Ir para conteúdo
Ryo

Topico sobre empresas indies

Posts Recomendados

Em 07/09/2019 em 18:52, Sonymaster disse:

Dizem que esse jogo Celeste é muito bom mesmo. 

 

Eu joguei até a metade.

 

É legalzinho, mas não tem nada demais. É daqueles jogos de plataforma no qual vc morre um monte tipo Super Meat Boy.

 

Como eu falei, não tem nada demais no jogo. É mais caso de "jogo adotado pela mídia" pq tem um aspecto mais cult e uma personagem que sofre de depressão (coisa que inclusive mal é explorada no jogo). Aí os jornalistas se derretem todo.

Compartilhar este post


Link para o post
8 minutos atrás, Kenshin Br disse:

 

Eu joguei até a metade.

 

É legalzinho, mas não tem nada demais. É daqueles jogos de plataforma no qual vc morre um monte tipo Super Meat Boy.

 

Como eu falei, não tem nada demais no jogo. É mais caso de "jogo adotado pela mídia" pq tem um aspecto mais cult e uma personagem que sofre de depressão (coisa que inclusive mal é explorada no jogo). Aí os jornalistas se derretem todo.

 

Coisa bem cara dos tipos atuais do pessoal cult lacração zumbis do Netflix. Prefiro jogos em 2D com estórias bem legais no estilo antigo de fazer jogo. Valeu a informação. 

Compartilhar este post


Link para o post

independentemente disto que kenshin falou, celeste tem muitas qualidades. Level Design é primoroso, alguns dos segmentos são topzera mesmo. Tive uma ótima experiência no geral, mas exige capacidade do jogador. Colocaram easy modes, mas isso é tão bom quanto um boquete no nariz.

Compartilhar este post


Link para o post

Gosto de jogos que tenham o modo Easy ou baby easy, estou ficando velho e jogar coisas difíceis para ter mais stress além do trabalho eu passo longe. 

Compartilhar este post


Link para o post
Em 17/09/2019 em 15:18, Cyco disse:

Session entrou em early acess no steam, pra um projeto em alpha tá parecendo bem bacana já

 

 

 

Gostei da jogabilidade usando os 2 analogicos, cada um pra cada pé, testarei se possível.

Compartilhar este post


Link para o post

Para quem gosta de jogos de plataforma 2D este parece ser interessante, lançou ontem.

É de uma empresa taiwanesa.

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Em 26/10/2019 em 09:45, Ryo disse:

Para quem gosta de jogos de plataforma 2D este parece ser interessante, lançou ontem.

É de uma empresa taiwanesa.

 

 

 

Jogaço que ninguém divulga. Chineses estão crescendo no mercado em termos qualidade.

Super recomendado.

Compartilhar este post


Link para o post

Ahahah, se vc chamar taiwaneses de chineses eles não irão gostar.

Possuem mais raiva dos chineses do que o pessoal de Hong Kong em meio aos protestos.

Compartilhar este post


Link para o post

Revivendo o tópico

 

Premissa interessante, reflorestar e recuperar desertos.

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post

Aproveitando a existência de um tópico sobre a indústria indie, mais alguém reparou nessa E3 que as empresas indies estão apostando muito mais no combo PC-Xbox? Vários e vários jogos relevantes anunciados não vão sair pra PS, e até o Switch, que sempre foi o queridinho dos indies, parece que está perdendo espaço agora. 

 

Não acredito que esses jogos vendam mais no Xbox, mas, além de acordos comerciais com a MS, talvez os indies estejam produzindo mais pro Xbox sonhando, quem sabe, com uma proposta e um cheque do tio Phil pra colocar o jogo no GamePass. 

 

Só divagando sobre o assunto mesmo. Eu estava olhando alguns vídeos ontem no site E3 Recap e senti isso, maioria dos indies só pra PC e Xbox, mas pode ser só impressão também. 

Compartilhar este post


Link para o post

Tanto a MS quanto a Sony estão comprando muitas exclusividades temporárias de estúdios indie. Mais no Xbox por conta do Game Pass, mas tem um punhado para Playstation também.

 

Fora isso, alguns indie multi estão reclamando do suporte da Sony e das dificuldades em fazer coisas básicas, como possibilitar pré-venda e descontos. Sem contar que em termos de divulgação a empresa está completamente focada nos timed exclusives. Pode ser um fator também.

