Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Ralf Jones

Lost Odyssey

Posts Recomendados

Lost Odyssey

 

Sakaguchi sempre foi considerado por muitos como um grande gênio, mestre dos rpgs e tal, mas depois do fracasso do primeiro filme do Final Fantasy ele saiu da Square...

Sakaguchi sempre teve um estilo característico de fazer rpgs pra mim, vilão pouco profundo, personagens que sofrem horrores e alguma destruição do mundo, o bom é que ele aposta menos em adolescentes emos que resolveram sair em uma aventura e salvar o mundo pra passar o tempo, então quase sempre seus personagens acabam sendo mais maduros... claro que ele não desenvolve a história sozinho, mas tem muito do dedo dele em tudo isso, desde o Cavaleiro Negro Cecil de Final Fantasy 4 ao Shadow de Final Fantasy 6 sempre se vê um cara sofredor que vai ficando mais humano com o tempo, com Kaim e seus amigos não é diferente, porque já é marca registrada do cara, mas deve vez Sakuguchi terá um problema maior! Os vários fanboys da geração Playstation e otakus de carteirinha que não aceitam nada de Sakaguchi que não seja num console da Sony...

 

A História:

 

O jogo conta a história de Kaim, um imortal que perdeu a memória é um Tenente das tropas de Uhra a cidade inicial do jogo que está em guerra contra Gohtza... no começo por causa da falta de memória Kaim é meio como uma porta no jogo, o que acaba contribuindo para que o jogador ache ele o poço da falta de carisma, mas assim como todos os personagens de Sakaguchi isso se deve ao sofrimento que já foi passado por Kaim, um homem que viveu mais de 1000 anos, apenas pra ver suas inúmeras famílias morrerem... aparentemente o que ele mais queria era ter uma família e é claro que como todo JRPG que se presa esse também é bem previsível, então daqui já dá pra saber grande parte do final do jogo!

O que acontece é que falar de história de RPG sem encher de SPOILER é bem difícil, mas pelo menos o que interessa é que seja bem contada... e aqui temos o primeiro problema de Lost Odyssey, algumas vezes a história tem umas passagens de envergonhar... principalmente por causa dos dois infantes do jogo que tem apenas uma função: chorar! Outras passagens também são bem idiotas, um cara fala que vai jogar uma bomba atômica na cidade e uma das personagens principais diz apenas que o amor os salvará... fica lá então e espere o amor te salvar puta! Bem, mas é RPG japa e eu relevo essas barbaridades.

O vilão que é base de reclamação de muitos, eu achei de médio pra bom, é uma imitação na cara de pau de Palpatine do Star Wars, raso como um pires (menos ruim que o Kefka porém) mas é bem legal, agora apaguem da sua memória a roupa que ele usa no final do terceiro DVD... altamente brega!

Mas fora toda essa breguice, existem os sonhos... ahhhhhhhh os sonhos... é como se você tivesse um livro dentro do jogo, os sonhos contam a história da vida de Kaim antes dele perder a memória, e dessa vez a coisa é tão bem escrita que chega a emocionar alguns incautos... o problema é que tudo não passa de um slide de Power point o que pode matar a motivação de alguns em ler slides de 15 minutos, mas é claro que recomendo que leiam!

 

A jogabilidade:

 

A jogabilidade de Lost Odyssey é no estilo clássico, e apesar das reclamações de que não muda nada no decorrer do jogo, é obvio que isso é papo de sonysta! Muda sim, ainda mais porque aqui é bem tática, e se você jogar sempre igual não passa do primeiro DVD, é claro que como todo RPG japa, ela segue o livro de clichês do gênero, então temos o fortão principal que só é bom em ataques físicos, os magos e os personagens de suporte... como já é tão comum isso é claro que não considero um defeito, inclusive, pra um sistema clássico é sim muito boa...

É claro que não é uma jogabilidade sem nenhuma novidade, aqui temos o sistema de anéis que é bem interessante, e faz parte de constante de suas estratégias de combate... outra coisa que é um pouco diferente é que os imortais não aprendem skills sozinhos, então eles tem que ter uma espécie de ligação com um mortal para poder aprende-las... os mortais por outro lado aprendem sozinhos, ganhando níveis mesmo, como manda o livro de clichês!

