Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Reirom

THE BEATLES TOPICO OFICIAL POR QUE NUNCA TEREMOS UMA BANDA COMO ESSA AMIGOS

Posts Recomendados

Scarecrow e zip são do contra apenas por ser, não é possivel não gostar de beatles

 

Beatles é a banda mais importante de todas, de todos os tipos de música, de todos os lugares do mundo

Compartilhar este post


Link para o post
Visitante Crono Zero

Minha banda preferida, manjou rei.

Compartilhar este post


Link para o post

Não falei em momento algum que não gosto de Beatles, manés. Gosto, escuto algumas músicas, mas não consigo hypar como muitos hypam (o hype é justificável). É simplesmente questão de gosto.

Compartilhar este post


Link para o post

Reconheço a importância dos Beatles etc, mas só eu não consigo gostar tanto assim como muitas pessoas ? Gostou de algumas músicas, ouço muito raramente, e só. Não consigo ser fã e ter idolatria pela banda.

 

É PQ VC É ANORMAL

 

:rolleyes:  :lolmormor:

Editado por Cecil

Compartilhar este post


Link para o post

Eu iria dar uma trollada básica aqui, mas vou ser bem sincero em respeito à importância que presumo possuir a banda: NUNCA escutei, acreditem se quiser.

 

Simplesmente não acho graça.


DISCLAIMER:

 

Dia desses ao assistir The Voice Brasil uns caras fizeram uma versão bem interessante dessa música deles, que achei bem legal:

 

http://www.youtube.com/watch?v=-LOgMWbDGPA

Editado por DKT

Compartilhar este post


Link para o post


MUSICA FODA QUEBRA DE RITMOS LINDA REFRAO FODA

Compartilhar este post


Link para o post

Confesso que Anna e Michelle são trash, hahaha. Mas eu gosto mesmo assim, Rei. Mais por influência dos pais que escutavam muito que por qualquer outra coisa.

 

Agora, eu GOSTO pra caramba dos Beatles. De quase tudo mesmo, até mesmo a fase mais psicodélica.

 

Mas ainda assim, reconheço um ponto nas críticas que vale a pena ser mencionado: Os Beatles tem canções de tudo quanto é tipo, incluindo, na grande maioria, músicas de letra fácil e ritmo no limiar entre o viciante e o pegajoso. Exemplo melhor que She Loves You (Past Masters, Vol. I) não há. Agora, o mercado, hoje, é cheio de músicas com a mesma cartilha... Aí você apresenta uma música pro cidadão que é parecida, tem o mesmo ritmo, a mesma letra fácil e pegajosa de algo atual e te atacam:

 

A: "Porra que merda é essa, mermão?"

B: "Tipo... música do mesmo estilo que estávamos ouvindo 2 mins atrás?"

A: "Não fode, Beatles é Beatles"

 

E é assim que a conversa geralmente vai... De fato, Beatles é Beatles, mas eu acho engraçado como as pessoas disfarçam seus gostos por certos tipos de gêneros musicais atrás de bandas consideradas "universais"... Afinal... Não tem nada demais falar que gosta do "How deep is your love" dos BeeGees (a safe pick), agora vai falar que você gosta da mesma canção na verão do Take That pra ver se não te colocam na cruz :lolmor:

 

E assim vai...

  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post

CARA A VERSAO DO TAKE THAT DESSA MUSICA E UMA MERDA

Compartilhar este post


Link para o post

Confesso que Anna e Michelle são trash, hahaha. Mas eu gosto mesmo assim, Rei. Mais por influência dos pais que escutavam muito que por qualquer outra coisa.

 

Agora, eu GOSTO pra caramba dos Beatles. De quase tudo mesmo, até mesmo a fase mais psicodélica.

 

Mas ainda assim, reconheço um ponto nas críticas que vale a pena ser mencionado: Os Beatles tem canções de tudo quanto é tipo, incluindo, na grande maioria, músicas de letra fácil e ritmo no limiar entre o viciante e o pegajoso. Exemplo melhor que She Loves You (Past Masters, Vol. I) não há. Agora, o mercado, hoje, é cheio de músicas com a mesma cartilha... Aí você apresenta uma música pro cidadão que é parecida, tem o mesmo ritmo, a mesma letra fácil e pegajosa de algo atual e te atacam:

 

A: "Porra que merda é essa, mermão?"

B: "Tipo... música do mesmo estilo que estávamos ouvindo 2 mins atrás?"

A: "Não fode, Beatles é Beatles"

 

E é assim que a conversa geralmente vai... De fato, Beatles é Beatles, mas eu acho engraçado como as pessoas disfarçam seus gostos por certos tipos de gêneros musicais atrás de bandas consideradas "universais"... Afinal... Não tem nada demais falar que gosta do "How deep is your love" dos BeeGees (a safe pick), agora vai falar que você gosta da mesma canção na verão do Take That pra ver se não te colocam na cruz :lolmor:

 

E assim vai...

 

Eu concordo, mas o que isso tem a ver como uma crítica aos Beatles? 

Compartilhar este post


Link para o post

Confesso que Anna e Michelle são trash, hahaha. Mas eu gosto mesmo assim, Rei. Mais por influência dos pais que escutavam muito que por qualquer outra coisa.

