Ir para conteúdo
Shiyuu

Zelda Wind Waker

Posts Recomendados

Postei no tópico lá do Retro, depois lembrei que tem essa sessão aqui (só não sei se alguém ainda visita).

 

Terminei Wind Waker HD ontem. Foi a primeira vez que o joguei, vou postar minhas impressões.

 

Pra mim, ficou muito claro que o objetivo desse jogo foi inovar em tudo, dar um novo rumo à série mesmo. Isso fica óbvio pelo visual (belíssimo, por sinal), mas vai muito além disso. Ele tem uma proposta diferente dos Zeldas anteriores, o foco deixou de ser nas dungeons e passou a ser na exploração do overworld. Essa decisão foi uma faca de dois gumes: enquanto o jogo possui a melhor exploração da série (ritmo, tamanho do mundo, quantidade de coisas para fazer), ele possui as piores dungeons, e em menor quantidade.

 

A exploração realmente é impecável, navegar pelo oceano é uma experiência mágica, você se sente livre em um mundo enorme cheio de coisas e lugares para conhecer, e o fato de você ter acesso à tudo aquilo desde as primeiras horas de jogo é fantástico. O sistema de navegar pelo mar também mudou o jeito como o overworld é tratado em alguns títulos posteriores da série, como Skyward Sword, Phantom Hourglass e Spirit Tracks, onde você possui um veículo que te conecta a vários pontos diferentes (e até hoje o barco de Wind Waker não foi superado, nem sequer chegaram perto). A própria quest pela Triforce é reflexo do jogo querer dar mais importância ao overworld: ela faz o papel de última dungeon do jogo, mas acontece no mundo aberto. 

 

Já as dungeons, como eu falei, são bem fracas mesmo. São apenas 5, e todas são bastante esquecíveis, não há nenhuma mecânica interessante, nenhuma especificidade, elas apenas trazem uma série de puzzles que já haviam sido utilizados antes na série. Os chefes também são fracos, dois deles são cópias quase idênticas de chefes do Ocarina of Time (Kalle Demos e Gohdan, copiados de Barinade e Bongo Bongo, respectivamente). Destaco apenas Jalhalla, que achei divertido, e Molgera, que apesar não ser criativo, possui um desafio interessante. O chefe final também é muito bom, talvez a melhor batalha contra Ganon da série (ajudada pelo excelente visual do mesmo no jogo).

 

Eu nunca fui muito fã de explorar, geralmente não faço 100% do jogo (os únicos que fiz até hoje na série foram OoT, ALttP e MM), então realmente ficou a sensação de que o jogo deveu alguma coisa. Terminei o jogo sem ter na memória um grande momento, aquela dungeon em que, ao entender o mecanismo geral, você pára e pensa: "Putz, que design genial!".

 

Mas isso é um pouco compensado pela ambientação do jogo, todos os personagens são excelentes, e possuem o dobro de carisma em versão cartoon. As caretas do Link, os diálogos dos habitantes de Windfall, o carisma dos Rito, tudo isso contribui para um dos mundos mais divertidos e interessantes da série. Mais ou menos o extremo oposto de Twilight Princess, que possui dungeons excelentes e um mundo vazio com personagens chatos. O Ganondorf de Wind Waker pra mim é a melhor versão do vilão até hoje. Seu design é muito bom, e as cenas com ele foram muito bem dirigidas. A batalha final, como já comentei, é muito boa. Zelda mais uma vez decepciona um pouco. Ocorre algo parecido com OoT, onde ela se mostra independente e habilidosa enquanto usa seu disfarce, apenas para se transformar na donzela indefesa instantaneamente, ao pôr seu vestido. Isso me incomodou bastante, mas foi parcialmente remediado pela participação dela na batalha final. Isso também vem mudando em jogos mais recentes, como TP, e, principalmente, Spirit Tracks.

 

Considerando tudo isso que falei, para mim, o jogo vale um 8,5, mas tudo depende do estilo do jogador. Para aqueles que adoram passar horas desbravando o overworld, certamente a nota será superior a 9. O interessante é que, logo após WW, veio um jogo que na minha opinião é diametralmente oposto, TP. Para mim, foi a Nintendo dizendo "é, nós nos divertimos o bastante e tomamos liberdade total em WW, agora é hora de fazer a sequela de OoT que todo mundo queria lá em 2002". Se deu certo, eu não vou opinar aqui, mas gosto muito de TP e acho que o legal da franquia é que, como cada jogo possui um caráter muito próprio, jogadores com estilos diferentes sempre encontrarão um que os agrada (e claro, OoT que agrada a todos, haha).