Compartilhar este post


Link para o post

Pensei nessa questão da insatisfação também. Alguns indies comentaram recentemente que é muito difícil ter destaque na PSN e vender minimamente bem. Por outro lado, quando o desenvolvedor consegue colocar o jogo no GamePass, a exposição acaba se refletindo em boas vendas. 

Compartilhar este post


Link para o post

No meio da geração passada a Sony meio que deixou os indies tradicionais de lado e passou a focar apenas em indies VR. Isso depois de um tanto de executivos saírem e o Vita morrer.

 

Mais recentemente colocaram o Yoshida para ser chefe da divisão indie do Playstation, mas o foco, como disse, parece ser em conseguir indies com exclusividade temporária e estão dando boa visibilidade para eles. Porém o suporte para os demais indie ainda parece inferior aos concorrentes.

 

Dentre os "exclusivos", lembro do Bugsnax, The Pathless, Oddworld, Kena, Stray, Little Devil Inside, Jett, Tribes of Midgard, Solar Ash, Season e o Sifu. Também tiveram bastante sucesso com o Fall Guys, que já deixou de ser exclusivo, e o Genshin Impact. edit - e o Chicory, que está sendo bem avaliado.

Editado por Soul Reaver

Compartilhar este post


Link para o post

nem sei se o Genshin pode ser incluído nessa lista já que é uma produção grande, acho que é mais um lance do braço Chinês da Sony que está incentivando o mercado de lá

 

(embora o próprio yosp de vez em quando apareça jogando o game)

Editado por Cyco

Compartilhar este post


Link para o post
1 hora atrás, Soul Reaver disse:

No meio da geração passada a Sony meio que deixou os indies tradicionais de lado e passou a focar apenas em indies VR. Isso depois de um tanto de executivos saírem e o Vita morrer.

 

Mais recentemente colocaram o Yoshida para ser chefe da divisão indie do Playstation, mas o foco, como disse, parece ser em conseguir indies com exclusividade temporária e estão dando boa visibilidade para eles. Porém o suporte para os demais indie ainda parece inferior aos concorrentes.

 

Dentre os "exclusivos", lembro do Bugsnax, The Pathless, Oddworld, Kena, Stray, Little Devil Inside, Jett, Tribes of Midgard, Solar Ash, Season e o Sifu. Também tiveram bastante sucesso com o Fall Guys, que já deixou de ser exclusivo, e o Genshin Impact. edit - e o Chicory, que está sendo bem avaliado.

 

Com certeza, mas na verdade eu pensei naqueles jogos que não recebem muita atenção dos fabricantes e da mídia mainstream, muitas vezes exclusivos de PC inicialmente. 

 

Um exemplo pequeno pra demonstrar a ideia. Foram mostrados 19 jogos indies no evento Day of the Devs, mas somente dois deles vão sair pra PS (Axiom Verge 2 e Last Stop), cindo pra Xbox e seis pra Switch.

Nesse evento específico que peguei como exemplo, minha impressão inicial de que os lançamentos no Switch estavam diminuindo se mostrou equivocada, mas ainda assim a diferença de lançamentos no Xbox e PS é bem grande (mais do que o dobro).

 

Com calma eu vou fazer esse divertido exercício com os outros eventos também.

Esse site E3Recap é muito bacana, só descobri este ano. 

Compartilhar este post


Link para o post

 

Em 17/06/2021 em 14:45, Lockhart disse:

Aproveitando a existência de um tópico sobre a indústria indie, mais alguém reparou nessa E3 que as empresas indies estão apostando muito mais no combo PC-Xbox? Vários e vários jogos relevantes anunciados não vão sair pra PS, e até o Switch, que sempre foi o queridinho dos indies, parece que está perdendo espaço agora. 

 

Não acredito que esses jogos vendam mais no Xbox, mas, além de acordos comerciais com a MS, talvez os indies estejam produzindo mais pro Xbox sonhando, quem sabe, com uma proposta e um cheque do tio Phil pra colocar o jogo no GamePass. 

 

Só divagando sobre o assunto mesmo. Eu estava olhando alguns vídeos ontem no site E3 Recap e senti isso, maioria dos indies só pra PC e Xbox, mas pode ser só impressão também. 

 

Em 17/06/2021 em 15:42, Lockhart disse:

Pensei nessa questão da insatisfação também. Alguns indies comentaram recentemente que é muito difícil ter destaque na PSN e vender minimamente bem. Por outro lado, quando o desenvolvedor consegue colocar o jogo no GamePass, a exposição acaba se refletindo em boas vendas. 

