Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Ultima Weapon

Animes am dead?

Posts Recomendados

Negima Mangaka Ken Akamatsu: “Moe & Harems are Dead”

 

Ken Akamatsu, the mangaka behind such classic harem titles as Negima and Love Hina, has stated that both harem and moe titles seem to have had their day.

 

Responding to the results of industry research into the state of the anime market suggesting that the formerly dominant position of moe and late-night anime has declined precipitously, he sums up his thoughts on the state of the market:

 

E então chapas, é o armageddon? Fosse qualquer um poderia ser ignorado, mas o maior nome da indústria animística disse isso, vi uma visão de um futuro sem K-ON etc e tal, tou preocupado, discernem a respeito.

 

Fonte: o melhor site do munto

Compartilhar este post


Link para o post

O problema acho que está mais na mesmice em que cairam os títulos deste estilo, quem viu um viu quase todos, exceto os do mestre Akamatsu. Se eles derem uma reciclada no estilo e usarem novas idéias tem como reviver eles, mas precisam ser bem feitos, não de qualquer jeito como tem ocorrido na grande maioria dos casos atuais.

 

Ele fala isto mas olha uma notícia boa vinda do mesmo Akamatsu ^^

 

Para quem gosta de Love Hina tá ai uma novidade.

 

Em comemoração ao 300º capitulo de Negima, na edição 40 da Shonen Magazine, o mangaká Ken Akamatsu irá lançar um one-shot com 6 paginas inteiramente coloridas de seu maior sucesso, Love Hina.

Aqui no Brasil Love Hina foi publicado em meados de 2000 pela JBC tornando-se um dos títulos mais populares da editora até hoje. O anime chegou em 2006 atraves do Cartoon Network e na tv aberta a serie foi ao ar pela Play Tv, mas não teve muita repercussão.

 

Fonte: Animefox

Compartilhar este post


Link para o post

A notícia que eu queria ouvir. Chega desse gênero de bosta.

Compartilhar este post


Link para o post

A notícia que eu queria ouvir. Chega desse gênero de bosta.

 

Agora tranquem.

 

P.S.: Chapa UW voltando do limbo em mal estilo. :P

Compartilhar este post


Link para o post

Eu também, sem qualquer remorso, há e Kenichi também ^_^

 

Inclusive estou ansioso para ver o que teremos no próximo capítulo que é o 300, Negima tá indo muito bem obrigado.

Compartilhar este post


Link para o post

Capítulo novo de Love Hina?!? Já na semana que vem?!?

 

TO CHORANDO AQUI !!! Hype hype hype !!!!

Compartilhar este post


Link para o post

toda semana um mangak diferente diz que o gênero que ele produz "is Dead"...,coincidência?

Compartilhar este post


Link para o post

A notícia que eu queria ouvir. Chega desse gênero de bosta.

Compartilhar este post


Link para o post

toda semana um mangak diferente diz que o gênero que ele produz "is Dead"...,coincidência?

Compartilhar este post


Link para o post

K-ON não é moe, e certamente não é harem.

 

E infelizmente o moe está longe de morrer, especialmente em animes e games de segundo escalão. Basta ver o fuzuê que fizeram em 2007 pela "morte" de Akiba, que hoje está mais viva e moe que nunca.

Compartilhar este post


Link para o post

Melhor noticia do mundo, salvou meu dia.

Compartilhar este post


Link para o post

Ia fazer tópico disso ontem, UW chorando foi mais rápido. :P

 

Harem é coisa antiga já, é um "genero" de mais de 30 anos, desde Urusei Yatsura, indo até Ranma, Tenchi Muyo e outros. Só que o harem era um extra para a comédia, ação, ficção cientifica etc... Não era o principal das histórias.

 

O fundo do poço é os School Days Nice Boat da vida, porque deixaram de só fazer uma coisa mais ecchi para misturar com história de hentai. Em Love Hina o Keitaro é loser, mas tem uma personalidade. Já o Makoto de SD não é nada, nem um canalha daria pra dizer que é.

 

Enquanto isso o que foi evoluindo são essas séries "slice of life" só com meninas, tipo Azumanga, Lucky Star e K-ON. Claro que ainda tem uns bons meio no estilo harem, tipo Higurashi no Naku Koro ni e Clannad, mas é bem diferente do estilo de mulheres desesperadas correndo atrás de um zé ruela.

Compartilhar este post


Link para o post
Para quem gosta de Love Hina tá ai uma novidade.

 

Em comemoração ao 300º capitulo de Negima, na edição 40 da Shonen Magazine, o mangaká Ken Akamatsu irá lançar um one-shot com 6 paginas inteiramente coloridas de seu maior sucesso, Love Hina.

Aqui no Brasil Love Hina foi publicado em meados de 2000 pela JBC tornando-se um dos títulos mais populares da editora até hoje. O anime chegou em 2006 atraves do Cartoon Network e na tv aberta a serie foi ao ar pela Play Tv, mas não teve muita repercussão.