 

Agora eu rejogarei Phantom Hourglass, para terminar dessa vez, e o próximo será Skyward Sword!

Compartilhar este post


Link para o post

na época uma das coisas mais chatas era navegar neste jogo, acho q muita gente criticou, tanto é q em phantom hourglass colocaram mini-games no meio da navegação pra deixar menos tedioso

 

nessa versão consertaram várias coisas como o vento e a velocidade de navegação q era limitada pelo hardware do cube

 

deve ter melhorado bem

Compartilhar este post


Link para o post

Sim, esqueci, de comentar, esse review é da versão HD. Ela otimiza vários detalhes que desperdiçavam tempo na versão do cube (como animações muito longas). As mudanças mais drásticas foram a quest da Triforce, que está mais straightforward, e a navegação, que o SM comentou. 

 

A quest da Triforce eu achei ótimo terem mudado, porque, como já falei, não sou muito fã de exploração, ia achar um saco encontrar 8 charts pra depois encontrar as 8 peças. Do jeito que fizeram ficou ótimo, na medida certa.

 

Sobre a navegação, eu não sabia que tinham adicionado uma vela mais rápida no jogo (até porque ela é totalmente opcional e sua localização não é óbvia), e estava tranquilo. Realmente incomodava um pouco ter que mudar a direção do vento sempre, mas eu entendia que aquilo fazia parte do universo do jogo, fazia ele mais coerente. Depois que peguei a vela mais rápida, porém, foi impossível voltar à anterior. Na versão HD, portanto, acho que essa vela é um bom upgrade para se conseguir mais pro final do jogo, quando você já teve bastante a experiência de navegar do jeito tradicional e só quer agilizar as coisas. Não vejo ela como essencial não, portanto, isso não é demérito pra versão do Cube.

Compartilhar este post


Link para o post

Acho mta afta n'alma reclamar da navegação do WW. Pra mim é uma das melhores coisas do jogo e sem dúvida um dos grandes momentos da geração passada, desses que te fazem pensar PORRA QUE JOGO FODA. Navegar em WW é tão lindo e feelingzístico que nem a parte final me incomodou.

 

Melhor Zelda depois de Ocarina e ALTTP, podem chorar. Surra de pau mole no SS.

Compartilhar este post


Link para o post

Só pra quem joga Assassin's Creed e acha exploração > puzzles e combates. Skyward Sword humilha Wind Waker da primeira à última dungeon, do primeiro ao último chefe.

 

Até porque o páreo é muito fácil, né, as dungeons do Wind Waker são bem ruins mesmo.

 

To empolgado pra SS, mas não jogarei agora porque gosto de alternar gêneros. Zelda de console é um prato que deve ser saboreado com calma, curtindo cada nuance.

Compartilhar este post


Link para o post

Último chefe do WW > boneco Goemon-like do SS, perdão. WW ganha em exploração, ambientação e gráficos, incontestável. SS em dungeons e combate, incontestável também. História é meio subjetivo, mas sou bem mais a do WW. Revisitar o Hyrule Castle submerso é outro momento dos mais marcantes da geração passada e já valeu toda a historinha pra boi dormir do SS. Mas isso é uma das coisas menos importantes em Zelda.

 

Mister N (Só de não ter fetchquest filler mongol a cada meia hora já me faz colocar WW num patamar acima, lamento.)

Compartilhar este post


Link para o post

Vou tentar ser rápido e não me alongar muito senão a discussão vai até o ano que vem. Discutir SS é loucura, já me prometi mil vezes que não faria isso mas nunca aprendo lol. Só explicando o que eu disse:

 

Não acho o chefe final do WW melhor pelo design do boneco. Basta ver cada um:

 

 

 

 

 

Nem vou catar vídeo da primeira forma porque é chata igual. Nem lembrava da segunda, esquecível-mor. Aliás, nem lembro o nome dessa merda. Nem sei se tem. Chora.