Outra coisa a se comentar é que o jogo é bem mais difícil que a media dos RPGs japas, o que pode frustar incautos que estão acostumados a não jogar e sim ver as batalhas... se preparem!

 

Os gráficos:

 

Aqui é onde temos mais alguns problemas no jogo, o que era pra ser o maior atrativo do jogo é na verdade bem meia boca, por que?

Bem, quem vê a primeira cena do jogo que começa durante uma imensa cena de batalha, uma CG belíssima, e do nada você ta controlando o jogo fica de boca aberta e acha que é implicância minha dizer que aquilo não é belo... Mas essa foi a maior cena pra enganar trouxa da história, logo na próxima cena o jogo já ta bem feio, animações estranhas, expressões faciais esquisitas, homens que rebolam e etc.

Mas apesar disso tudo, o jogo melhora logo mais, ai piora de novo e melhora e piora... ou seja, os gráficos são bem inconsistentes, e você vai querer matar o mongol que fez essa merda de gráfico, isso porque ainda não falei dos slowdowns e dos loadings que chegam a absurdos 40 segundos... alias, os loadings algumas vezes ocorrem até mesmo no meio de uma cena de ação... acho que a geração merecia mais dos rpgs e o potencial do Xbox360 também... pra falar a verdade esse jogo nem arranha o potencial do console... e o mais triste de tudo é que ele ocupa 4 DVDs por causa de inúmeras cenas CGs que poderiam ter sido feitas com a engine do jogo...

 

 

A música:

 

Aqui o jogo brilha de verdade, Nobuo Uematsu sabe o que faz, porque algumas melodias são tão boas que dá vontade de parar pra ficar ouvindo, alias, em um jogo grande como esse é muito bom saber que existe músicas tão boas pra te acompanhar pelo jogo todo! A dublagem do jogo porém não é lá essas coisas, mas não dá pra tirar pontos porque você pode escolher 5 dublagens diferentes! Então tem voz pra todo gosto aqui!

 

Finalizando:

 

Lost Odyssey é um jogo que vale a pena pela jogabilidade perfeita, pelas músicas e pelos mil anos de sonhos que são realmente muito bons! Se não fossem pelos defeitos primários na execução seria um dos títulos obrigatórios do Xbox360 e um marco pra Mistwalker, mas devidos aos contra tempos é apenas mais um bom jogo numa biblioteca imensa de ótimos jogos do console! Recomendo, mas só pra quem for fã do gênero e não for sonysta!

 

 

Nota Final: 8,0 ;)

 

Fotos:

1200353504.jpg

1200353503.jpg

1200353502.jpg

1200353501.jpg

1200353437.jpg

1200353434.jpg

1200353433.jpg

1200353435.jpg

Compartilhar este post


Link para o post

Nota 8 é bom demais para esse lixo.

 

Prós:

- Os contos (apesar da apresentação tosca de arquivos .pps)

- Meia dúzia de músicas

 

Cons:

- Todo o resto

 

Destaque especial para o enredo que é um dos piores que já vi na vida.

 

Não dá para recomendar nem para quem é fã do gênero. Sakaguchi foi mais feliz em Blue Dragon, esse sim um bom RPG nos moldes clássicos. Loading Odyssey é simplesmente uma porcaria.

Compartilhar este post


Link para o post

acho que eu gostei mais pela jogabilidade mesmo que é muito boa... a história é meio ruim mesmo... mas é jogo japones e não posso exigir muito nisso... então quase não tirei ponto por causa da história... sem contar que é subjetivo e alguem pode gostar...

Compartilhar este post


Link para o post
Outras passagens também são bem idiotas, um cara fala que vai jogar uma bomba atômica na cidade e uma das personagens principais diz apenas que o amor os salvará... fica lá então e espere o amor te salvar puta! Bem, mas é RPG japa e eu relevo essas barbaridades.

 

Nada. Não é de se relevar não. Desde quando JRPG tem essas atrocidades de praxe?

 

No mais, bom jogo (fora os loadings e gameplay meio estilo anos 90) e bom review.

Compartilhar este post


Link para o post

hauhauhauhauhua... sempre vejo essas coisas nos RPGs japas que eu jogo Cless... mas deve ser eu que só jogo o mainstream e pego essas bostas de dialogo... tipo, já até me acostumei... sobre os loadings eu resisti firme até o final do segundo DVD... mas o terceiro tá no HDzão de 20 gigas :( ... melhorou bastante os loadings!