 

Chapa Lockhart o negocio do GamePass e os devs indies não é essa doçura que já tentaram fazer parecer não. Para eles colocarem o jogo no Xbox tem que aceitar que ele vá para o GamePass. Eles certamente recebem um valor para isso mas, obrigatoriamente tem que aceitar que seja colocado no serviço e arcar com o risco de baixas vendas do jogo sendo colocado muitas vezes no GamePass praticamente no lançamento na plataforma, o velho slogan "Day One on GamePass". Muitas vezes sem chance de um respiro de alguns dias de vendas figurando somente na loja, a escolha fica a critério da MS de colocar Day One ou não. Muitos a primeira vistas acham boa as propostas e aceitam o acordo (e principalmente o dinheiro), mas posteriormente notam que não foi tão bom assim. 

 

O Roberto Serrano havia feito um post sobre isso com os documentos que haviam "vazado" do julgamento da Epic vs Apple e que eu havia colocado em meu post abaixo mas, o post dele no twitter sumiu junto com a conta original dele que foi apagada por conta dos copyright claims da Ubi. Só restou o comentário que fiz a respeito na época por aqui:

 

Em 10/05/2021 em 11:37, Marcelo Roffer disse:

Mas POLTAQUEPARIU! Primeiro vem o Phil e seus asseclas e diz que produzir jogos para o GamePass tira o peso e pressão dos "TRIPOU EI" de cima dos Devs e que com isso não haveria "CRUNCHHHHH", só amor, alegria e ternura no desenvolvimento de jogos. Mas não foi o que o Dev de Halo Infinite disse esses dias e, o abutre Rei Jason Scrying inclusive já está preparando um de seus "Hit Peaces" (ou melhor seria Shit Peaces???) sobre o "caso" (alegações...como sempre).

 

Depois dizem que MS/Divisão Xbox é só paixão e amor 😍😘  com devs indies, apoio total e incondicional na plataforma, mas novamente parece não ser bem o caso :lolmor: Quanta patifaria....

 

 

Essa matéria aqui comenta um pouco do que havia no documento, sobre a obrigatoriedade de aceitarem também o Xcloud. Mas sem a parte sobre o GamePass, afinal, faz a MS parecer não tão legal assim com os devs indie e esse é um site sobre Xbox :lolmor:

 

Xbox Cloud Gaming Might Now Be A Requirement For Indie Developers

According to a confidential document

 

xbox-cloud-streaming-might-now-be-a-requirement-for-indie-developers.original.jpg

 

We laid eyes on a bunch of confidential documents last week as part of the Epic Games Vs. Apple court battle, and the latest document doing the rounds has appeared to reveal some interesting information about Xbox Cloud Gaming.

 

This 222-page confidential document - created in September 2020 - has reportedly been verified by The Verge, and appears to suggest that Microsoft now requires indie developers to support Xbox Cloud Gaming in order to publish on the platform, supposedly using "harsh language around the requirement" according to Epic.

 

"Elsewhere in the document, it’s also revealed that Microsoft has apparently been requiring indie devs to agree to xCloud game streaming support to publish on Xbox. 'Microsoft is using harsh language around the requirement,” claims Epic, noting that it’s “sign or be removed from Xbox.'"

 

 

It's no surprise that Microsoft wants indie developers to comply with xCloud - it's going to be a big part of the company's future - but Epic's partners have reportedly expressed concern about their EGS exclusivity agreements as a result.

 

Of course, Xbox Cloud Gaming doesn't currently support any games other than Xbox Game Pass titles, so assuming this requirement is true, it looks like Microsoft is gearing up to support a much wider library in the future.

 

The Verge says it has reached out to Microsoft for comment, so we'll update you if we hear anything.

 

https://www.purexbox.com/news/2021/05/xbox_cloud_gaming_might_now_be_a_requirement_for_indie_developers

 

 

Sony e Nintendo não são santas virgens, mas muito menos a MS. 

 

Editado por Marcelo Roffer

Compartilhar este post


Link para o post

Sobre o que estávamos comentando, um camarada de uma publisher indie resolveu chutar o balde e falar dos problemas com a Sony.

 

Plataforma X é o Playstation, já que ele disse que não é Xbox nem Nintendo.

 

Mais no twitter do cara.

Compartilhar este post


Link para o post

Essa história fica cada vez mais interessante, vários desenvolvedores indies corroborando as práticas da Sony.