 

Basicamente, quando eu penso no chefe final do WW é isso que me vem à cabeça:

 

wind+waker.jpg

 

Quando penso no do SS:

 

mninja64-badguy2.jpg

 

 

:mallandro:

 

 

Quando falo que WW é melhor graficamente, me refiro ao estilo artístico. Tecnicamente claro que não é. Nunca gostei do estilo aquarela lavada do SS. O Link Michael Jackson também nunca desceu. Pra mim WW dá um banho, caga em cima e dá outro banho. Mas é subjetivo.

 

Quando falo de fetchquest mongol não me refiro só o bicho papão re-repetido e os key shards. Tem as notinhas, as partes de procurar coisa com dowsing, as trocentas bolinhas do Silent Realm over and over again e mais algumas que eu não vou lembrar agora. O jogo tem um sério problema de ritmo, faz questão de te desviar do seu objetivo o tempo inteiro pra realizar tarefas com pouco ou nenhum significado. Isso me irritou demais, Zelda não é isso. A grande maioria das fetchquests nos Zeldas anteriores são opcionais, sidequests, e geralmente terminam com boas recompensas como Heart Pieces ou até uma Biggoron Sword. No SS é só um trambique pra prolongar o jogo. Tem fetchquest dentro de fetchquest nessa merda. Muito pelo contrário do que você disse ali, SS é pra quem TEM fetiche por coleta de item. Eu tenho, mas pra platformers, não pra Zelda.

 

O motion control é muito bem implementado e se não fosse por ele eu provavelmente não teria jogado até o fim, mas sinceramente? Se o próximo Zelda não tiver isso, não vou dar a mínima. Não quero que todo Zelda daqui pra frente seja pensado e baseado em torno da direção que você corta as coisas. Pra mim é isso é um gimmick. Um gimmick bom, que todo Zelda tem. O do Ocarina é a ocarina, o do Majora são as máscaras, o do WW é o barco, o do TP é o lobo, o do SS é o uso da espada. É assim que eu vejo cada Zelda em sua essência/proposta.

 

Dizer que exploração é coisa pra quem joga Assassin's Creed parece o Alucard querendo defender tranqueira da Sony porra. Zelda sempre teve a exploração como uma de suas maiores virtudes. Sempre incentivou o jogador a descobrir o mundo por conta própria, mesmo com um enredo linear. SS é completamente desprovido disso, você fica fazendo o que te mandam fazer o tempo todo. A começar pela Fi, pior companion de toda a franquia com folga.

 

Resumindo: já tem 3 coisas que tu não manja, de Zelda, de Sonic e de Conker. Tou contando aqui, quando chegar a 10 boto no ignore.

 

 

Fracasse logo em mais uma tentativa de defender esse esterco do SS e vamos falar do WW lindo que o tópico é sobre ele. :romwalk:  

 

Editado por Rare-fan

Compartilhar este post


Link para o post

Já coloquei o macacão anti-incêndio aqui, já sei qual será meu próximo post independentemente da resposta/baforada do Bowser. Tá guardado pra amanhã.

Compartilhar este post


Link para o post

Queria jogar no pc, sera q ja rola essa emulação?

Somente o Wind Waker original de Wii. WiiU ainda não dá pra emular, tampouco a equipe que faz o emulador parece interessada.

O Wii tá tão barato agora. Queria que o DS ficasse mais barato assim também.

Compartilhar este post


Link para o post

Só esclarecendo algumas coisas rapidinho:

 

- Falei do último chefe APENAS, não de todos. Os chefes do SS são melhores no geral.

 

- São 4 SR, não 3. O dowsing eu citei porque sei que tem mais coisa pra coletar/procurar que eu não lembro agora.

 

- Eu não desmereci o controle nem disse que não me agradou. Foi justamente o contrário. Melhor ler de novo.

 

Eu até pensei em responder de forma longa e elaborada sobre as fetchquests, tentar explicar "de forma objetiva", mas não dar. Se eu ficar o dia inteiro falando o quanto é idiota e frustrante o jeito aleatório que jogam fetchquests na sua cabeça antes de te deixarem progredir, citá-las uma a uma, contar o número de vezes que o jogo te empurra pra fora do "main course" e cronometrar o tempo que você desperdiça com esses fillers, tu vai dar um jeito de dizer que isso é game design inspirado e que Zelda sempre foi isso. Essas coisas não teriam me incomodado tanto se fossem melhor executadas, ou pelo menos disfarçadas. Do jeito que saiu parece que não deram a mínima, o jogo tem uma estrutura extremamente formulaica e previsível, que eu, pessoalmente, achei difícil tolerar em 2011. Zelda precisa ser reciclar em termos de fórmula e estrutura (não de mecânica/combate). ALBW, pelo que eu li, conseguiu, pelo menos no espectro 2D. Espero que o do Wii U também consiga. E se reciclar não é virar clone de Skyrim ou ter vozes, antes que você me acuse de alucardismo ou lucsdfismo novamente.

