do jogo dura talvez uma hora, uma hora e meia pra quem for mais lento, mas o desafio do jogo está em aumentar gradativamente a dificuldade e ir desbloqueando perks e descobrindo novos caminhos e desafios durante a campanha. Não tô numa vibe complecionista no momento, tendo desbloqueado o videogame e querendo jogar tudo que eu tenho vontade, lol, mas em outros momentos eu certamente teria destrinchado esse jogo. Excelente pedida pra quem gosta de controles preciso e combate variado e frenético. Faltou ter uma main mais completa pra quem não se interessa pra explorar tanto as entranhas do jogo. Nota 8,5.

 

Quinta-feira zerei Return of the Obra Dinn, e meu deus, que obra prima. Fiquei muito surpreso com a capacidade desse jogo viciar. Primeiro dia que joguei sentei e joguei 4 horas direto e ainda fiquei com sede de querer saber mais sobre a história. O jogo é um adventure investigativo, onde tu é um inspetor contratado pra descobrir o que aconteceu no Obra Dinn, um navio que desapareceu no século 19. Através de um logbook e flashbacks, tu tem acesso a toda a história e precisa constatar o que aconteceu com cada um dos tripulantes. Dar nome a eles, descobrir o paradeiro e/ou motivo de morte. Minha única birra com esse jogo é a falta de intuitivdade na navegação dos menus e a impossibilidade de acessar memórias de um jeito mais conveniente do que precisar sempre ir onde existe um cadáver e examinar. Depois de um tempo, esse backtracking fica bem chato e toma um tempo desnecessário, já que todo o log sobre cada acontecimento já tá registrado no livro e bastaria linkar cada diorama da cena a uma página. Se tivesse umas melhorias nesse quesito, seria um jogo nota dez. 

 

Outra coisa: é um jogo muito difícil. São 66 pessoas no navio e às vezes o jogo exige alguns conhecimentos gerais a mais que com certeza ajudam a fazer certas suposições e completar a lista. Terminei o jogo com 42 de 66 destinos resolvidos. Depois fiquei louco de curiosidade e, desanimado pela falta de fluidez pra examinar casos já abertos, resolvi ler o restante na internet, lol. De qualquer forma, aproveitei o jogo na medida em que me divertiu. É uma baita experiência e não tem nada muito parecido no gênero. LA Noire chora e passa vergonha perto de Return of The Obra Dinn. Nota 9.

Editado por Xiubaca

Compartilhar este post


Link para o post

Conseguir fazer o primeiro final em 1hr o cara é bem bom na parada, e acho q só nos speedrun q rola 1h ou menos. Dead Cells tem fim, mas vc tem q zerar 5 vezes. Da sexta pra frente, a ultima dung pode ser aberta e vc conclui o plot/main quest.

 

Eu tenho 116hrs e ainda n cheguei lá. Um dia eu volto e termino, foi assim até chegar na segunda boss cell e depois na quarta.

Editado por Lucs

Compartilhar este post


Link para o post

Pois então, eu vi que algumas áreas nem cheguei a visitar e fiquei curioso pra ver o que tem. 

 

E claro, não terminei o jogo em 1h. Quis dizer que a run que se consegue chegar no rei lá demora mais ou menos isso, mas até lá tem que ter comprado umas skills permanentes e desbloqueado algumas armas melhores. Acho que foi la pela minha oitava run que consegui chegar no Hand of the King.

Compartilhar este post


Link para o post
11 horas atrás, Evan / Phalk disse:

Eu achei esse SOR4 um lixão.

Como corre nessa porra? Não dá?

 

Não. Mas o único q dá pra correr é o 3

Q é o pior.

 

Dead Cells achei legal. Mas um saco ter q ficar refazendo mil vezes. enchi o saco.

Editado por £ink

Compartilhar este post


Link para o post
23 horas atrás, Strife disse:

The Vagrant e Momodora (se for o Reverie) são dois jogaços demais.

 

Gostei bastante de Bladed Fury. Segue a linha de The Vagrant em ir na onda dos jogos da Vanillaware. Estava em promo outro dia na Steam por menos de 10 Bozos. Se gostou do The Vagrant vale a pena dar uma olhada Strife.

 

https://store.steampowered.com/app/927250/Bladed_Fury/

 

 

Editado por Marcelo Roffer

Compartilhar este post


Link para o post

Eu já tenho esse Bladed Fury na wishlist, mas nem sabia que era no estilo The Vagrant. Vou ver como está o preço agora, já comprei coisa demais mês passado, tô até com medo de ver minha fatura amanhã.

Compartilhar este post


Link para o post

Também estava na minha lista e quando apareceu aqui estava por R$ 8,70 se não me falha. Aproveitei a promo mas ainda não joguei muito.

Compartilhar este post


Link para o post
Em 03/05/2020 em 20:44, Cecil disse:

Arte sensacional essa do PSII.

 

SMSCapaPhantasyStar_03.jpg

 

A capa do PSI do Master acho bem legal também. Naquela época as capas tinham uma importância totalmente diferente, nós basicamente comprávamos ou locávamos os jogos pela capa :lol:

 Primeiro RPG da minha vida, levei meses pra terminar e fiz os mapas à mão com papel quadriculado (que paciência). Lembro-me quando finalmente consegui matar um "Fishman", liguei pro meu irmão pra contar hahahaha. Bons tempos. 

Compartilhar este post


Link para o post
1 hora atrás, Seth disse:

 Primeiro RPG da minha vida, levei meses pra terminar e fiz os mapas à mão com papel quadriculado (que paciência). Lembro-me quando finalmente consegui matar um "Fishman", liguei pro meu irmão pra contar hahahaha. Bons tempos. 

Eu joguei o PSI tem pouco tempo (faz uns meses só), e sem mapa é impossível. E eu fiquei imaginando exatamente isso, na época quem não tivesse acesso a algum guia teria que desenhar mesmo. Parando pra pensar e um tipo de interação muito interessante.

 

Fishman as vezes vem 4, no começo do jogo não dá pra encarar.

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Visualizando este tópico:   0 membros online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..