Compartilhar este post


Link para o post

Pelos comentários do Ralf Jones o único outro RPG que ele jogou foi Grandia 3 :lolmor:

 

Porque essas asneiras de LO não são de praxe no gênero não, mainstream ou nicho.

Compartilhar este post


Link para o post

Lost Odyssey é bem simples de ser descrito: um jogo da idade das cavernas com gráficos next-gen e loadings insuportáveis. Quase um Final Fantasy II piorado.

Editado por Master Sword

Compartilhar este post


Link para o post

o enredo principal é bem generico mesmo,

 

mas a dinamica entre Jasen , Seth e Kain to gostando

 

a parte da revelacao da filha do Kain foi excelente,

 

strife e cia gosta de rpg onde é adolecente na idade do primeiro amor !

 

 

 

  • Gostar 1

Compartilhar este post


Link para o post

O que uma coisa tem a ver com a outra? Alucard nem consegue falar bem ou mal sem ter que partir para uma comparação estúpida e desprovida de qualquer fundamento.

 

Cena da filha do Kaim é a única boa cena do jogo todo, Alucard. Pare de falar asneira enquanto ainda nem viu o que realmente tem de podre no enredo de Loading Odyssey.

 

Até o Jansen, que eu curtia demais no primeiro disco, fica um saco depois, para se ter idéia. Como o Hiei disse lá no RPG, o enredo não cai depois do primeiro DVD não, desmorona. Os personagens são PÉSSIMOS, nem o fato de serem na maioria adultos salva.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post

a bom, se vc falasse que a cena da filha do KAIN fosse pessima, eu ja descartaria sua opiniao, porque se o jogo tive rmais cenas como essa vou achar otimo

 

sim, esotu no 1 dvd e gostei da parte do loiro pedindo uma luz para a estatua do pai dele..cenas assim,fortes

 

Compartilhar este post


Link para o post
strife e cia gosta de rpg onde é adolecente na idade do primeiro amor !

 

"Squall é um protagonista excelente"

 

Auto-owned?

 

Aliás, esta cena seria muito boa.... se o pessoal não tivesse encaixado um mini-game de ficar recolhendo flores logo depois, tomar no cu.

Editado por Master Sword

Compartilhar este post


Link para o post
"Squall é um protagonista excelente"

 

Auto-owned?

 

Hahahaha, perfeito.

 

E não tem outras cenas boas em LO, Alucard. Se for por isso pode parar de jogar. Como eu disse, a ÚNICA cena boa do jogo inteiro é essa da filha do Kaim, o resto pode tacar no lixo.

Compartilhar este post


Link para o post

vcs me desanimaram

 

 

o Squall é otimo

tem aquele jeito who cares dele, fechado,mas que a Rinoa (que para mim nao teve heroina melhor ate hj) vai com sutileza (coisa que nao existe em vgs de modo geral) fazendo ele ser mais expressivo

 

 

gosto de personagens que qdo expressam algo, eu sei que custou muito para ele expressar aquilo, como no Jardineiro Fiel do marido atras da esposa, que era super reservado

 

Squall tem isso !

 

e rarissimos jogos exploram personagens assim

 

minigame é ruim mesmo, mas foi feito para vc vivenciar melhor o drama daquele acontecimento, nao exatamente para ser divertido jogabilisticamente

 

mas ate isso acontecer, ja foi mais de meia hora de cutscene acho

 

Compartilhar este post


Link para o post
o Squall é otimo

tem aquele jeito who cares dele, fechado,mas que a Rinoa (que para mim nao teve heroina melhor ate hj) vai com sutileza (coisa que nao existe em vgs de modo geral) fazendo ele ser mais expressivo

 

 

gosto de personagens que qdo expressam algo, eu sei que custou muito para ele expressar aquilo, como no Jardineiro Fiel do marido atras da esposa, que era super reservado

 

Squall tem isso !

 

e rarissimos jogos exploram personagens assim

 

Mimimimi, Alucard gosta de rpg onde é adolecente na idade do primeiro amor ! :lolmor:

 

E já se prepara para o segundo DVD de LO, que não acontece absolutamente nada de relevante após a entrada da Sarah no grupo. É como um filler de anime: só bobagem que não interessa para encher linguiça. E o terceiro DVD é onde as coisas realmente ficam insuportáveis, lol.