 

Segue o tópico.

 

Editado por Rare-fan

Compartilhar este post


Link para o post

Skyward Sword é aula de game design.

 

33dbkup.gif33dbkup.gif33dbkup.gif

 

Esperto é o Alexandros mesmo, eu sou trouxa. TROUXA.

Compartilhar este post


Link para o post

Robertão não consegue entrar numa discussão sem criar uma vendetta pessoal e transformá-la em embate de atleticano x cruzeirense. :regcry:

Olha o tanto de jabs que ele já deu na coitada da Rare que não tem nada a ver com o assunto. Zelda sozinho é maior que a Rare inteira. Zerei todos da franquia com exceção do 2 do NES, o Spirit Tracks e o novo que acabou de sair, mas aparentemente "mal conheço" a série e não estou qualificado pra opinar porque sou fã da Rare, jogo Assassin's Creed e me chamo SOLDADO ZARBON. :opalol:

Compartilhar este post


Link para o post

Eu levo, e se até Lulu tem liberdade, é claro que tu também tem. Só que alguns dos seus posts dão a entender que eu não gostei de SS porque sou algum fã frustrado da Rare com má vontade com a Nintendo. Não desqualifiquei sua opinião por ser fã de empresa X ou Y em nenhum momento, só disse que você é tão fã de SS que é inútil eu me aprofundar no que eu não gostei só pra ver você dizer o contrário. Só queria deixar isso claro.

 

 

 

Escuta e relaxa. Melhor jogo do mundo!

 

Teu cu.

 

Compartilhar este post


Link para o post

Chapas, é como eu falei no último parágrafo do review, o legal de Zelda é que cada jogo tem um sistema diferente com a possibilidade de agradar diferentes tipos de jogador. Se o cara curte mais exploração, obviamente a pedida é WW, mas se o foco são as dungeons, então lógico que ele vai preferir SS.

 

Mais amor, por favor :lolmor:

Compartilhar este post


Link para o post

Roberto tem um extenso histórico de degladiações no fórum, às vezes não sei até que ponto o que ele diz é brincadeira. Até porque eu raramente discuto com ele, discordamos em pouca coisa e isso vale pra maioria dos assuntos, de games a futebol. Não conheço o tom dele comigo como conheço o do Alucard, por exemplo. E como Alejandros disse, SS é um assunto delicado pra ele (pra mim também é), então achei que ele estivesse se ofendendo de verdade e apelando com as repetidas citações de empresas e nicknames de 15 anos atrás. A trollação dele é um pouco mais agressiva que a minha. Mas já vi que viajei.

 

Sem falar que XINGUEM MINHA MAE MAS NAO XINGUEM MINHA RARE, FILHOS DA PUTA.

Editado por Rare-fan

Compartilhar este post


Link para o post

A discussão de vcs é boa, mas muito longa hahahha tô fora.

Vão discutir no topico do WW, deviam acabar de vez com esse reviews, olhei por acaso e mandou bem no Review chapa.

 

Skyward Sword só vou jogar qndo sair a versão HD, até lá, é um lixo de jogo, com um controle horrivel que desperta minha tendinite.

 

ADEUUUUUSSSSS ROBERTAO

Compartilhar este post


Link para o post

Li o tópico por alto, mas tenho que discordar fortemente do Robertão quando o assunto é exploração e a sua importância na série. Junto com coisas como as dungeons é a alma da série. Na verdade há até uma história muito conhecida que a inspiração do Miyamoto para criar a série foi que quando criança ele explorava locais perto de sua casa, como florestas, e encontrando localidades como cavernas, toda essa exploração e feeling resultou em várias coisas de Zelda.

 

Porra, pega os três primeiros Zelda, ou então Ocarina, cada localidade era de uma novidade e surpresa imensa. Majora's Mask então, com aqueles cenários sinistros e decadentes. Wind Waker como já falaram, e por ai vai.