 

Fonte: Animefox

6 páginas? Será que ele vai mostrar os doze filhos que Keitaro e a Naru teve? Ou o nerd traindo ela com a Motoko (essa é interessante, hm). Ou... É, deixa.

 

Falando nisso, esses dias "li por aí" (não lembro onde foi agora) que o KJ vai fazer algo parecido com o School Rumble (tinha que ser eu para desenterrar ele das trevas), com algumas páginas especiais em alguma edição da Magazine Comics. Espero que seja verdade B)

Editado por Himikochan

Compartilhar este post


Link para o post

Ah, ele estava só fazendo propaganda do one-shot dele então, tudo explicado agora.

 

Pra quem não entrou no melhor site do mundo:

 

Certainly, the moe boom is finished, and from last year on I think we’re seeing the following phenomena:

 

1. Male protagonists are absent

 

Many anime are now nothing but girls, and the role of the “male character being excited by female characters for viewers to empathise with” has disappeared.

 

2. Male buying power has reduced

 

Now women buyers of both anime and manga are predominant. Oricon comic rankings show most of the top titles are women-oriented.

 

3. Male viewers can now empathise with female characters

 

The number of male fans who simply don’t view female characters as objects of sexual desire at all is increasing, even in titles like “K-ON!”. No more are they just thinking “I want to be part of that circle,” now they are getting into the characters themselves.

 

A friend of mine was saying “this will be the year of yuri!” thanks to number 3, but unfortunately I get the feeling the popularity of yuri is not quite that great…

 

 

No mais, notícia ruim que lí no site foi de Gunm - Last Order sendo cancelado devido a editora obrigar o autor a usar termos "politicamente corretos" e ele não aceitar.

 

Before I criticised the mangaka of “Burayoro,” Satō-sensei (who famously started his own online manga distribution outfit - prior to his run-in with Shueisha Kishiro had written critically about him), but I take it all back. You were right. Big publishers are shit.

 

They are happy to stab their trusting mangaka in the back when it suits them, knock them down and the stamp on their face. If you try to fight back you’ll discover they already tied your arms and legs and there’s nothing you can do.

 

Fonte

 

 

PS: Sinto que as traduções desse site adicionam um tom de flame a mais :lolmor:

Compartilhar este post


Link para o post

Keitaro tomou toco de Naru como se não houvesse o amanhã até finalmente conseguir comer. Coisa que não se vê mais. É sempre um babaca sem personalidade que já tem automaticamente todas suas amiguinhas (gostosas) apaixonadas por ele.

Compartilhar este post


Link para o post

Sei de uma coisa.

 

Foi esse estilo de anime que me fez parar por completo assistir-los.

No auge dos animes harem, com a net não sendo tão fácil assim baixar como pe hoje em dia. Os otakus de plantão viam apenas animes desse estilo. Nas convenções só passavam animes harem. Não aguentava mais. Pô, viu um viu todos. E era o estilo de maior lucro da época. Boob services para homens e romance barato para mulheres no mesmo anime. Cash cow ultra easy. Mas sem variação nenhuma. Basicamente era a formula do Tenchi Muyo. E as vezes até retiravam o cara mane da historia.

 

Hoje simplesmente não tenho mais saco para assistir animes. Sei que ainda continua aparecendo bons animes. Mas o mais proximo que hoje chego perto da cultura poronga é com o kamen rider. Que eu ando acompanhando as series.

Compartilhar este post


Link para o post

O harem de Tenchi Muyo é um sub-gênero dentro da série, não é o ponto principal como era Love Hina. E animes harem nunca foram consenso, muito menos maioria. Moe já é outra história...

Compartilhar este post


Link para o post

Moe e Harem são completamente dispensáveis.

Não farão falta alguma.

Compartilhar este post


Link para o post

acho Love Hina um bom mangá, em sua época ele foi ate original, e também, não havia um interesse mútuo do Keitaro por todas as personagens do anime nem vice e versa, e tinha uma historia e o roteiro não era burro apenas bobo...propositalmente, tanto que comprei o mangá inteiro junto com Eva na época

 

o problema desses gêneros é o mesmo que se repete por muito tempo, autores sem imaginação, que em vez de tentar se esforçar e criar seus próprios animes copiam o que os outros fazem....., então logo...vários artistas sem talento copiaram Ken Akamatsu e encheram o mercado de clones de suas obras, criando uma imagem ruim do gênero que ele ajudou a popularizar...

 

Negima eu não li muito para poder falar, mas Love Hina era divertido, já os animes do gênero de hoje em dia apenas tentam copiar aquilo..., muitos faltam inspiração, outros chegam ao cumulo de pecarem por tamanha falta de esforço que os personagens nem conseguem ao menos definir suas personalidades....,pois vergonhosamente o autor pressupõe que o leitor já saiba do clichê que ele usou....quando a foi criar

 

por fim não creio que o gênero esteja morrendo, apenas está super saturado, e cheio de autores sem talento no ramo

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

  • Visualizando este tópico:   0 membros online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..