Compartilhar este post


Link para o post

Alucard, não fique desanimado, pq a maioria aqui só joga praticamente, ai ficam achando ruim muita coisa, por já terem visto isso milhões de vezes.

 

Por isso que dá vontade de dar uma sumida de foruns, ficar lendo opinião dos outros é um saco.

 

E qual o problema do Squall? :rolleyes:

 

Por mais que tentem parecer diferentes, acaba que todo mundo tá caindo nos velhos tipinhos, tipo fanboy de FF7 que odeia FF8.

 

Ainda acho que LO e BD são os melhores RPGs da roleta, não entendo pq o povo cai de pau só pq são RPGs com gráficos HD só que com clima de FF1.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post

strife é dor de cotovelo do sakaguchi e nobuo pararem de trabalhar com a square

 

Compartilhar este post


Link para o post
Alucard, não fique desanimado, pq a maioria aqui só joga praticamente, ai ficam achando ruim muita coisa, por já terem visto isso milhões de vezes.

 

Por isso que dá vontade de dar uma sumida de foruns, ficar lendo opinião dos outros é um saco.

 

E qual o problema do Squall? :rolleyes:

 

Por mais que tentem parecer diferentes, acaba que todo mundo tá caindo nos velhos tipinhos, tipo fanboy de FF7 que odeia FF8.

 

Ainda acho que LO e BD são os melhores RPGs da roleta, não entendo pq o povo cai de pau só pq são RPGs com gráficos HD só que com clima de FF1.

 

E vc não pode falar nada pq vc não joga nada praticamente.

 

"Ainda acho que LO e BD são os melhores RPGs do roleta", sendo que nem encostou em nenhum dos dois. E o melhor de tudo é que eu odiei FF8 quando eu joguei, ou seja, em 1999. A pobre Players nem existia, ou seja, não me venha com essa papagaiada de tipinhos. Se quer dar uma de sabichão, jogue antes de falar. Se quer falar que isso é coisa de nerd, não perca tempo num fórum de games.

 

Porra, é chato demais.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Pelos comentários do Ralf Jones o único outro RPG que ele jogou foi Grandia 3 :lolmor:

 

Porque essas asneiras de LO não são de praxe no gênero não, mainstream ou nicho.

 

 

hahahaha, chore... todos que eu joguei tiveram cenas assim ou ainda piores...

 

joguei o Eternal Sonata no X360 tb! :P

 

bem, na verdade verdadeira, é claro que tem cenas idiotas... mas não é de todo mal, e o sistema de jogo que é o mais importante pra mim é o que conta... o jogo é divertido demais pra se jogar... a história apesar de não ser nada nivel Machado de Assis é sim interessante... idiota mas interessante... e realmente não joguei os RPGs do PS2... então não sou paramentro... hehehehehe

 

 

mas o jogo é bom Strife... instalado no HD é muito bom... hoje até parei com a história pra lutar mais e subir meu nivel! :D

 

nivel 37 já... Jansen forte demais! perdoe....

 

 

alias, qual o nivel que devo estar pra passar do ultimo chefe...

Compartilhar este post


Link para o post

Ralf, tb acho a jogabilidade de LO horrível. Sistemas chupinhados de FF, sistema de batalha que não evolui nada, poucas opções, animações lerdas demais, os loading excruciantes (no HD deve melhorar isso, sem dúvida, mas o resto continua ruim) etc. Tanto que nem sei dizer qual o nível para o último chefe, não lembro e cheguei lá muito underleved pois evitava lutas e não quis nem saber de fazer os extras ou ficar explorando. Sem falar que eu demorei quase um ano para terminar o jogo lol, só conseguia aturar isso muito de vez em quando.

 

strife é dor de cotovelo do sakaguchi e nobuo pararem de trabalhar com a square

 

Engraçado que eu gostei bastante de Blue Dragon... pare de ficar inventando desculpa para esse amontoado de bosta que é LO, Alucard. O jogo que é ruim mesmo.

 

E Vaan querendo dar pitaco sem nem ter jogado porra nenhuma, pqp. Apoio o que diz sobre parar de frequentar fóruns, iria fazer um favor para todo mundo. Pena que isso é só mais outro choro seu...