 

Pelo lado do desenvolvedor indie tudo é uma grande bosta. Como entusiasta da indústria, acho lamentável esse problema grave de comunicação entre a Sony e os desenvolvedores indies. Como usuário com toque, acho muito bom o controle de promoções, sinto faniquito quando vejo dezenas de jogos com 95% de desconto no Switch o tempo inteiro, só pra receberem destaque na lista de mais vendidos. Como cidadão frustrado de um mundo capitalista, não vejo nenhum absurdo cobrarem por destaque na loja e até estranho esse fato ser algo polêmico.

 

Espero de verdade que a Sony dê ouvidos a esses desenvolvedores, principalmente a questão de comunicação.

 

Enquanto isso, considerando que é uma parcela ridícula dos lucros dessas pessoas ou pequenas empresas, o melhor que eles podem fazer é simplesmente não lançar o jogo na plataforma, ao que parece não vale o estresse.

Compartilhar este post


Link para o post

Artigo na "Kutaku" sobre o assunto envolvendo a Sony e o dev indie que o Soul Reaver postou :

 

Sony Charging Devs At Least $25,000 For PlayStation Store Visibility

PSN makes getting noticed far too expensive for indies

 

https://kotaku.com/sony-charging-devs-at-least-25-000-for-playstation-sto-1847201141?utm_campaign=Kotaku&utm_content=1625063438&utm_medium=SocialMarketing&utm_source=twitter

 

Mas tem uma parte interessante no artigo que não foi parar no headline:

 

" We’re also told that Microsoft runs similar payment schemes for the Xbox store."  :o  E o mesmo vale para outras como Steam, etc...

 

Visto o que a Sony ia fazer com os devs indies que haviam adquirido Dev Kits de PS Vita diretamente com eles algumas semanas antes de anunciarem que iriam fechar a loja do console, não é de se estranhar que façam mesmo algo do tipo e se fodam para quem vai querer/poder pagar ou não. Só agora que descobriram que a Sony é FDP mesmo e assim como qualquer outra empresa quer saber unicamente daquilo que a vá beneficiar mais? O Phil Fish, criador de Fez, se não me engano já havia mandado a Sony ir se foder com o esquema deles, onde disse que cobravam até para fazer upload de updates de correções dos jogos.

 

As opções de lojas para colocar os jogos estão ai:

 

Steam - onde se recebe uma porcentagem menor de lucro sobre as vendas.

 

Epic - onde se o "Robin Hood" Tim Sweeney estiver muito interessado na exclusividade do seu jogo e você não estiver interessado em assinar o contrato também não pode publicar seu jogo lá. Vide caso do desenvolvedor de Darq.

 

Nintendo - que não está nem ai para empresas de porte um pouco maior como a Platinum com jogos de menor orçamento, que dirá indies. Na época e no dia do lançamento de Wonderful 101 o jogo estava na quinta pagina do eShop sem visibilidade nenhuma e debaixo de um monte de jogo velho, deixando Kamiya puto e xingando tudo que sabia :lolmor: 

 

MS/Xbox - que obriga devs a assinar o contrato de adesão ao GamePass e Stream no Xcloud (coisa que não deveria ser problema, afinal se o usuário já comprou não é mais da conta dos devs como você vai fazer para usar, mas tem dev que não gosta e não quer saber, por isso a MS esta querendo obrigar por contrato), você recebe o cheque do Phil mas consequentemente seu jogo será oferecido no serviço e se quiser tentar ter alguma venda mesmo assim também tem que pagar pela publicidade extra.  

 

E tem a Sony, que também não é a "fada madrinha" dos devs indies e não faz agrado para ninguém. Mas ela é dona da loja que mais vende jogos digitais entre os consoles. 

 

Como disse o Lockhart, o melhor que eles podem fazer é simplesmente não lançar o jogo na plataforma, uma vez que é esse calvário todo para colocar o jogo por lá. Gabe, Tim e principalmente o Phil estão ai com os braços abertos querendo enriquecer o catalogo de suas lojas. Não adianta, nunca vai haver paridade de condições nas proposições de acordos de lançamentos dessas lojas. Isso é algo esperado só por quem acredita naquela balela do Tim Sweeney de que essa "luta" dele com Steam e agora a Apple é por um melhor mercado para os devs e gamers.

 

Cada um quer é ser líder de mercado e só, e quando estiverem no topo vai ser a mesma coisa para quem quiser aparecer em suas lojas. 

 

Editado por Marcelo Roffer

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Visualizando este tópico:   0 membros online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..