 

Acho que pelo fato das dungeons serem muitos importantes, não anula o fato da exploração também ser.

Compartilhar este post


Link para o post

O que eu disse na verdade  é que o FOCO é nas dungeons. Cada localidade ser uma novidade e uma surpresa imensa não tem a ver com isso, porque as áreas no Skyward Sword são bem diferentes também. Você pega o deserto e a parte da floresta, uma não tem nada a ver com a outra.

 

Os fields de Zelda sempre foram enxutos, fiz a ressalva de que Wind Waker e Twilight Princess buscaram implementar algo nesse quesito mas Ocarina tem um field pequeno, mesmo para os padrões da época não chegava a ser algo que tinha dimensão muito extensa.

 

O legal é que em Ocarina, e em todos os Zelda, há sempre pequenos fatores surpresas. No Ocarina descobrir uma caverna no chão, com bombas, Song of Storms etc. era muito bacana. Tinha até aquela na entrada de Kakariko Village que tinha uma textura única. Acho que é essa uma das sensações que o Miyamoto tentou passar, emulando suas aventuras juvenis. Sem contar paredes quebráveis etc.

Compartilhar este post


Link para o post

Passei so para dizer que o ultimo vilao do wind waker da de bucha no vilao do Skyward, que alias e uma decepcao, fora que depois surge um Akuma de street fighter para vc lutar

 

Aquele ambiente debaixo da agua caindo, ganon, e zelda te ajudando no wind

muito foda

 

Falaram altos absurdos nesse topico, mas depois encho o saco

 

:pepsi:

Compartilhar este post


Link para o post

Ficar negando o backtracking do Skyward eh tapar sol com a peneira, sao 3 x no mesmo cenario, e em alguma delas nem sequer mudar, mudou nada.

Mesmo qdo muda, exemplo, enche de agua , e....Ainda e o mesmo cenario, mesma musica, mesmos inimigos, mesmo feeling, tematica e msmo muita coisa. Mas o que importa que sao3x mesmo cenario (exemplo, aquel que o robo te acompanha carregando um item importante) e em alguma delas mal mudou alguma coisa

 

Sobre a qualidade do jogo

 

E o melhor zelda em chefes mesmo, eo zelda que mais gostei desde ocarina, jogao, peca por enrolar demais

MAs o ultimo nao e o caso especificamente, do wind e mais emocionante

Compartilhar este post


Link para o post

nao e mentira, eu entendo que a area das floresta, inundado nao é area nova

a parte que anda com o robozinho no cenario da lava e a MESMA COISA, nao e area nova

 

essa parte do robozinho e tudo que aqueles dragoes chatos pedem podia ser cortado do jogo para dar fluencia, ja que eles nao fazem vc conhecer um cenario NOVO.

novo entendo 100% original

Compartilhar este post


Link para o post

Mesma merda de area

Encheu de agua, nossa que legal, mudou TUDO AMIGOS

KKK

 

E qdo vc visita com o robozinho te acompanhando ?

Jogabilidade stealth

MUDOU DEMAIS VISHH MAINHA

Compartilhar este post


Link para o post

Só li a primeira página e tal. Comparar objetivamente TWW com TP e SS é sacanagem (vamos comparar MGS2 com 3, Maximo com Okami ou SotC), mas mesmo assim o jogo se sai bem (considerando que tem uma proposta bem diferente, mas sem deixar de parecer Zelda hora nenhuma). Se comparar relativamente, acho que TWW foi melhor que TP, considerando o impacto de cada um na sua época e como ambos são lembrados etc. Claro que isso é em grande parte culpa do contexto dos aparelhos, patamar gráfico dos concorrentes etc. Mas bem, SS saiu num contexto pior que TP e ainda assim parece que foi muito melhor recebido (é visto por quem jogou e quem não jogou, como jogão, GotY etc), enquanto TP tem muita gente que reclama, gente que jogou até o final, gente que encostou ou gente que só viu o jogo e não sentiu atração nenhuma, TP é meio marronzinho a primeira vista, mas depois que engrena é absurdo demais. Mas SS é absurdamente melhor aos 2 anteriores em tudo, discrepancia maior que MGS2 e 3.

Editado por worklessboy

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Visualizando este tópico:   0 membros online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..