Compartilhar este post


Link para o post

Se o jogo é uma merda, comprou o 360 pra jogar o que? :lolmor:

Não gosta de Tales of Vesperia, IU, Lost Odyssey... Assim fica difícil. :lol:

 

 

Não entendo essa agressividade em 100% dos seus posts. Rindo mor aqui. :huahua:

Editado por Vaan

Compartilhar este post


Link para o post

Não gosto de qualquer merda, e felizmente jogo outros gêneros além de RPG. Não comprei o X360 só por isso, felizmente, pois se o fizesse talvez estaria que nem vc, reclamando toda hora mas sem jogar porra nenhuma :lolmor:

 

Blue Dragon é muito bom, Eternal Sonata é superficial mas é bem-feito e diverte, e Last Remnant está me agradando muito. De RPG no X360 só isso. O resto joga fora mesmo, não vale a pena.

Compartilhar este post


Link para o post
Ralf, tb acho a jogabilidade de LO horrível. Sistemas chupinhados de FF, sistema de batalha que não evolui nada, poucas opções, animações lerdas demais, os loading excruciantes (no HD deve melhorar isso, sem dúvida, mas o resto continua ruim) etc. Tanto que nem sei dizer qual o nível para o último chefe, não lembro e cheguei lá muito underleved pois evitava lutas e não quis nem saber de fazer os extras ou ficar explorando. Sem falar que eu demorei quase um ano para terminar o jogo lol, só conseguia aturar isso muito de vez em quando.

 

devo ter gostado porque não jogo Final Fantasy desde o VI... então acho que vou virar o maior paga pau de final fantasy quando sair o 13...

Compartilhar este post


Link para o post

Viu como vc conseque QUASE fazer um post não ofensivo ?! :rolleyes:

 

Mas não consigo gostar dessas merdas de Killzone, infelizmente, senão estaria jogando várias porcarias. :mellow:

Compartilhar este post


Link para o post

Strife esqueceu de falar que é um sistema chupinhado do Final Fantasy I :lolmor:

 

E também tenho a mesma opinião do Strife, só acrescentando ToV que eu gostei, apesar de ser tão longo que beira o tédio.

Compartilhar este post


Link para o post

O problema de LO é que ele nunca consegue manter um ritmo consistente nem no enredo e nem no jogo em si. Sakaguchi gostyava de vendê-lo como uma história mais íntima, com mais ênfase nos personagens, mas nenhum deles cresce além do basicão "tinha dúvidas mas não tenho mais". A maioria das interações entre eles são absolutamente redundantes, não servem para nada além de reafirmar o que o jogador deduz depois de dez segundos ouvindo-os falar. É como se o Sakaguchi não soubesse o que fazer com eles porque não tem mais para onde levá-los. Eles são adultos, como ele iria incorporar aquela narrativa tradicional de RPG com um elenco assim? Não funcionou, porque a história tenta apelar para 2 públicos distintos, usando 2 estilos de se se contar uma história quase que totalmente opostos, sem nunca ter um foco certo no que ele quer com aquilo tudo. Apesar do que ele pode ter pensado ao escrever o script, não dá para agradar todo mundo. Sem falar na qualidade dos diálogos, que é um pouquinho acima da média dos RPGs nos seus melhores momentos e absolutamente sem noção nos piores.

 

 

E não falemos da participação do escritor, porquê aí a coisa se inverte totalmente.

 

 

O sistema de batalhas não evolui o sufciente para se mater interessante pelo jogo todo, as tais idéias novas que o jogo diz que trás consigo também não fazem muita diferença, fazendo só figuração nas lutas. A trilha sonora possui algumas músicas muito bonitas sim, mas no geral não passa de mediana, bem como as localidades que você visita. No fim das contas Lost Odyssey tenta coincidir o velho com novo de uma maneira tão mecânica e tão "torta", que só o que o jogador acaba vendo é o jogo dando cabeçada na parede por quarenta horas.

 

 

 

Abraços.

Editado por Shin Kazemaru

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

  • Visualizando este tópico:   0 membros online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×

Informação Importante

Ao utilizar este site, você está automaticamente concordando com os nossos Termos de Uso e regras..