 

Agora, eu GOSTO pra caramba dos Beatles. De quase tudo mesmo, até mesmo a fase mais psicodélica.

 

Mas ainda assim, reconheço um ponto nas críticas que vale a pena ser mencionado: Os Beatles tem canções de tudo quanto é tipo, incluindo, na grande maioria, músicas de letra fácil e ritmo no limiar entre o viciante e o pegajoso. Exemplo melhor que She Loves You (Past Masters, Vol. I) não há. Agora, o mercado, hoje, é cheio de músicas com a mesma cartilha... Aí você apresenta uma música pro cidadão que é parecida, tem o mesmo ritmo, a mesma letra fácil e pegajosa de algo atual e te atacam:

 

A: "Porra que merda é essa, mermão?"

B: "Tipo... música do mesmo estilo que estávamos ouvindo 2 mins atrás?"

A: "Não fode, Beatles é Beatles"

 

E é assim que a conversa geralmente vai... De fato, Beatles é Beatles, mas eu acho engraçado como as pessoas disfarçam seus gostos por certos tipos de gêneros musicais atrás de bandas consideradas "universais"... Afinal... Não tem nada demais falar que gosta do "How deep is your love" dos BeeGees (a safe pick), agora vai falar que você gosta da mesma canção na verão do Take That pra ver se não te colocam na cruz :lolmor:

 

E assim vai...

 

Poxa Seth, tão simples isso. Uma She Loves You é besta, boboca, cançãozinha sem nada de mais... mas estamos falando de 1962, 1963! Ela e quase tudo dos primeiros discos era o Rock da época, o MELHOR rock até então.

 

Já vi esse tipo de crítica, indo pelo lado do ressentimento, vindo de alguns artistas nacionais. De que o YEAH YEAH YEAH dos Beatles era adorado, enquanto um cantor nacional que cantasse OW OW YEI YEIEEEIII SEM VOCÊ NÃO VIVEREEEEI é necessariamente "brega". Eu vejo assim: se os Beatles fossem só o IÉ-IÉ-IÉ, se tivessem insistido nisso até os anos 70, simplesmente não seria The Beatles. Não existiria este tópico. O que eles fizeram no começo pode ser simplório, mas acabou sendo valorizado pela própria evolução monstruosa dos caras em tão pouco tempo. Quem conheceu Beatles de 1970 pra frente já começou sabendo o quão longe eles foram, então a forma como se analisa o passado acaba sendo influenciada também. Você sabe que começa com Love Me Do, mas que terminou com Here Comes the Sun... então é normal o respeito inconsciente, o "tem uma longa história ali, os caras no fim provaram que eram bons mesmo".

 

A "fórmula" pode até ser a mesma, mas eles a usaram antes, na época certa, quando tudo era novidade, havia muito paradigma a ser quebrado. Qualquer um escreve um hit nos moldes de uma She Loves You... o duro é compor algo que seja tão significativo quanto ela foi 50 anos atrás. É como acontece com o Tony Iommi: qualquer moleque de 12 anos pode tocar mais que ele... mais rápido, mais tecnicamente... ok... agora vai lá criar um riff tão imortal quanto Paranoid ou Iron Man.

  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post

ONTEM OUVI UMA MÚSICA QUE NÃO CONHECIA: HELP.

 

MUITO BOA.

  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post

Eu entendo. O que eu disse em si não foi direcionado aos Beatles, que gosto muito, mas às pessoas em si.

 

How Deep is Your Love é cantada de forma brega seja na versão dos BeeGees, seja na versão do Take That, mas... O contexto da época beneficia a primeira versão, concordo com o que você disse, Sérgio. Agora, analisando puramente a música, um cara encontrar argumentos pra dizer que uma é "deleite para os ouvidos" e a outra é lixo, isso não entra na minha cabeça :lolmor: .

 

Eu vejo isso como uma espécie de proteção que o cidadão usa pra dizer: "ok, é normal gostar de BeeGees/Beatles/Queen, todo mundo gosta, ninguém vai duvidar da minha masculinidade ou do meu gosto musical, afinal, os playbas das discos (BeeGees específico) eram os los pegadores #trêspernas da época", agora, o Take That... aw... o Take That... "Spice Girls de calças", "coisa de viado", "estragaram a música"...

 

Porra, é a mesma música, com o mesmo ritmo... Só o intérprete é diferente. (Quando se muda o ritmo da música eu posso até concordar, pode ficar uma bosta mesmo [aka. versão de Sheryl Crow de Sweet Child Of Mine] mas quando nem isso acontece... fica difícil defender).

Editado por Seth Angel

Compartilhar este post


Link para o post

Beatles foda demais, amigos! Sou fã-m0r.

Mas ao contrário da maioria dos apreciadores da banda, eu prefiro a fase early-beatles. Joguem pedras em Cubanos, mas meu álbum preferido é Hard Days Night.

 

Experiência ímpar de minha vida: show do Paul McCartney no Mineirão, pista premium. :reibr:

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

  • Visualizando este tópico:   0 membros online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..